Empréstimo para autônomo

Autônomo, MEI ou empreendedor: empréstimo é com a FinanZero!

Empréstimo para autônomo negativado

O que é empréstimo para autônomo?

O empréstimo para autônomo é, de forma geral, o mesmo tipo de crédito pessoal de pessoas físicas. No entanto, com algumas dificuldades. Por exemplo: nem sempre é fácil para quem é autônomo conseguir empréstimo, seja ele do tipo pessoal ou até mesmo no caso de refinanciamento. Isso porque a comprovação de renda é parte fundamental da análise de crédito.

Mas aqui com os parceiros da FinanZero temos várias possíveis soluções para conseguir realizar a análise de crédito de autônomos ou outras categorias que não possuem holerite.

Em resumo, basta usar a movimentação de uma conta bancária. A partir dela é possível verificar a renda do cliente e realizar essa análise.

Sendo assim, o empréstimo para autônomo funciona como qualquer outro tipo de concessão de crédito em que a pessoa faz o pedido, assina o contrato e paga o valor aos credores mensalmente. 

Quem é autônomo pode solicitar quais tipos de empréstimo? 

De forma geral, os mesmos empréstimos disponíveis para pessoas físicas estão à disposição de autônomos, sejam eles MEI, empreendedor ou microempresa, ou se trate de um empréstimo para autônomo negativado:

Ou seja, só o empréstimo consignado, cujo desconto da parcela é feito do holerite, não é uma opção para autônomos.

Portanto, você pode escolher o que melhor se adequa ao seu perfil, sabendo as vantagens de cada tipo. Por exemplo:

  • Crédito pessoal: é mais ágil e demanda menos documentos, mas tem juros mais altos;
  • Empréstimo com garantia de celular: é ágil e tem juros acessíveis, mas você pode ficar sem usar seu aparelho se atrasar parcelas;
  • Refinanciamento de imóvel: são as melhores taxas do mercado, além de os maiores valores disponíveis, contudo é um processo mais demorado;
  • Refinanciamento de veículo: tem taxas atrativas e valores mais altos, entretanto, em caso de atraso, você pode ter seu carro tomado;
  • Empréstimo na conta de luz: os  juros são médios e o contrato é rápido, no entanto, os valores são mais baixos.

Por fim, agora que você sabe dos tipos de crédito, basta simular e escolher o melhor para você.

O empréstimo para autônomo precisa de garantias? 

Outra linha de crédito interessante para quem é autônomo e que apresenta juros abaixo dos praticados pelo mercado financeira como um todo é o empréstimo com garantia.

Com essa linha de crédito, o autônomo oferece um bem como garantia de pagamento da dívida à instituição credora. Esse bem pode ser um celular, carro ou imóvel. Ela é ainda mais indicada como empréstimo para autônomos negativados.

Como o risco de inadimplência da operação é menor, já que o cliente cedeu um bem como garantia, as taxas de juros desse tipo de crédito estão entre as menores do mercado.

Além disso, o pagamento pode ser feito em parcelas com juros menores e em prazos que podem chegar a 30 anos, dependendo do banco ou fintech que aprovar o crédito. 

Autônomos precisam ter CNPJ para pedir um empréstimo? 

Não. Autônomos podem pedir empréstimo de qualquer tipo, seja crédito pessoal ou com garantia, mesmo sem CNPJ, seja MEI, empreendedor ou microempresa.

No entanto, você precisará de documentos que comprovem a sua renda, como extrato bancário ou comprovante de prestação de serviço.

Quais os documentos para pedir um empréstimo para autônomo? 

Para aprovação do empréstimo, seja na modalidade de crédito pessoal ou de refinanciamento podem ser solicitados vários documentos. Dentre eles os principais são os listados aqui abaixo. 

  • Documento oficial com foto; 
  • CPF;
  • Comprovante de renda: Extrato bancário, declaração do imposto de renda e outros;
  • Comprovante de residência.

Vale lembrar que apresentar todos esses documentos não é uma garantia de que o seu pedido de empréstimo para autônomo será aprovado. O mesmo vale para empréstimo para autônomo negativado.

Isso porque cada empresa tem suas próprias políticas para liberar, ou não, uma solicitação de crédito.

Quais documentos posso usar para comprovar minha renda?

Na hora de solicitar um empréstimo é necessário comprovar sua renda. Isso porque esse é um fator importante na análise de crédito, que vai garantir ao banco que você tem condições para pagar as parcelas do empréstimo. 

