A internet, o WhatsApp e as mídias sociais trouxeram muitas coisas boas, entre elas o maior acesso à informação e a possibilidade de se comunicar com pessoas em qualquer lugar do mundo. Mas, com as novas tecnologias, vieram também alguns perigos, como o risco maior de você se tornar a próxima vítima de uma fraude na internet.

De boletos falsos enviados para a sua caixa de e-mail a promoções de produtos de beleza que te levam para sites maliciosos, o que não falta são fraudes virtuais. Para se ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa realizada pela Konduto, especialista em segurança online, estima-se que, a cada 5 segundos, um comércio eletrônico seja vítima de fraude no Brasil.

No caso dos empréstimos, os golpistas se aproveitam o momento difícil de quem está endividado para pedir depósitos antecipados e sumir com o dinheiro. Para quem está precisando de crédito, mas com medo de se meter em uma enrascada, não se preocupe! A seguir, ensinamos o passo a passo para não cair em golpes na internet.

1. Verifique a origem da informação

Recebeu uma oferta de empréstimo no seu e-mail ou WhatsApp? O primeiro passo é tentar buscar de onde veio a mensagem. Para isso, confira o e-mail utilizado no envio e responda às seguintes perguntas: você conhece a empresa que enviou o e-mail? Você se cadastrou para receber mensagens dessa empresa, mesmo que ela seja conhecida? O e-mail tem domínio próprio (exemplo: contato@nomedaempresa.com em vez de nomedaempresa@gmail.com)? A mensagem usa imagens oficiais e está sem erros gramaticais de português? Caso a resposta para uma dessas perguntas seja não, é bom ficar desconfiado!

Para mensagens recebidas no WhatsApp, a atenção deve ser ainda maior. Pergunte-se: quem enviou essa mensagem, algum amigo ou um desconhecido? Como a pessoa conseguiu seu contato? Lembre-se de que empresas sérias e oficiais dificilmente farão um primeiro contato de maneira informal pelo WhatsApp. Por isso, nunca forneça seus dados pessoais nessas situações.

2. Busque referências sobre a empresa

Muito melhor e mais seguro do que esperar uma oferta de crédito cair do céu é ir você mesmo atrás de uma instituição financeira que possa te emprestar a grana. Mas, saiba que a prática também não está completamente livre de riscos, já que pessoas mal-intencionadas podem criar sites fraudulentos.

Sendo assim, digamos que você tenha feito uma pesquisa no Google e encontrado uma empresa que promete crédito até mesmo para negativado. O primeiro passo é verificar os dados da empresa. Isso porque, desde 2013, as empresas são obrigadas a fornecer informações como CNPJ, endereço e pelo menos um canal de comunicação, seja ele e-mail, chat ou telefone. Com esses dados em mãos, faça uma pesquisa no Google e veja se eles são correspondentes. Utilize o Google Street View para ver a localização da empresa, ligue no telefone informado e verifique se o CNPJ está cadastrado no Banco Central, como autorizado para oferecer empréstimos.

Lembrando que, se a oferta for feita em nome de uma pessoa física, o melhor é cair fora o mais rápido possível. É fraude na certa!

3. Ouça outras pessoas que já utilizaram ou falaram sobre o serviço

Sim, a internet facilitou a aplicação de golpes. Por outro lado, graças a ela, nunca foi tão fácil pegar as opiniões de outras pessoas a respeito dos serviços. Isso significa que, além de verificar os dados oficiais da empresa — como visto no tópico acima — você também pode usar as redes sociais, plataformas de defesa do consumidor, além de buscas na internet para obter informações detalhadas sobre as transações. Para isso, procure pelo nome da empresa no Google e no Reclame Aqui, e veja o que andam dizendo sobre ela. Além disso, fique atento à forma com que a empresa recebe críticas e se posiciona em caso de problemas.

Outra forma de conhecer melhor a instituição financeira com a qual você deseja pegar um empréstimo é procurar por matérias em sites, revistas ou jornais falando sobre ela. Fazer isso é bom por dois motivos principais: em primeiro lugar, empresas reconhecidas em sua área de atuação costumam ser usadas como referência e fornecem dados para veículos de comunicação. Em segundo lugar, faz parte do trabalho dos jornalistas assegurar a veracidade das informações. Logo, se uma empresa foi citada por um jornal grande, por exemplo, há grande chance de ser uma empresa séria, capacitada e de confiança!

4. Nunca faça depósitos antecipados por um empréstimo

Este é um dos principais golpes aplicados em quem deseja pedir um empréstimo. Funciona assim: a empresa fraudulenta entra em contato com uma oferta rápida e imperdível de crédito pessoal. Porém, para liberá-la, é preciso pagar uma quantia de forma adiantada, para arcar com supostos custos de análise de crédito, taxas administrativas, entre outros. Assim que a vítima faz o depósito solicitado, a empresa desaparece com o dinheiro.

Porque é golpe na certa: de acordo com o Banco Central, nenhuma instituição financeira pode cobrar valores antecipados pela liberação de um empréstimo. A prática é proibida por lei, independentemente do motivo informado no momento da contratação. Por isso, se a pessoa com quem você está lidando pedir um depósito antecipado, fuja, pois se trata de uma fraude.

Onde conseguir empréstimo online confiável?

Como visto, encontrar uma empresa de confiança na hora de conseguir um empréstimo pode ser algo bastante trabalhoso. Ainda mais quando pensamos que o ideal é procurar mais de uma oferta e comparar, o processo pode ser lento e até mesmo arriscado, mas não para quem conhece a FinanZero! Com mais de 2 mil avaliações no Google e nota “ótima” no Reclame Aqui, a FinanZero trabalha somente com empresas de confiança, autorizadas pelo Banco Central. Aproveite que você está no nosso site e faça agora uma simulação para receber até 10 ofertas de crédito pré-aprovadas!