Link suspeito e site sem certificado de segurança podem ser fraudes

A internet trouxe praticidade e facilidade para a vida dos internautas, principalmente para aqueles que não dispõem de tempo para executar certas tarefas necessárias do dia a dia. Como, por exemplo, ir até uma loja para selecionar e comprar objetos que estão disponíveis online, e podem ser adquiridos com alguns cliques.

Além de o usuário poder realizar o pedido no conforto de casa e evitar filas, a rede possibilita a pesquisa dos melhores preços e condições de pagamento do serviço ou produto desejado.

Contudo, apesar de parecer algo fácil, a compra pela internet ainda não é 100% segura e precisa da atenção do usuário a pequenos detalhes para não cair em uma fraude. O tipo de golpe mais comum é o e-mail marketing mentiroso.

Alguns sites compram mailings ilegais, lista de e-mails de centenas de pessoas que fazem cadastros na internet, e disparam e-mails com ofertas que parecem mentira, usando o nome de grandes e-commerces.

No momento que o usuário clica nesse tipo de e-mail, ele é direcionado para uma página que não pertence ao e-commerce mencionado com uma mensagem que explica que aquele site é apenas para clientes específicos, e oferecem ofertas únicas. Dessa forma, o internauta acaba realizando a compra do produto que estava no e-mail, e cai em uma fraude.

Há diversos mecanismos que ajudam a verificar a idoneidade das lojas online, reduzindo os riscos de cair em golpes e de ter os dados acessados por quem não deve. Para ajudar você a não cair em fraudes, a redação da FinanZero separou algumas dicas importantes para comprar com segurança.

Confira mais clicando aqui – Qual o melhor site para comprar roupas?

Como fazer compras pela Internet?

Antes de começar a comprar pela internet, é importante você saber que o passa a passo de cadastro de um site de compras é basicamente igual para todos os e-commerces. Após o usuário clicar em comprar, é comum que o site solicite as seguintes informações cadastrais:

  • Nome completo;
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Registro Geral (RG)
  • Endereço de entrega da compra;
  • E-mail;
  • Senha para uso exclusivo do site;
  • Data de nascimento.

Essas informações podem variar de acordo com cada site, mas todos devem pedir apenas informações superficiais e de uso da loja. Após realizar o cadastramento, o e-commerce deve solicitar os dados de pagamento. Pode ser via boleto bancário, cartão de crédito ou débito em conta. Caso o pedido seja pago com cartão de crédito, a loja pedirá algumas informações:

  • bandeira;
  • número do cartão completo;
  • nome do titular;
  • data de validade;
  • código de segurança que fica na parte de trás do cartão.

Não é correto que a loja solicite as seguintes informações:

  • Senha do cartão;
  • Dados e senha do internet banking da conta bancária;
  • Foto do cartão frente e verso com a senha;
  • Digitalização de comprovante de residência.

Esses dados não são necessários para realizar compras online.

Após a conclusão da compra em um e-commerce seguro, a loja deve emitir um e-mail com a confirmação da compra, número do pedido e nota fiscal. Caso o usuário não receba essas informações em até 24 horas é preciso acionar os canais de comunicação para solicitá-los.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Como saber se um site é seguro?

Todos os dias surgem novos sites de compras na internet, e muitos não possui grandes referências. Contudo, isso não significa que o site seja de pouca confiança. Para validar a segurança de um site existe uma proteção padrão que serve para assegurar o usuário que suas informações não serão espalhadas indevidamente.

Conhecido como Certificado Digital SSL (Secure Socket Layer), sua aplicação nos websites visa garantir a integridade dos dados cadastrais fornecidos pelo usuário. Sua principal função é impedir a leitura e a modificação das informações transferidas durante a conexão. Os sites que possuem essa certificação impedem hackers ou os softwares maliciosos de descobrirem algo.

Por isso, as lojas virtuais devem ter, obrigatoriamente, certificado de segurança, já que precisam garantir que os dados dos seus clientes não fiquem em segurança, principalmente quando se trata de número de documentos e cartão de crédito.

Para identificar um site com certificado de segurança, também conhecido como site com criptografia de dados, basta verificar se a loja conta com as seguintes características:

  • Ínicio do link com “https”;
  • Selo de Segurança;
  • Ícone de cadeado na barra do navegador, que significa proteção.

A reputação do site é importante?

Muita gente acaba não se atentando a importância da reputação de um e-commerce. Mas, verificar as queixas dos usuários por meio do Reclame Aqui é uma forma excelente para saber se o site é ou não confiável. Verifique como foi o atendimento com os outros usuários e fique atento se o e-commerce oferece um canal de comunicação eficiente com o cliente.

Além disso, é possível verificar se a loja já foi citada alguma vez em processos do órgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), e se caso a empresa foi citada, como foi a resolução do caso.

Fique em casa e compre pela internet

O mundo todo está passando por uma Pandemia de Coronavírus (Covid19), e por isso é tão importante que todos fiquem em casa por um tempo com o propósito de cumprir a quarentena. Dessa forma, esse texto também pode ajudar você a confiar nos sites certos e começar a fazer as compras pela internet.

É importante se guardar nesse momento, por isso, não saia de casa para adquirir aquilo que precisa, fique em casa, pesquise os sites que podem oferecer produtos e serviços de boa qualidade e compre online.

Ficou com mais alguma dúvida sobre como saber se um site é seguro para comprar? Deixe nos comentários, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.