Parcelas do auxílio emergencial residual serão pagas a menos beneficiários. Saiba mais

Nesta segunda-feira (21) a Caixa Econômica Federal paga a primeira das quatro parcelas do auxílio emergencial residual para 1,6 milhão de trabalhadores que são beneficiários do programa social Bolsa Família e que têm o número do NIS com final 3.

Glossário: o que é auxílio emergencial residual?
O auxílio emergencial residual nada mais é do que a prorrogação do benefício. O valor foi reduzido para R$ 300, sendo ao todo quatro parcelas com pagamentos até o mês de dezembro

Para esses beneficiários, o calendário segue sempre a numeração do Bolsa Família (começando no 1 e terminando no 0), até o dia 30 de setembro.

Veja mais – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Calendário de pagamento

6ª parcela do auxílio emergencial

NIS terminado em:Data de pagamento:
117 de setembro
218 de setembro
321 de setembro
422 de setembro
523 de setembro
624 de setembro
725 de setembro
828 de setembro
929 de setembro
030 de setembro

7ª parcela do auxílio emergencial

NIS terminado em:Data de pagamento:
119 de outubro
220 de outubro
321 de outubro
422 de outubro
523 de outubro
626 de outubro
727 de outubro
828 de outubro
929 de outubro
030 de outubro

8ª parcela do auxílio emergencial

NIS terminado em:Data de pagamento:
117 de novembro
218 de novembro
319 de novembro
420 de novembro
523 de novembro
624 de novembro
725 de novembro
826 de novembro
927 de novembro
030 de setembro

9ª parcela do auxílio emergencial

NIS terminado em:Data de pagamento:
110 de dezembro
211 de dezembro
314 de dezembro
415 de dezembro
516 de dezembro
617 de dezembro
718 de dezembro
821 de dezembro
922 de dezembro
023 de dezembro

Veja mais – INSS prorroga pagamentos de antecipação do BCP e do auxílio-doença

Redução na quantidade de beneficiários

As novas parcelas de R$ 300 do auxílio emergencial serão pagas a 16,3 milhões de pessoas ao todo. Esse número representa uma queda de quase 3 milhões de beneficiários quando comparamos com lotes anteriores. Isso porque, as cinco parcelas de R$ 600 foram pagas para 19,2 milhões de pessoas.

De acordo com representantes da Caixa a queda no número de beneficiários aconteceu por conta da redução pela metade do valor da parcela do Auxílio Emergencial. Isso porque, se o valor do Bolsa Família for igual ou maior que R$ 300, o beneficiário receberá apenas o valor do Bolsa.

O cálculo do valor do benefício para esses trabalhadores é feito por família: o auxílio emergencial residual será a diferença entre a soma dos R$ 300 (R$ 600 no caso de mães chefes de família) e o valor que a família recebe como Bolsa Família.

Como funciona o cálculo do Bolsa Família?

O valor do Bolsa Família depende da renda e da composição das famílias, o sistema analisa a renda mensal e se existem crianças, adolescentes e mulheres grávidas. Isso significa que o benefício é pago a partir de uma análise individual feita com cada família.

Ficou com mais alguma dúvida sobre os pagamentos do auxílio emergencial residual? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.