Ajuda

Encontre ajuda aqui.

Meu pedido de empréstimo não foi aprovado. O que houve?

Normalmente, os pedidos de empréstimo pessoal são reprovados um dos três motivos que serão explicados a seguir:

1) Análise de crédito: a análise é feita pelas instituições financeiras para determinarem as taxas de juros, valor que será emprestado, o tempo para quitar o empréstimo e entre outras questões que são relevantes para a aprovação do crédito desejado. Do ponto de vista dessas instituições, o cálculo das taxas de juros varia de acordo com o risco x retorno dos clientes a quem atenderão.

Para mensurar esse risco x retorno dos perfis, alguns dados são mensurados como:

  • Idade;
  • Gênero;
  • Nível de instrução;
  • Profissão;
  • Quantidade de dependentes;
  • Renda;
  • Histórico de residência;
  • Bens imóveis;
  • Quantidade de veículos, quitados ou não;
  • Cartões de crédito;
  • Histórico de pagamento;

Por meio da análise desses dados as instituições calculam o risco de inadimplência dos clientes, e com base nesse risco as condições do empréstimo são definidas. Cada instituição possui um método de avaliação das questões mencionadas.

2) Score: o score é uma pontuação de crédito que pode variar de 0 a 1000 e é calculado pelas empresas de proteção ao crédito. Ao analisar o score do cliente, a instituição financeira deseja saber qual o risco de inadimplência apresentado, ou seja, quais são as chances do cliente não conseguir pagar a dívida gerada.
Todo o histórico de pagamento é analisado pela instituição financeira e a pontuação se dá da seguinte forma:

  1. Até 300 pontos, alto risco de inadimplência;
  2. De 300 a 700 pontos, médio risco de inadimplência;
  3. Acima de 700 pontos, baixo risco de inadimplência;

3) Outras linhas de crédito: ter um financiamento no nome ou outra linha de crédito já contratada, de modo que mais um empréstimo comprometa mais de 30% da sua renda pode ser um fator que leva à reprovação.

Para mais informações, confira o post do blog “Por que meu empréstimo não foi aprovado?“.

Como excluir meus dados do sistema da FinanZero?

Para excluir os dados de forma permanente do nosso sistema, o cliente deve seguir o passo a passo logo abaixo:

  1. Clique aqui e faça o login com e-mail ou CPF;
  2. Mandamos a senha de acesso – válida por 30 minutos – para o e-mail do cliente;
  3. Em seguida, dentro do nosso site busque pela opção “meus dados” e clique nela;
  4. O cliente será redirecionado para uma nova tela e no canto inferior, irá aparecer um botão vermelho escrito “Quero apagar meus dados”. Será necessário clicar neste botão;
  5. Por fim, uma confirmação da confirmação de dados deverá ser feita. Subimos um alerta na tela do cliente para que ele saiba as consequências da exclusão dos dados, e se ainda sim desejar prosseguir, basta clicar novamente na opção “Quero apagar meus dados”;
  6. Feito! Todos os dados foram excluídos de forma permanente do nosso sistema e o cliente não receberá mais notificações da FinanZero.

Além disso, vale ressaltar que a FinanZero trabalha com um sistema de arquivamento dos dados. Portanto, após 10 dias sem contato efetivo com o cliente, o cadastro é arquivado em nosso sistema por questões de segurança e o cliente não precisa se preocupar com a proteção de seus dados. A FinanZero atua mediante a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Sou negativado. Posso conseguir um empréstimo pessoal?

Sim, pessoas com restrição no CPF também podem conseguir um empréstimo. Entretanto, a análise de crédito feita por nossos parceiros será mais criteriosa para as pessoas com algum tipo de inadimplência.

A FinanZero conta com parceiros que trabalham exclusivamente para o público que possui alguma restrição no nome. Nesses casos, por exemplo, é possível deixar o celular como garantia do empréstimo ou financiar o pagamento das parcelas por meio das contas de luz. Desse modo, nossos parceiros conseguem uma precaução mais assertiva que o valor concedido, será ressarcido.

Além disso, é importante ressaltar que as taxas podem ser mais altas devido ao risco de inadimplência. Os valores variam de acordo com a política interna de cada parceiro e os critérios estabelecidos são vinculados com o histórico de pagamento do consumidor. Por isso, as taxas para negativados podem ser mais altas e o processo de aprovação mais moroso.

Para mais informações, confira o post do blog “Como fazer empréstimo mesmo estando negativado(a)?“.

Quando posso fazer um novo pedido de crédito aqui na FinanZero?

Após encerrada a análise de aprovação de um pedido de empréstimo, o solicitante pode fazer um novo pedido após passados 10 dias corridos.

O que é análise de crédito?

A análise de crédito é a forma como as instituições financeiras conseguem analisar o perfil do consumidor e verificar se o mesmo possui um bom ou mau histórico de pagamentos. Por meio dessa análise que os bancos e fintechs verificam as probabilidades de adimplência ou inadimplência do tomador de crédito. Ou seja, quais as chances do cliente pagar as parcelas do empréstimo em dia, uma vez que o crédito for aprovado e concedido.

Assim sendo, essa análise é aplicada em quase todas as solicitações financeiras feitas pelos clientes. Só para exemplificar, podemos citar além dos pedidos de empréstimo, a obtenção de cartões de crédito, financiamentos, limite de cheque especial e até mesmo abertura de conta em bancos.

Já que cada banco possui uma política interna, os motivos específicos que podem reprovar algum pedido do cliente durante a análise de crédito variam muito. Todavia, abaixo listamos alguns pontos que são levados em consideração para a aprovação – ou não – das ofertas:

  1. Histórico de pagamento;
  2. Pontuação do score;
  3. Comprometimento da renda em mais de 30%;
  4. Vínculos profissionais;
  5. Compatibilidade das informações;
  6. Histórico de residência;
  7. Ocupação e comprovante de renda.

A redação da FinanZero já fez um post detalhado sobre cada um desses pontos e como eles impactam na sua análise de crédito. Para mais informações, confira o post do blog “O que é análise de crédito?“.