Precisa muito de um empréstimo, mas está com medo de cair em fraudes? Não se preocupe! Estamos aqui para te dar algumas dicas sobre como não cair em golpes.

Já ouviu dizer que “enquanto uns choram, outros vendem lenço”? Muito famosa quando o assunto é buscar oportunidades em momentos difíceis, a frase também tem um sentido negativo e se aplica às fraudes do empréstimo. Isto é, onde houver gente endividada e no sufoco, sempre haverá quem queira se aproveitar da situação. É a triste realidade!

Falando de empréstimos, muitos sabem que eles podem ser a solução para colocar as contas em dia. E, de quebra, ainda limpar o seu nome na praça. Mas, é preciso muito cuidado! Aproveitando que aqueles endividados e com o nome sujo entram em desespero, pessoas mal-intencionadas fazem ofertas milagrosas por um depósito antecipado.

O resultado é que você acaba sem a grana do empréstimo e, pior, com um rombo ainda maior na sua conta. Descubra como funciona e veja dicas de como não cair em golpes.

Como funciona o golpe do empréstimo online?

Muitas vezes, golpistas entram em contato por canais não oficiais. Principalmente por meio de redes sociais como WhatsApp e Facebook.

  • A internet é responsável por trazer diversas comodidades, incluindo a chance de conseguir um empréstimo online de forma rápida, prática e segura. No entanto, ela também cria um ambiente favorável para golpes de diversos tipos.
  • No caso do falso empréstimo, em geral, funciona da seguinte maneira: o golpista entra em contato com a vítima por meio do WhatsApp, Facebook, telefone, etc., e faz uma proposta de empréstimo rápida e com taxas de juros baixos. Neste momento, é comum que ele ainda diga ser representante de uma financeira conhecida.
  • Como, muitas vezes, a vítima está negativada e passando por um momento difícil, ela acaba aceitando a oferta. A partir daí, o falso representante da empresa pede um depósito antecipado para fazer a análise de crédito, gastos no cartório, avalista… As desculpas podem variar, mas o desfecho é sempre o mesmo: assim que o depósito é feito, o golpista desaparece, deixando a vítima a ver navios.

5 dicas sobre como não cair em golpes

Sempre que um novo golpe é divulgado, a primeira reação de muita gente é achar que isso nunca aconteceria com ela. Mas, no desespero, é comum deixar passar alguns sinais que, em outras circunstâncias, te deixariam com uma pulga atrás da orelha. Para que você fique mais atento da próxima vez que receber uma proposta de empréstimo, aqui vão algumas dicas de como não ser pego por empréstimos fraudulentos.

1. JAMAIS faça depósitos antecipados para conseguir um empréstimo

Essa é uma das principais dicas para não cair em golpes! Isso porque, em geral, esse tipo de fraude consiste justamente em receber os valores antecipados. Em seguida, a empresa ou representante desaparece com o dinheiro da vítima. 

Os motivos dados pelos golpistas podem variar bastante. Mas não importa: a cobrança de depósitos antecipados para a liberação de empréstimos é proibida conforme regulamentação do Banco Central. Por isso mesmo, nenhuma empresa séria vai pedir isso a você.

2. Desconfie de “negócios da China” para não cair em golpes

É claro que diferenças entre ofertas de empréstimo existem. Elas podem ir desde taxas de juros até a forma de parcelamento. Mas, em geral, os juros do empréstimo pessoal começam a partir de 2% ao mês, sendo que a média é de 6,5% ao mês. Caso encontre algo muito abaixo disso, redobre a atenção. Pode se tratar de golpe!

3. Cuidado com crédito muito fácil, principalmente para negativados

Quando você pede um empréstimo, o banco ou financeira quer ter certeza de que você vai pagar as parcelas em dia. Por isso, é feita uma análise de crédito. Hoje em dia, plataformas como a FinanZero podem dar uma resposta em questão de minutos. No entanto, o processo é um pouco mais demorado para quem está negativado.

Se você já teve uma resposta negativa de outras empresas e, de repente, receber uma oferta muito rápida e sem burocracia, mesmo estando com o nome sujo, fuja!

4. Busque referências sobre a empresa

Neste tipo de fraude, é comum que os golpistas criem uma empresa falsa. Por isso, um dos primeiros passos para garantir uma transação segura é entrar no site oficial da instituição financeira. Lá, você deverá encontrar informações obrigatórias (mesmo para empresas online), como CNPJ e endereço físico.

Feito isso, jogue as informações no Google e veja se elas conferem. Você pode entrar em contato com o Banco Central para verificar se é uma empresa autorizada. Depois, procure avaliações no próprio Google e em sites de reclamações online. O que as pessoas dizem sobre a empresa? A partir daí, fica mais fácil saber se ela é confiável ou não.

Assim, antes de solicitar um empréstimo, deve-se buscar resolver questões pessoais para que isso não seja um impeditivo ao longo do processo.

5. Nunca passe seus dados para desconhecidos para não cair em golpes

Outra prática comum é que golpistas aleguem ser representantes de bancos ou instituições financeiras e peçam seus dados pessoais. Não caia nessa! Em vez disso, entre você mesmo em contato com a empresa por meio do site ou telefone e faça a solicitação.

Eventualmente, algum funcionário poderá entrar em contato. Mas, nessa ligação, é importante que ele mostre já ter informações corretas sobre você e seu pedido. Lembre-se que empresas fraudulentas podem vender seus dados pessoais.

Afinal, dá para confiar em empréstimo online?

Golpes sempre existirão em qualquer lugar e a internet não foge dessa regra. No entanto, é sim possível conseguir um empréstimo online de forma rápida, segura e pouco burocrática com empresas confiáveis. Isso, mesmo estando negativado.

Na plataforma da FinanZero, por exemplo, você encontra todas as informações necessárias, como CNPJ, endereço físico, telefone para contato, assim como o cadeado verde na barra superior, que garante a proteção dos seus dados. No Google, você também pode conferir mais de 1.500 avaliações a nosso respeito.

Faça uma simulação! O processo é rápido, seguro e em pouco tempo você recebe até 10 ofertas de empréstimo pré-aprovadas com taxas de juros a partir de 2,0% ao mês.

Esperamos que com esse post você tenha aprendido como não cair em golpes.