reforma-tinta

Quem disse que não dá para ajeitar a casa gastando pouco? Separamos algumas ideias de como você pode fazer isso, assim como dicas para não estourar as contas.

Nada como chegar em casa depois de um dia cansativo de trabalho, não é mesmo? Na verdade, para muita gente, nada como chegar em casa e ponto! Afinal, não é em todo lugar que a gente pode ficar um tempão jogado no sofá, se esticar na cama quando dá na telha, se reunir com os amigos gastando pouco ou quase nada.

É por essas e por outras que, junto com a vontade de ter uma casa própria, o sonho de muitas pessoas é reformar seu cantinho. Tirar do papel o projeto de deixar a cozinha e/ou a sala mais espaçosa, finalmente montar um escritório para trabalhar de casa, modernizar o quarto dos filhos que cresceram e por aí vai.
Conseguir um empréstimo para colocar tudo isso em prática pode ser uma boa saída. Mesmo assim, fazer um planejamento e ter boas ideias também é uma mão na roda para não fugir do orçamento. Pensando nisso, preparamos algumas dicas para quem quer dar um tapa na casa gastando a partir de R$ 5 mil, R$ 10 mil e R$ 15 mil.

Antes de mais nada, faça o planejamento da reforma!

Esse tipo de reforma cabe na medida para aqueles que estão cansados do visual da casa, mas não precisam fazer mudanças estruturais. Confira 3 sugestões:

  • Pintar as paredes: renovar a pintura é um jeito pá-pum de dar novos ares para a casa. Mas atenção à escolha das cores! Tons muito forte e vibrantes podem ser tornar cansativos, te obrigando a pintar tudo de novo em pouco tempo.
  • Restaurar móveis antigos: a gente nem sempre se dá conta disso, mas os móveis têm um peso enorme na aparência de um cômodo. Comprar mobília nova, claro, é legal. Mas, se quiser fazer mesmo seu dinheiro render, vale a pena saber quanto custa para trocar o tecido do sofá ou o forro das cadeiras, por exemplo. Outra sugestão é buscar ideias de Faça Você Mesmo — ou Do It Yourself (DIY) em inglês — em plataformas como o Pinterest e colocar a mão na massa.
  • Restaurar o assoalho: colocar um assoalho novo custa a partir de R$ 150 por metro quadrado. Isso quer dizer que, para uma casa com 50 m², o valor ficaria em torno de R$ 7.500. A boa notícia é que, se você já tem um piso de madeira de qualidade, ele ficará como novo após uma raspagem e aplicação de resina, o que custa a partir de R$ 35 por metro quadrado, ou R$ 1.750 no total (para 50 m²).

  
Muitas vezes, os gastos mais pesados em uma reforma são para pagar a mão de obra. Por isso, se o orçamento é apertado, tente pensar em coisas simples que você pode fazer por conta própria, como mudar móveis de lugar, substituir luminárias, entre outros.

Reforma com até R$ 10 mil: criatividade é a palavra-chave

Desde que a parte elétrica e hidráulica do imóvel estejam em boas condições, com R$ 10 mil é possível fazer mudanças ainda mais significativas, sem mexer na parte estrutural. Além de renovar a pintura e de reaproveitar os móveis, aqui vão mais algumas dicas:

  • Trocar o piso: essa dica é para quem quer mudar mesmo o visual da casa. Os valores dependem principalmente do tipo de piso escolhido. Os laminados, por exemplo, não só são mais acessíveis que os de porcelanato, como também são mais fáceis e baratos para instalar. Uma boa opção para quem quer economizar!
  • Concentrar a reforma em um cômodo só: não existe uma regra que diga que a reforma tem que ser feita toda de uma vez. Se a grana está curta e o que mais te incomoda é a sala, vá fundo na reforma dela! Depois, quando surgir a oportunidade, você pode reformar outro cômodo.

Sobre essa última sugestão, é importante saber que algumas áreas da casa custam mais que outras para reformar. É o caso da cozinha e do banheiro, que levam materiais caros, como louças e metais, ou azulejos.

Reforma a partir de R$ 15 mil: mais fôlego para as mudanças

Você já deve ter visto lojas de móveis planejados que prometem fazer todos os cômodos da casa por até R$ 15.000. De fato, essa quantia te permite começar a mexer na marcenaria, mas com limitações. Alguns materiais com preços camaradas têm vida curta, principalmente, se a intenção for colocar peso sobre eles.

Segundo especialistas, uma reforma completa custa, em média, 30% do valor do imóvel. Para um apartamento que custe R$ 300 mil, isso quer dizer que você precisaria gastar por volta de R$ 90 mil para deixar tudo renovado e do jeito que você quer.

Parece impossível? Uma opção é recorrer a um empréstimo, como o refinanciamento de imóvel. Ao usar um imóvel quitado em seu nome como garantia, é possível conseguir valores mais altos, por taxas de juros menores e com maior prazo para pagamento. Faça uma simulação de empréstimo com a FinanZero!