Fintech sueca lança quadro nas redes sociais com dicas de economia; primeira edição conta com dicas de feiras de brechós na metrópole paulistana

A fintech sueca FinanZero está lançando um novo quadro nas redes sociais: o #FinanZeroEconomiza. O objetivo do projeto é incentivar o consumo saudável das famílias brasileiras, com dicas de economias que podem ser aplicadas no cotidiano.

O primeiro quadro do #FinanZeroEconomiza apresenta 5 dicas de feiras de brechós para quem busca cortar gastos com vestuário. E também para quem procura uma segunda renda, e possui diversas roupas que já não faz mais uso.

Confira abaixo o vídeo:

Como funcionam as feiras de brechós?

Em média, as feiras de brechós contam com 40 a 100 expositores:

  • alguns realmente são donos de brechós físicos;
  • outros somente operam brechós online, divulgando as peças pelo Instagram;
  • e há ainda aqueles que simplesmente buscam se desvencilhar de peças de roupas.

É possível encontrar vestimentas a partir de R$ 10. Geralmente, os expositores levam malas de roupas, que ficam preenchidas com peças “na promoção”. Assim, para quem realmente deseja garimpar, as feiras de brechós são uma ótima opção.

Além disso, os espaços costumam contar com food trucks e outras opções de gastronomia, além de música.

Como faço para participar como consumidor?

Para participar da feira de brechós, a entrada costuma ser gratuita. Mas, em alguns casos, é solicitado um quilograma de alimento não perecível para fins de caridade, como na feira organizada pelo Vitrine Criativa, na Vila Butantã.

Como faço para participar como expositor?

Os organizadores das feiras de brechós costumam publicar nas redes sociais o período de inscrição para os interessados em expor:

  1. Após ou durante a inscrição, o interessado deverá enviar fotos de um número x de peças, para que sejam analisadas as condições de uso.
  2. Será cobrada uma taxa para exposição, pois há o aluguel do local da feira na data do evento. O aluguel é dividido entre todos os expositores, por meio da taxa citada.
  3. Você deverá levar uma arara e outros objetos, como malas, que servirão de apoio para a exposição das roupas na data do evento.
  4. E pronto, basta conquistar o seu público e realizar as vendas desejadas.

Feiras de brechós na cidade São Paulo

Confira abaixo 5 organizadores de feiras de brechós em São Paulo:

Feira da Augusta

Ainda na Rua Augusta, há também a Feira da Augusta. No número 765, a feira de brechós ocupa o Espaço Desmanche.
Instagram: @feiradaaugusta

Vitrine Criativa

Algumas feiras acontecem na sede do Vitrine Criativa, na Rua Marquês de Paranaguá, 377, ainda próxima da estação Consolação da linha verde. Porém, as feiras maiores rolam na Vila Butantan, próxima ao metrô Butantã da linha amarela.
Instagram: @casavitrinecriativa

Quinquilharias

Saindo um pouco da região da Augusta, na Vila Mariana ocorre a Feira Quinquilharias. Com fácil acesso do metrô Ana Rosa, das linhas azul e verde do metrô, no Espaço Buena Onda.
Instagram: @feiraquinquilharias

Breshow

Para os amantes do centro de São Paulo, há também uma opção de feira de brechós que vem ocorrendo no Pátio Metrô São Bento: o Breshow.

Feira Garimpagii

E o principal ponto underground de São Paulo, a Praça Roosevelt, também se tornou outro ponto de feira de brechó, com a organização do Garimpagii. O acesso à praça pode ser feito tanto pela estação Higienópolis-Mackenzie da linha amarela, ou pela estação República da linha vermelha do metrô.
Instagram: @garimpagii

Com todas essas dicas compiladas pelo #FinanZeroEconomiza, o consumo sustentável e a busca por uma segunda renda estão mais próximos de você. E se você não for de São Paulo, deixe nos comentários as dicas de brechós da sua cidade.