Vale Gás

O Vale Gás é um benefício entregue juntamente com o Bolsa Família para pessoas em situação de pobreza ou extrema pobreza

O Vale Gás, também conhecido como auxílio gás, é um benefício oferecido pelo Governo para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social. O qual só está ativo no momento no Ceará. Para obter o benefício e necessário que o grupo familiar esteja devidamente inscrito no programa de Cadastro Único (CadÚnico), o qual serve para verificar dados pessoais, renda e situação de moradia das pessoas que solicitam benefícios governamentais.

Além disso, apenas as famílias cadastradas no programa de incentivo Bolsa Família podem solicitar o auxílio gás. Isso porque é um benefício exclusivo apenas para situações extremas. Desde 2001, esse auxílio vem sendo alterado pelo Governo, e com as muitas mudanças ele se tornou um integrador do Bolsa Família. Contudo, nem todos os beneficiários do Bolsa Família possuem direito ao Vale Gás.

Para entender melhor como funciona esse benefício em questão, e como é possível realizar a solicitação do mesmo, a redação da FinanZero separou algumas dicas que podem ajudar.

Veja também – Como fazer um empréstimo com o cartão Bolsa Família?

Quem tem direito ao Vale Gás?

Como dito anteriormente, possui direito a esse benefício famílias com cadastro ativo no programa Bolsa Família. Mas, além disso é necessário

  • ser beneficiário do Bolsa Família há no mínimo 24 meses;
  • ter renda mensal de R$ 89 até R$ 178 por pessoa em casa.

Caso a pessoa tenha o bolsa família mas não esteja dentro dos dois quesitos acima, o pedido de benefício será negado.

Cada estado tem regras diferenciadas sobre o pagamento do vale gás. Para ter informações mais específicas sobre o benefício a prefeitura da região pode fornecer mais informações específicas.

Qual o valor do Vale Gás?

O Vale Gás destoa dos demais benefícios quanto aos reajustes. No caso dos outros auxílios oferecidos pelo Governo os ajustes são feitos anualmente, mas o Vale Gás sofre mudanças bimestrais, isso quer dizer que há alteração no valor de dois em dois meses.

Por isso, é difícil saber qual o valor real do benefício. Além disso, em alguns Estados e municípios os seus governantes podem inteirar o valor inicial, aumento um pouco o montante que é entregue ao beneficiário.

O valor médio de 2020 havia sido estipulado em R$ 15,00 entregues a cada dois meses para a família vunerável. Que intera ao valor do Bolsa Família. Infelizmente esse valor está abaixo do preço de um botijão de gás, o qual está avaliado na média nacional por R$ 70,00.

Por isso, pode haver variáveis constantes sobre o valor. Dessa forma, uma dica importante é estar sempre atento às mudanças e as informações do auxílio gás.

Como se cadastrar no Vale Gás?

Caso o beneficiário esteja de acordo com os requisitos do programa é necessário seguir o passo a passo abaixo para ter acesso ao Vale Gás:

  • o responsável da família deve comparecer ao Centro de Assistência Social de sua região, para fazer o cadastro Bolsa Família.
  • realizar a entrega dos documentos que serão solicitados. Em geral o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e documento com foto (RG) de cada pessoa do grupo familiar.
  • depois é só esperar o encaminhamento do pedido ao Ministério do Desenvolvimento Social. O resultado estará disponível em até 3 meses depois do cadastramento.

Para que esse procedimento seja feito de forma mais rápida, confira com os responsáveis se os dados do seu Cadastro Único estão atualizados e com o nome de todos os integrantes da família, pois esses são os erros mais comuns que impossibilitam a aprovação do benefício.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Qual o calendário de pagamento do Vale Gás?

O pagamento sempre é realizado de dois em dois meses, assim como é feito o seu ajuste. Esse valor só pode ser recebido pelo responsável da família e é entregue com o Bolsa Família, por isso as datas acompanham o mesmo calendário.

As datas de entrega do benefício em si é estabelecida de acordo com a numeração final do cartão benefício.

