FinanzeroBlogCrédito

O que acontece se pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito?

O que acontece se pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito?

Compartilhe esse post:

O pagamento do valor mínimo da fatura do cartão de crédito compromete o limite disponível no mês seguinte e conta com incidência de juros, o chamado crédito rotativo.

De acordo com o Relatório de Economia Bancária, do Banco Central do Brasil, o cartão de crédito é considerado um dos principais meios de pagamento no país, presente em mais de 200 milhões de pagamentos mensais efetuados em 2021. Neste período, o instrumento de pagamento foi utilizado por quase 40% da população adulta, isso é, cerca de 65 milhões de pessoas.

Ainda conforme o BC, diante deste cenário, o cartão de crédito é, também, considerado um dos principais fatores de endividamento das famílias, já que representa 30% das dívidas ativas com o Sistema Financeiro Nacional (SFN). Inclusive, em caso de não possibilidade financeira de pagar uma fatura, é comum que os consumidores recorram ao pagamento mínimo, conforme explicamos a seguir.

Qual é o prazo para atualizar o cadastro do Auxílio Brasil?

É possível pagar somente uma parte da fatura do cartão de crédito?

Sim, quando não é possível efetuar o pagamento do valor total da fatura até a data de vencimento, o consumidor pode pagar qualquer quantia a partir do valor mínimo estipulado pela instituição financeira. Com isso, a parte não paga passa a contar com incidência de juros, que será acrescido à fatura do mês seguinte, o chamado crédito rotativo.

As estatísticas do Banco Central mostram que, em setembro de 2022, os juros do crédito rotativo podem chegar a 23,46% ao mês.

O que acontece se pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito?

Ao pagar somente o valor mínimo da fatura do cartão de crédito, como já mencionado, o cliente entra no crédito rotativo, portanto, haverá cobrança de juros sobre o valor restante, que por sua vez, será acrescido à fatura do mês seguinte. Além disso, há o comprometimento do limite do cartão, pois o banco libera crédito referente somente à parte paga da fatura.

Sendo assim, o pagamento mínimo é recomendado somente se o cliente souber que contará com recursos suficientes para quitar o saldo restante no mês seguinte. Caso contrário, a recomendação é que opte pelo parcelamento da fatura, já que os juros são considerados menores, quando comparado ao crédito rotativo, e o prazo de pagamento é maior.

Como funciona o refinanciamento de moto?

Por quanto tempo posso pagar o mínimo da fatura do cartão?

Conforme a Resolução n° 4.549, do Banco Central, o saldo devedor da fatura do cartão de crédito “somente pode ser objeto de financiamento na modalidade de crédito rotativo até o vencimento da fatura subsequente.” Isso significa que se na fatura seguinte, o saldo não for quitado, a dívida será convertida em outra modalidade de crédito, que costuma ser o parcelamento.

O parcelamento, como o próprio nome indica, consiste no pagamento do saldo devedor em parcelas iguais e acrescidas de juros. Portanto, cada parcela será cobrada nas faturas posteriores, e deverá ser paga junto à quantia gasta no cartão de crédito naquele período.

Quando pago o mínimo da fatura, posso continuar usando o cartão?

De modo geral, é possível continuar usando o cartão de crédito, mesmo que seja feito somente o pagamento mínimo da fatura. Entretanto, o limite será comprometido, pois a instituição libera crédito referente somente à parte paga. Logo, se o cliente pagar somente 40% do valor devido na fatura, o limite liberado serão os mesmos 40%.

Contudo, é de suma importância que o consumidor tenha atenção, pois apesar de uma parte do limite ser liberado, na fatura seguinte haverá o saldo devedor, os juros incidentes e os gastos daquele mês, caso haja.

Ficou mais alguma dúvida sobre o assunto? Deixa nos comentários que a gente te ajuda. Acompanhe a FinanZero também nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.

Próximo artigo

Como funciona o refinanciamento de moto?

Refinanciamento de moto: saiba como essa modalidade de crédito funciona, quais são os requisitos e como solicitar o crédito.

Ler artigo completo

0 respostas para “O que acontece se pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito?”:

  1. Não existe nenhum comentário nesse post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue por:

Benefícios do GovernoCréditoDestaquesFinanças PessoaisImpostosMercadoNegócios
PáginasFlip – Empréstimo para Pessoa JurídicaZippi – Empréstimo para Pessoa JurídicaJuvo – Empréstimo com garantia de celularBanco Inter – Crédito Consignado OnlineMycon – Consórcio OnlineFortBrasil – Cartão de CréditoSeguro de AutomóvelCrefaz – Empréstimo OnlineFinanciamento imobiliário – FinanZeroConsórcio de serviçosWill Bank – Cartão de Crédito OnlineBrasilCard – Cartão de Crédito OnlineQred: Empréstimo Empresarial OnlineCréditoJá – Refinanciamento de Imóvel OnlineNovo Saque: Crédito Pessoal OnlineFinnsaúde – crédito para saúdeConsórcio de imóveisConsórcio de automóveisApê 11 – Financiamento Imobiliário OnlineQindin – serviços onlineSuperdigital – serviços 100% onlineMister Money – Empréstimo onlineFinanZero- uma nova parceria ParcelexZanTomPay – Soluções em pagamentosZanTom – Empréstimo OnlineBLU365 – Empréstimo onlineTopsolus – Soluções financeiras online98 Pay – Soluções para pagamentosAqui Tem Cred – Empréstimo OnlineAmbler Bank – Empréstimo OnlineL&M – Consultoria em meios de pagamentoRodobens – Empréstimo com garantia de imóvelup.p – Antecipe seu FGTSJeitto – Crédito para pagar suas contas do mêsJBcred – Empréstimo Pessoal OnlineCentral da Visão – Procedimentos mais acessíveisQery – Empréstimo Pessoal OnlineVivo Valoriza EmpresasZema – Empréstimo Pessoal OnlineQista – Empréstimo Pessoal OnlineEmpréstimo com garantia de imóvelCapital Empreendedorhome 2022 teste abEmpréstimo com garantia de veículoEmpréstimo com Garantia de CelularEmpréstimo para MEISimulador de Empréstimo OnlineHome EquityEmpréstimo FGTSEmpréstimo para empresas
Solicite seu empréstimo