O app e site de venda de roupas é famoso por ter muitas opções e ser barato, mas confira se vale a pena comprar na Shein

A Shein é um e-commerce internacional e vende, principalmente, roupas femininas, mas também masculina e infantil. Além disso a empresa também vende acessórios, tudo com preços atrativos.

A Shein surgiu em 2008, com o intuito de levar tendências de moda por um preço acessível. Ela vende e entrega em 220 países, a marca de fast fashion vende por seu site e app, disponível para Ios e Android.

Mas para saber se vale a pena comprar na Shein, precisamos pensar também nas taxas cobradas na alfândega. Pois os produtos do site vem da China, então ao chegar ao país há esse risco.

Quero comprar na Shein, ainda existe isenção até US$ 50?

De acordo com a portaria de 1999, se o destinatário for pessoa física e o valor for até US$ 50 não há cobrança. E é essa norma que a Receita Federal segue.

Além disso, a Receita também considera que somente remessas não comerciais têm direito a isenção. Logo, se uma pessoa física comprou no exterior, o que seria uma remessa comercial. Ainda que o remetente seja pessoa física, ele está atuando como pessoa jurídica, de acordo com a Receita

Se você comprar, por exemplo, um vestido na Shein e a alfândega entender que foi uma transação comercial pode haver impostos.

Uber oferece empréstimo para motoristas do app

Quais os valores de impostos?

Os valores de importação são calculados com base no dólar e a cotação do dia da fiscalização é usada em possíveis conversões. Compras até US$ 3 mil tem imposto de 60% sobre o valor total da compra, incluindo frete, seguro, etc.

A partir de US$ 3 mil também podem cobrar outros tributos federais, como Cofins e IPI separadamente. Esses tributos têm valores diferentes conforme classificação dos produtos e sua cobrança é separada.

Se você, por exemplo, comprar na Shein um produto por US$80, com seguro por US$ 5 e frete no valor de US$ 15, sua compra total custou US$ 100 e o imposto derá de US$ 60.

Após passar pela alfândega, sua compra ainda pode ter Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), e nesse caso a taxa varia de estado para estado.

Black Friday: Correios estimam aumento de 20% nas entregas

Como funciona a alfândega?

Para importar qualquer produto você precisa avaliar antes se compensam as taxas da alfândega. Comprar na Shein não seria diferente de comprar, por exemplo, no Aliexpress.

A alfândega pode cobrar não só o imposto de importação, como também multas sobre importações. Esse imposto é federal e cobrado tanto sobre bagagens, quanto compras do exterior. O importador, ou seja, o consumidor é quem deve pagar esse valor.

Quem faz essa fiscalização é , principalmente, a Receita Federal, mas pode ser feito por outros órgãos como a Anvisa, dependendo do produto. Após isso o órgão decide qual será o imposto, então o consumidor é informado para que pague, só depois disso a entrega prossegue.

Golpe do extravio do cartão: o que é e como não cair nele?

Antes de decidir se vale a pena, ou não, aproveitar os preços e comprar na Shein, ou outros site, confira as condições para cobrança de impostos.

E se você, por fim, tiver mais dúvidas sobre empréstimo no cartão de crédito? Bem, então, é só comentar!

Você também pode ver mais dicas lá nas nossa redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.