Saiba como fazer a solicitação do microcrédito oferecido pelo programa de incentivo fiscal Bolsa Família

O Programa Bolsa Família foi criado em 2003 pelo Governo Federal, e é um auxílio de renda para famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, esse benefício atende mais de 13 milhões de famílias em todo o Brasil.

O programa funciona como uma direta de renda do governo para o cidadão brasileiro. O benefício serve para ajudar as famílias a superar a situação de alta vulnerabilidade social com uma quantia depositada mensalmente, e assegura o acesso à:

  • alimentação;
  • educação;
  • saúde básica.

Mas, além desse auxílio mensal, às famílias que estão no grupo de beneficiárias do Bolsa Família, podem também solicitar uma linha de crédito chama de microcrédito Progredir. A ideia do programa é ajudar na ampliação de renda com:

  • Auxílio no desenvolvimento de pequenos negócios em comunidades e áreas carentes;
  • Ajudar quem não tem condição a abrir ou manter o próprio negócio.
  • Melhorar a condição de moradia e educação das famílias.

Confira mais clicando aqui – Como aumentar o limite do cartão de crédito?

Quem tem direito o empréstimo bolsa família?

As famílias brasileiras com renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa podem solicitar o benefício de microcrédito. Mas, o grupo familiar precisa ser cadastrado no Bolsa Família abrange. Além disso, todos os integrantes da família precisam estar inscritos no Cadastro Único para programas sociais do governo federal.

Para solicitar o empréstimo bolsa família a família precisa:

  • Ter integrante da família com mais de 16 anos completos que esteja recebendo o benefício do Bolsa Família regularmente.
  • Todos os membros da família devem apresentar RG (Registro Geral), CPF (Cadastro de pessoa Física) e Título de Eleitor na Prefeitura mais próxima para atualização de dados.
  • Todas as crianças e jovens entre 6 e 17 anos precisam estar matriculadas nas escolas.
  • Participar das ações do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para saúde da mulher.
  • Possuir renda própria, além do programa, validada em carteira assinada e comprovante de renda;
  • Ter um fiador para o caso de inadimplência.
  • Assinar um documento o qual permite a visita de um fiscal do programa do Governo.

Como solicitar o empréstimo bolsa família?

Apesar de um projeto do Governo, o solicitante precisa passar por uma análise que irá determinar se o crédito será ou não concedido ao cidadão. Essa etapa é do processo é feita na instituição bancária federal Caixa Econômica. Para solicitar o empréstimo bolsa família é preciso:

  • Agendar previamente uma visita de um agente da Caixa Econômica na casa do solicitante, junto com seu fiador;
  • Esperar 8 dias após a visita do agente Caixa, que é o tempo de análise do empréstimo;
  • Caso haja a aprovação, o solicitante precisa esperar a liberação do valor que será liberado pela Caixa Econômica;

Assim que o dinheiro for liberado basta ir até a Caixa mais próxima, com documentos em mãos, para realizar o resgate do valor.

Qual a taxa de juros do empréstimo bolsa família?

A taxa de juros do microcrédito oferecido pelo Governo é um valor acrescentado todos os meses nas parcelas do empréstimo. Na prática, a taxa de juros funciona como uma compensação para quem ofereceu o empréstimo pelo tempo em que o dinheiro ficou com o solicitante.

Mas, o valor da taxa de juros do empréstimo bolsa família não é fixo para todos os empréstimos, pelo contrário, diversos fatores são levados em consideração na análise de crédito que irá definir o percentual dos juros, alguns deles são:

  • Valor que o solicitante deseja pegar emprestado;
  • Quantidade de parcelas que o microcrédito será pago;
  • Sua situação de renda atual do beneficiário.

Qual o valor do microcrédito?

Os valores oferecidos aos usuários podem ter uma alta variação. Apesar de ser o próprio solicitante que estipula o quanto precisa, a instituição financeira comandada pelo Governo será o responsável por definir o capital total que será emprestado por meio do Bolsa Família.

Esse valor será definido a partir das seguintes considerações:

  • motivo do empréstimo;
  • se há possibilidade de o empréstimo não ser pago todos os meses;
  • a quanto tempo a família é beneficiária do Bolsa Família;
  • se a parcela tem um valor menos que 30% da renda do solicitante.

Mas, o valor máximo de empréstimo oferecido nesse caso é de R$ 15.000,00. Contudo, de acordo com a média oferecida pela Caixa Econômica, o valor que os beneficiários costumam conseguir é de R$ 4.000,00.

Como esse empréstimo tem respaldo governamental a possibilidade de conseguir é melhor que um empréstimo comum, porém, os valores tendem a serem sempre mais baixo do que esperado pelo beneficiário. Por isso, antes de realizar a solicitação é importante pensar bem no valor essencial, e como ele será pago a longo prazo.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Quais são as outras opções de empréstimo?

Nem todo mundo consegue o microcrédito do Governo, pois requer bastante informação e o solicitante precisa, obrigatoriamente, receber o benefício do bolsa família. Mas, para ajudar quem está buscando um crédito e o microcrédito do programa Progredir não é uma opção, a FinanZero pode ajudar!

A FnanZero é um buscador de empréstimo 100% online e sem burocracia. Os pedidos podem ser realizados pelo celular, desktop, ou qualquer dispositivo eletrônico com internet. Para realizar a solicitação é fácil:

  • entre no site finanzero.com.br;
  • escolha o valor e o número de parcelas do empréstimo;
  • preencha as informações pessoais;
  • e, pronto!

Depois é só aguardar um e-mail com as melhores ofertas dos parceiros da FinanZero. Um único cadastro e o usuário pode conseguir até 10 propostas de crédito.

Ficou com mais alguma dúvida sobre como funciona o empréstimo Bolsa Família? Deixe nos comentários, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.