Atualmente, o mercado financeiro disponibiliza alguns opções de empréstimo para negativados que não conseguiram aprovação do crédito pessoal

Uma pesquisa realizada em 2020 pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontou que, nove em cada dez pequenos negócios que buscam empréstimos, não conseguem. Ou seja, 86% empreendedores que buscaram crédito, infelizmente, tiveram alguma recusa ou cancelamento da solicitação.

Uma fator determinante para esse indeferimento, pode ser o número de inadimplentes no país. De acordo com dados divulgados pela Serasa Experian, até abril de 2021, o Brasil já contava com mais de 63 milhões de brasileiros com contas em atraso. Assim sendo, a alta é de aproximadamente 0,7%, em relação aos comparativos do mês anterior: março.

A crise econômica causada covid-19, por exemplo, teve um grande impacto nos dados coletados e no aumento de inadimplência no país. Por isso, separamos nesse post algumas modalidades de crédito alternativas que podem auxiliar os indivíduos com algum tipo de restrição. Ainda que o empréstimo para negativado tenha sido negado, o mercado disponibiliza opções para ajudar esses perfis de cliente. Veja:

Clique aqui e faça sua solicitação de empréstimo com a FinanZero!

Empréstimo na conta de energia

O empréstimo na conta de energia, como o próprio nome sugere, é uma modalidade de empréstimo onde as parcelas são descontadas na conta de luz do cliente. Essa modalidade foi criada pelos bancos e instituições financeiras visando auxiliar os consumidores que estão negativados e não conseguiram um empréstimo pessoal, por exemplo. Já que, as instituições entendem que com o pagamento através da conta de energia, a chance de inadimplência por parte do cliente é menor.

Na prática, o consumidor deve pagar o valor da sua conta mensal e o valor da parcela do empréstimo: tudo isso numa única fatura. Só para exemplificar, caso o cliente tenha feito um empréstimo de R$1.000 em 10 prestações, o valor da parcela será de R$100 mensalmente. Por isso, o cliente irá pagar o valor da conta de luz (a depender do consumo individual de cada cliente) e os R$100 do empréstimo durante 10 meses.

O principal critério para essa solicitação, de modo geral, é a conta de energia estar no nome do solicitante. Ou seja, não é possível fazer um pedido de empréstimo na conta de luz, se o comprovante estará no nome de algum terceiro (mãe, pai, esposo, esposa, filho, filha etc). Além disso, é necessário que o solicitante possua conta bancária em próprio nome e tenha entre 21 e 79 anos.

Qual é o melhor site para comprar notebook?

Empréstimo com celular como garantia

Outra opção muito vantajosa aos clientes com restrições que tentaram fazer uma solicitação de empréstimo para negativado e não conseguiram, é utilizar o celular como garantia do crédito. Essa modalidade de crédito funciona com o smartphone do cliente sendo utilizado como uma garantia que as parcelas serão pagas posteriormente. Nesse caso, essa também é uma tentativa do banco de diminuir os riscos de inadimplência.

Em resumo, após a assinatura do contrato o cliente deverá fazer o download de um aplicativo em seu celular. Esse aplicativo, por sua vez, será monitorado pela financeira que concedeu o empréstimo ao consumidor e caso alguma parcela da oferta não seja paga, a financeira possui autonomia para bloquear o celular do cliente através do aplicativo. Assim sendo, enquanto o cliente estiver pagando as parcelas do empréstimo regularmente, o aparelho permanece sem quaisquer alterações.

Em contrapartida, é importante ressaltar que esse aplicativo não compromete a segurança nos dados do celular do consumidor. Então, ele será usado apenas para bloqueio do aparelho e não interfere sob nenhuma circunstância no funcionamento do smartphone. As taxas e valores pré-aprovados podem variar de acordo com o critério estabelecido individualmente por cada instituição financeira.

Como economizar no presente do Dias dos Pais?

Refinanciamento de imóveis ou veículos

Por fim, uma última opção de empréstimo para negativado é o refinanciamento de imóveis ou veículos. De modo geral, nessas modalidades os consumidores podem utilizar seu imóvel (terreno, casa, apartamento etc) ou seu veículo (leves, pesados e caminhões) como garantia do empréstimo. Mesmo estando com restrições, essa linha de empréstimo é recomendada para os negativados.

Isto é, como um bem será colocado como garantia do empréstimo, além de menores riscos de inadimplência, as financeiras costumam conceder taxas mais baixas e um prazo maior para pagamento. Se comparados ao crédito pessoal, as ofertas costumam ser mais vantajosas para quem deseja parcelar o empréstimo em muitas vezes. Confira algumas condições:

  • Refinanciamento de imóveis: Taxas a partir de 0,75% a.m e prazo de pagamento em até 240 meses;
  • Refinanciamento de veículos: Taxas a partir de 0,99% a.m e prazo de pagamento em até 48 meses.

Portanto, se o consumidor estiver negativado mas possuir algum ou imóvel ou veículo como garantia, essa pode parecer uma solução benéfica. Além disso, os valores pré-aprovados costumam ser mais altos, sendo R$40.000 o valor mínimo na solicitação de refinanciamento de imóveis, por exemplo. Atualmente, a FinanZero concede empréstimo para negativado nessas duas modalidades, por isso, caso haja interesse basta clicar aqui.

Qual a diferença entre contrato de compra e venda e matrícula do imóvel?

Por fim, ficou com dúvidas sobre outras opções de empréstimo para negativado? Se sim, deixe aqui nos comentários que a FinanZero está à disposição.

Ademais, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.