Saiba como evitar o crédito rotativo do cartão

Nem sempre dá para quitar todas as dívidas diariamente, pelo contrário, as vezes recorrer ao cartão de crédito é mais do que necessário. Só que nesse caso, muitas vezes o consumidor acaba pagando apenas o valor mínimo da fatura. E, com isso, o crédito rotativo entra em ação.

Para entender melhor como evitar o crédito pessoal e qual é a funcionalidade dele a redação da FinanZero preparou algumas dicas sobre o assunto. Confira:

Confira mais clicando aqui – Negociar dívidas: saiba como liquidar as contas em atraso

O que é o crédito rotativo?

Assim como o próprio nome já diz, o crédito rotativo funciona como um tipo de empréstimo oferecido instantaneamente ao consumidor quando o mesmo não consegue realizar o pagamento integral da fatura do cartão até a data de vencimento.

O rotativo começa a valer a partir do momento em que o cliente paga qualquer valor menor que o total da fatura, inclusive quando o consumidor opta pagar o valor mínimo estipulado pelo banco ou financeira do cartão de crédito.

Como funciona o crédito rotativo?

  • O banco ou financeira do cartão analisa a condição financeira do consumidor e capacidade de quitar o limite oferecido no próximo mês;
  • Essa linha de crédito só pode ser usado por um mês;
  • No caso de o consumidor não conseguir pagar o valor total da fatura do mês seguinte, a empresa pode oferecer uma outra linha de crédito. Caso isso ocorra, o valor pode ser parcelado com condições melhores que as do crédito rotativo.

Quais são as novas regras do cartão de crédito?

Desde 2017, entrou em vigor as novas regras referentes ao crédito rotativo do cartão. O principal intuito da regulamentação mais recente é a redução de juros que os consumidores pagam nessa linha de crédito e evitar o endividamento dos portadores de cartão de crédito.

Devido às novas normas, o rotativo passou a ter limite de apenas 30 dias corridos. Depois desse período, o valor deve ser pago integralmente pelo consumidor. Uma alternativa para fugir dos juros é pegar outro tipo de empréstimo para quitar a fatura, como o empréstimo pessoal.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Como evitar o crédito rotativo?

  • Confira a fatura;
  • Evite compras parceladas para não formar uma bola de neve;
  • Anote todos os gastos para não gastar mais do que o necessário;
  • Veja se as parcelas cabem no orçamento;
  • Sempre pague o valor integral da fatura.

Como quitar a fatura do cartão de crédito?

No caso de não conseguir quitar a fatura completa do cartão de crédito, uma opção é procurar outras opções de empréstimo que tenham juros menores que as do seu cartão. Para conseguir é fácil! Basta seguir os passos a seguir:

  • Acesse o site da FinanZero;
  • Escolha o valor que deseja emprestado;
  • Selecione a quantidade de parcelas;
  • Cadastre os seus dados pessoais.

Depois é só esperar as ofertas que mais combinam chegar por e-mail. 

Ficou com mais alguma dúvida sobre crédito rotativo? Deixe nos comentários, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.