Uber divulga novas regras com objetivo de garantir maior segurança aos clientes e motoristas

Desde o início desta semana, a Uber está operando com novas regras. A principal mudança está nas políticas de cancelamento das viagens. O objetivo dessas alterações é diminuir o cancelamento de solicitações feitas pelos usuários, incluindo a categoria Uber Flash, de entregas e retiradas de encomendas.

Com as mudanças, quem cancelar uma corrida pelo aplicativo Uber poderá pagar uma taxa de até 20 reais. A multa pode variar dependendo de quanto tempo o usuário deixar o motorista esperando e de qual região a solicitação foi feita.

Veja mais – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Como as alterações da Uber vão funcionar?

As mudanças foram informadas para os usuários durante a semana por meio de um e-mail. Na mensagem, a empresa informava que o tempo de cancelamento gratuito das viagens pode ser até de 2 minutos, dependendo da região em qual região o usuário está.

Caso o tempo seja extrapolado, o aplicativo cobrará uma taxa mínima no valor de 5 reais. No entanto, esse valor não será fixo, podendo chegar a até 20 reais dependendo do quanto tempo o usuário deixar o motorista esperando antes de realizar o cancelamento da viagem.

Além disso, o cálculo também leva em conta a distância percorrida pelo motorista desde a solicitação da viagem até o momento do cancelamento.

É importante lembrar que a multa pode variar de cidade para cidade. Em cidades do nordeste, por exemplo, o valor pode ser de 12 reais. No entanto, ainda não temos detalhes sobre os tipos de cobranças.

Veja mais – ISS: Bolsonaro sanciona lei que muda cobrança de imposto

Novas regras para pagamento em dinheiro

A partir deste mês, os novos clientes que optarem por realizar o pagamento da viagem de Uber com dinheiro em espécie terão que passar por um processo de análise de documento.

Para validar a análise é possível apresentar um documento oficial com foto no aplicativo, seja RG ou a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). A análise será feita em tempo real a partir de uma base de dados de uma empresa parceira.

Clientes e motoristas mais seguros

Como uma forma de evitar o contágio e disseminação do coronavírus, os clientes precisarão tirar selfie utilizando máscara para garantir que estão cumprindo as orientações de saúde e segurança pública.

Além disso, visando a segurança dos usuários da Uber, agora é permitido gravar áudio das corridas. A gravação é realizada pelo próprio aplicativo e pode ser desativada a qualquer momento, basta desligar o ícone azul.

No final da corrida, a Uber emite uma mensagem para verificar se está tudo bem com o cliente ou se ele deseja realizar uma denúncia.

Importante ressaltar que a gravação pode ser ativada tanto pelo usuário quanto pelo motorista. No caso dos motoristas, o objetivo é impedir que as fraudes e assaltos continuem acontecendo.

Uber faz parceria com o banco digital Digio

Além das mudanças na política de segurança e de cancelamento de viagens, a Uber também lançou recentemente uma parceria com o banco digital Digio, para oferecer uma linha de crédito pessoal a motoristas da plataforma em todo o país

Ficou com mais alguma dúvida sobre as novas regras da Uber? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.