Confira como economizar na Black Friday deste ano e não cair em golpes

Nesta sexta-feira (27) acontece a Black Friday 2020. O evento promete aumentar o ânimo do comércio e da economia brasileira.

No entanto, apesar de ser uma época de descontos e com boas oportunidades, também pode trazer algumas dores de cabeça caso não tenha um planejamento prévio para as compras.

Por isso, chamei a Ana Paula Castelari, Coordenadora do time de crédito pessoal e refinanciamentos aqui da FinanZero e dona da loja ACastelari no Instagram, para dar algumas dicas de como aproveitar esta época do ano.

Veja mais – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

“Eu sempre acompanho o produto ao longo de um tempo, antes da Black Friday, para evitar fraudes. Às vezes a loja fala que está mais barato, na promoção, e não está. Então, acompanho por pelo menos uma semana para ver se os descontos são reais.

Um mês antes da Black Friday faço uma lista com itens que eu quero e vou acompanhando com uma tabela no Excel, sempre olhando mais de um site. Se for propaganda enganosa eu não compro.

E sempre tenho uma ordem de prioridade. Geralmente, quando chega nessa época, eu compro mais coisas para dentro de casa, sempre o que estamos precisando.

“Não clique em propagandas de Black Friday de lugares que não conhece”

Eu sempre compro em sites confiáveis e que conheço. Já caí uma vez em fraude há dois atrás, para nunca mais. Comprei uma chapinha em um site desconhecido e até hoje não foi entregue.

Quando você clica em fotos nas redes sociais, pode não ser confiável. Foi isso que eu fiz e acabei caindo em um golpe e fiquei no prejuízo.

Fui denunciar no Reclame Aqui e no Procon, mas a empresa não existe, era um golpe mesmo. Então, acabou não adiantando nada. Depois disso, nunca mais abro propagandas de sites que não conheço.

“Não compre por impulso, veja o que você realmente está precisando”

Não se deixe levar pela euforia momentânea da Black Friday, depois a conta pode sair cara. Nós estamos no meio de uma crise, então, economizar faz bem.

Pare para pensar: “eu preciso realmente desse produto?”;”É realmente necessário eu comprar isso agora?” se as respostas forem sim, você gasta esse dinheiro. Ao contrário disso, não compre, para depois não ficar endividado.

Faça um planejamento. Além de pensar no que realmente precisa comprar, você também precisa entender se o dinheiro que tem é o suficiente para esse gasto. Não é o momento para sair gastando à toa e deixar uma conta prioritária de lado.

Além disso, por medida de segurança, eu aconselho comprar no cartão. Na minha opinião, comprar no boleto pode ser mais arriscado e dar problemas. Se você usar o cartão de crédito e acontecer algo é mais fácil ter seu dinheiro de volta.

Mas, se puder, a minha dica é: não compre parcelado. Deixa um dinheiro reservado para isso, mesmo que seja só nesse mês, e você paga à vista, em uma vez só.

“Nem sempre vale a pena ir em uma loja presencialmente”

Os e-commerces sempre têm descontos e muitas vezes algumas lojas acabam vendendo coisas exclusivas na internet.

No entanto, é importante sempre verificar o frete e se a opção de retirar em loja é viável para você. Muitas vezes, a gente compra um produto com desconto e o valor da entrega fica muito alto. Em alguns casos, mesmo com a promoção, acaba não valendo a pena comprar o produto em determinado local por conta do frete”.

Empreender na Black Friday

“Eu tenho uma loja online no Instagram. Não dá para colocar 100% de lucro, sempre coloco menos. E na Black Friday, com o desconto, os produtos acabam ficando quase sempre no preço de custo.

Para pequenos empreendedores a minha dica é: observe seus fornecedores, tem que comprar coisa com qualidade e com preço bom. Com isso, você consegue ganhar e o seu cliente também.

Além disso, é importante ter paciência, quando você começa pequeno não é de uma hora para outra que vai ficar gigante. Meu público é fiel, são pessoas que eu já conheço e compram desde sempre, basicamente, meu foco é esse público.

Sempre posto as roupas com os preços e durante essa semana eu diminuo o valor dos produtos. Se a pessoa acompanhar ela vê que a loja realmente está dando descontos, isso é muito importante.

E é necessário deixar claro qual o valor do frete para a pessoa. Quanto mais transparente você é, mais você tende a ganhar. Eu não gostaria de passar pela experiência de achar que o frete é grátis e, na verdade, estar incluído no valor que paguei, então, não faço isso com meu cliente”.

Ficou com mais alguma dúvida sobre Black Friday? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.