Para comprovar sua renda você pode usar:

  • Seu contracheque (também chamado de holerite);
  • O extrato bancário, ou 
  • Suas notas fiscais. 

No entanto, não são todos os bancos que aceitam notas fiscais como comprovação de renda. Por isso, é importante lembrar de comparar as condições das instituições financeiras e checar qual está mais de acordo com a sua situação.

Quais as taxas do empréstimo para autônomo? 

As taxas de empréstimo para autônomo são:

  • Crédito pessoal: a partir de 1.49% a.m.;
  • Refinanciamento de imóvel: 0.75% a.m.;
  • Refinanciamento de veículo: 1.39% a.m..

Entretanto, vale ressaltar: essas são as taxas mínimas. Ou seja, o valor aplicado a você pode variar, já que os juros são aplicados de pessoa para pessoa, com base na análise de perfil. 

O que é análise de perfil?

É uma avaliação que as fintechs ou os bancos fazem do seu histórico para entender se você está apto ou não a cumprir com o contrato. Além disso, também indica os valores a serem cobrados de taxas no seu empréstimo.

Para isso, as instituições estudam questões como:

  • Seu score;
  • Se há negativação no seu CPF;
  • Sua renda mensal;
  • Seus bens;
  • Entre outros.

Portanto, é importante entregar o máximo de documentos possível na hora da sua simulação. Desse modo, você garante que a taxa seja a mais realista de acordo com o seu bolso.

Como é feita a análise de crédito de autônomo?

A análise de crédito é a etapa de um pedido de empréstimo pela qual as fintechs ou os bancos avaliam se vão ou não emprestar dinheiro para você. Por meio de uma análise do seu perfil, determina-se também qual será a quantia emprestada, quais serão as taxas de juros e quanto tempo você terá para quitar o seu empréstimo.

Para autônomos, a análise é feita seguindo os processos normais de pessoas físicas e jurídicas. Portanto, avaliando seu perfil por meio de dados como:

  • Idade do cliente que solicitou o empréstimo;
  • Gênero;
  • Quantidade de dependentes;
  • Nível de instrução;
  • Profissão;
  • Renda estimada;
  • Histórico de residência;
  • Bens imóveis, como casas e apartamentos;
  • Quantidade de veículos, quitados ou não;
  • Cartões de crédito;
  • Histórico de pagamento;
  • Entre outros.

Essa etapa é obrigatória em todo tipo de empréstimo. Contudo, ela é gratuita.

Quais as dificuldades de pegar empréstimo sendo autônomo negativado?

Quem é autônomo negativado pode encontrar no meio do caminho algumas dificuldades. Por exemplo: comprovar renda é um grande desafio para o autônomo, seja ele MEI ou microempresa, ter um papel que diga seu saldo mensal.

Fica ainda pior para quem está negativado, pois a razão de estar endividado costuma ter um peso grande na análise de crédito de algumas fintechs. 

A negativação influencia o score e esse é um fator levado em consideração pelas empresas que concedem crédito, logo para ter condições melhores a pessoa precisa regularizar o seu CPF. 

Quais as taxas podem ser cobradas nesse tipo de empréstimo?

Todo empréstimo é composto por algumas taxas, além do valor contratado. Juntas, essas partes formam o CET: Custo Efetivo Total.

Podem, então, ser cobradas taxas como:

  • O valor parcelado do que contratou;
  • IOF (quando vigente);
  • Taxa de juros.

Ou seja, não devem ser cobradas:

  • Em primeiro lugar, nunca pague taxa de avalista;
  • Você também não deve pagar: taxa de abertura de empréstimo;
  • Não deve ser cobrada a confirmação de empréstimo;
  • Além disso, taxa de entrada para concessão não deve ser um custo;
  • Falaram algo de seguro? Você não é obrigado a aceitar;
  • Nunca pague taxa paga aumentar o score;
  • Você não deve pagar taxa de cancelamento do contrato;
  • E, por fim, a produção de contrato não deve ser paga por você!

Enfim, se você notar alguma cobrança além disso no seu contrato, questione o banco ou a fintech. 

E, além disso, nada é cobrado de forma antecipada. Você só deve começar a pagar depois de receber o valor integral na sua conta. Caso alguém te cobre algo adiantado, fuja: essa prática é ilegal pelo Banco Central!