Cartão 1

Para quem tem o final do cartão no número 1 os pagamentos serão feitos em:

  • 18 de janeiro;
  • 15 de fevereiro;
  • 18 de março;
  • 16 de abril;
  • 20 de maio;
  • 14 de junho;
  • 18 de julho;
  • 19 de agosto;
  • 17 de setembro;
  • 18 de outubro;
  • 18 de novembro;
  • 10 de dezembro.

Cartão 2

Os beneficiários com o final do cartão no número 2 os pagamentos serão feitos em:

  • 21 de janeiro;
  • 18 de fevereiro;
  • 19 de março;
  • 17 de abril;
  • 21 de maio;
  • 17 de junho;
  • 19 de julho;
  • 20 de agosto;
  • 18 de setembro;
  • 21 de outubro;
  • 19 de novembro;
  • 11 de dezembro.

Cartão 3

Os beneficiários com o final do cartão no número 3 os pagamentos serão feitos em:

  • 22 de janeiro;
  • 19 de fevereiro;
  • 20 de março;
  • 18 de abril;
  • 22 de maio;
  • 18 de junho;
  • 22 de julho;
  • 21 de agosto;
  • 19 de setembro;
  • 22 de outubro;
  • 20 de novembro;
  • 12 de dezembro.

Cartão 4

Os beneficiários com o final do cartão no número 4 os pagamentos serão feitos em:

  • 23 de janeiro;
  • 20 de fevereiro;
  • 21 de março;
  • 22 de abril;
  • 23 de maio;
  • 19 de junho;
  • 23 de julho;
  • 22 de agosto;
  • 20 de setembro;
  • 23 de outubro;
  • 21 de novembro;
  • 13 de dezembro.

Cartão 5

Os beneficiários com o final do cartão no número 5 os pagamentos serão feitos em:

  • 24 de janeiro;
  • 21 de fevereiro;
  • 22 de março;
  • 13 de abril;
  • 24 de maio;
  • 21 de junho;
  • 24 de julho;
  • 23 de agosto;
  • 23 de setembro;
  • 24 de outubro;
  • 22 de novembro;
  • 16 de dezembro.

Cartão 6

Os beneficiários com o final do cartão no número 6 os pagamentos serão feitos em:

  • 25 de janeiro;
  • 22 de fevereiro;
  • 25 de março;
  • 24 de abril;
  • 27 de maio;
  • 24 de junho;
  • 25 de julho;
  • 26 de agosto;
  • 24 de setembro;
  • 25 de outubro;
  • 25 de novembro;
  • 17 de dezembro.

Cartão 7

Os beneficiários com o final do cartão no número 7 os pagamentos serão feitos em:

  • 28 de janeiro;
  • 25 de fevereiro;
  • 26 de março;
  • 25 de abril;
  • 28 de maio;
  • 25 de junho;
  • 26 de julho;
  • 27 de agosto;
  • 25 de setembro;
  • 25 de outubro;
  • 26 de novembro;
  • 18 de dezembro.

Cartão 8

Os beneficiários com o final do cartão no número 8 os pagamentos serão feitos em:

  • 29 de janeiro;
  • 26 de fevereiro;
  • 27 de março;
  • 26 de abril;
  • 29 de maio;
  • 26 de junho;
  • 29 de julho;
  • 28 de agosto;
  • 26 de setembro;
  • 29 de outubro;
  • 27 de novembro;
  • 19 de dezembro.

Cartão 9

Os beneficiários com o final do cartão no número 9 os pagamentos serão feitos em:

  • 30 de janeiro;
  • 27 de fevereiro;
  • 28 de março;
  • 29 de abril;
  • 30 de maio;
  • 27 de junho;
  • 30 de julho;
  • 29 de agosto;
  • 27 de setembro;
  • 30 de outubro;
  • 28 de novembro;
  • 20 de dezembro.

Cartão 0

Os beneficiários com o final do cartão no número 0 os pagamentos serão feitos em:

  • 31 de janeiro;
  • 28 de fevereiro;
  • 29 de março;
  • 30 de abril;
  • 31 de maio;
  • 28 de junho;
  • 31 de julho;
  • 30 de agosto;
  • 30 de setembro;
  • 31 de outubro;
  • 29 de novembro;
  • 23 de dezembro.

Ficou com mais alguma dúvida sobre O que é, quem tem direito e qual o valor do vale gás? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.