Meu score de física é o mesmo de pessoa jurídica? 

Não. Cada documento, muito embora esteja atrelado ao seu nome, tem um score próprio. O score é, em resumo, uma pontuação de 0 a 1000 que indica se você é ou não um bom pagador. Então, vamos falar da pontuação de cada casso e de como conferir o status.

Para consultar seu score de CPF de forma gratuita, o passo a passo é:

  • Primeiro, acesse Consumidor Positivo por este link;
  • Em seguida, clique em Consulta de CPF, no alto esquerdo da tela; e
  • Por fim, digite o CPF e selecione Consulte Já. 

Como aumentar o meu score?

Como já dito antes, o score é uma pontuação que avalia o histórico da sua vida financeira e que pode te ajudar na hora de solicitar um empréstimo, financiamento e até mesmo cartões de crédito. 

Em geral, autônomo negativado tem um score mais baixo, em função da restrição ao CPF. Mas há algumas dicas que podem ajudar a melhorar essa pontuação, tão importante para garantir acesso a crédito.

Por isso, é importante manter seu score com pontos altos. Pensando nisso, separamos algumas dicas de como você pode aumentar seu score:

  • Mantenha o pagamento de suas contas em dia; 
  • Se possível, quite suas dívidas; 
  • Caso não consiga quitar de uma vez, faça um acordo para resolver essa pendência;
  • E, por fim, não comprometa mais do que você ganha. É importante tentar manter um orçamento não tão apertado.

Como fazer um empréstimo sendo autônomo? 

Aqui na FinanZero, o processo de empréstimo para autônomo é muito simples, seja MEI, empreendedor ou microempresa:

  • Acesse o simulador da FinanZero;
  • Preencha o formulário com todas as informações pedidas;
  • Aguarde a pré-aprovação dos nossos quase 50 parceiros;
  • Por fim, escolha a opção que melhor se enquadra no seu bolso. 

A partir daí, você deve assinar o contrato desse empréstimo de forma online, o que também é feito pelas vias digitais. E, então, deve receber o dinheiro na sua conta em até cinco dias úteis. 

O mesmo passo a passo vale em empréstimo para autônomo negativado. Ou seja, você deve entregar os mesmos documentos e adicionar a informação sobre a restrição.

Em ambos os casos, sem filas e nem estresse com burocracia.

Além disso, você ainda tem o benefício de escolher, entre até dez ofertas, a que funciona melhor para o seu bolso.

Tenho que pagar taxas antecipadas para conseguir um empréstimo?

Não. A prática de cobrar taxas antecipadas em um empréstimo é ilegal, de acordo com as normas do Banco Central! Nunca pague nenhum valor antes de receber o empréstimo em sua conta corrente. 

E se alguém entrar em contato com você dizendo ser da FinanZero, desconfie caso peça algum valor adiantado. Nós nunca cobramos nada antes de você receber o empréstimo total na sua conta e, além disso, nada a mais do que está no seu contrato.

Por fim, caso você passe por essa situação, entre em contato conosco. É importante para nós saber de criminosos que tentam se passar por nossa marca para coibir essas ações.

Fique de olho em mais dicas nas nossas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.

É simples e confiável! Peça seu empréstimo pessoal agora

Faça seu pedido:

Ao entrar no site, escolha o valor do seu empréstimo pessoal, o número de parcelas e preencha o cadastro até o final com os seus dados. O processo é inteiro online!

BCA

Escolha seu empréstimo pessoal:

A partir do cadastro, seu pedido será analisado e pode ser pré-aprovado por até 10 instituições financeiras! Assim, você consegue escolher qual a oferta que melhor cabe no seu bolso.

A

Receba o dinheiro na conta:

Após ter escolhido uma oferta, você deve confirmar seus dados pessoais. Em caso de aprovação, é só assinar o contrato e pronto!

Perguntas frequentes sobre empréstimo pessoal

Devo pagar valores antecipados?

Não! Essa é uma prática ilegal, de acordo com o Banco Central.

Você só deve pagar o valor das parcelas quando receber o valor do empréstimo de forma integral na sua conta.

Além disso, só deve recorrer a bancos ou fintechs que tenham autorização para conceder empréstimos.

No mais, desconfie se você for cobrado de algum valor antecipado. Como autônomo, existem diversas desculpas para aumentar seu score ou ajudar na sua declaração de renda. Quem aplica fraudes usa termos como, por exemplo:

taxa de avalista;
abertura de contrato;
aumento de score.

Além de a maioria dessas taxas serem ilegais, elas nunca podem ser cobradas de forma adiantada.

Enfim, se isso acontecer com você, fuja. Esse pode ser um sinal de golpe ou então de uma empresa que não age de acordo com a regulamentação, o que pode indicar problemas no futuro, não é?

Preciso passar por uma análise de crédito para conseguir empréstimo?

Sim! Mesmo sendo autônomo, essa é uma parte muito importante do processo de qualquer tipo de crédito. Seja refinanciamento, empréstimo pessoal ou empréstimo para negativado, por exemplo, o seu perfil é uma parte crucial da determinação de:

  • taxas de juros;
  • prazo de pagamento;
  • e, por fim;
    do valor liberado para você.

Por isso, esteja atento ao seu bolso quando pedir um empréstimo. Nunca peça valores cujas parcelas sejam maiores do que 30% do seu rendimento mensal.

Portanto, calcule bem o quanto ganha, de quanto precisa e qual o prazo para concluir esse contrato.

Para você, que é autônomo, isso é ainda mais crucial, em função da renda variável.

Isso não só te ajuda a conseguir taxas de juros melhores para você quanto agiliza o processo de análise.

Tenha em mãos documentos como:

  • CNH ou RG e CPF;
  • Comprovante de renda, como extrato bancários, imposto de renda ou notas fiscais emitidos;
  • Declaração de endereço; e
  • Documentos de bens, se for fazer um empréstimo com garantia.

Com esses dados, você agiliza o processo de pedido. Então, agiliza o seu recebimento.

Score alto é um fator importante para conseguir empréstimo?

Sim. Quanto mais alto, maiores são suas chances de conseguir um empréstimo pessoal sem garantia.

Isso porque o score, uma pontuação de 0 a 1000, indica a sua fama de bom ou mau pagador.

Ou seja, pelo seu score, analisa-se o seu histórico de pagamento. Portanto, ele é crucial para determinar pontos importantes do seu empréstimo, como:

  • taxa de juros; e
  • valor final liberado.

Para saber quanto é a sua pontuação, verifique em sites de órgãos de proteção de crédito, como o Consumidor Positivo. Assim, você tem em mãos os seus pontos e consegue, dessa maneira, saber melhor a sua realidade diante do mercado.

Ah, uma coisa importante de salientar: autônomos negativados, em geral, têm score mais baixo, em função da inadimplência. No entanto, quando você quita essa dívida, volta a aumentar os seus pontos.

Então, se puder, fique em dia com as contas.

No mais, mesmo se seu score for baixo, NUNCA pague nenhum valor antecipado, nem mesmo sob o pretexto de aumentar a sua pontuação, ok?

Depósito antes de receber empréstimo é crime!

Posso pedir empréstimo mais de uma vez?

Sim! Assim que quitar o empréstimo você pode solicitar um novo.

Ao mesmo tempo, no entanto, não é recomendado ter diversos empréstimos.

Isso porque, quanto mais empréstimo você tiver ao mesmo tempo, maior a chance de inadimplência. Portanto, maior o risco para você ficar endividado. Por consequência, maior é a tendência de juros altos serem aplicados a você.

De novo, vale salientar que é importante nunca comprometer mais do que 30% do seu rendimento médio com uma parcela de crédito pessoal. Afinal, você segue com os custos normais da vida, além do valor desta parcela.

Então, planeje-se.

Se precisar de mais dicas, manda mensagem para a gente! Estamos sempre à disposição para tudo o que você precisar.

Autônomos negativados também podem solicitar empréstimo?

Sim! Restrição no nome não impede que você dê entrada em um empréstimo.

Há, sim, bancos e fintechs que não trabalham com aqueles que têm negativação.

Contudo, nós temos entre os nossos quase 50 parceiros diversas financeiras que atendem esse público.

Por isso, não deixe de fazer sua simulação por causa de uma negativação.

Muito embora isso possa afetar o seu score o que, por consequência, afeta sua análise de crédito, não é um impeditivo para que você consiga um crédito pessoal.

Nem o fato de você ser autônomo é um impeditivo. Basta você ter um comprovante de renda, que pode ser extrato bancário, declaração de imposto de renda, ou notas fiscais emitidas.