O Refinanciamento de Empréstimo Consignado é, de maneira simples, uma forma de fazer um novo pedido de crédito enquanto ainda tem um contrato pendente

refinanciamento é um termo de empréstimo usado em dois sentidos completamente diferentes:

  • Em primeiro lugar, quando você usa um bem seu como uma garantia de empréstimo;
  • Ou, então, quando você renova um empréstimo consignado.

Pois é, isso existe. Este segundo caso é o chamado Refinanciamento de Empréstimo Consignado.

O nome, por ser semelhante ao Refinanciamento de Imóvel ou de Veículo, pode causar confusão. Mas, na prática, são bem diferentes. No primeiro caso, seu bem é uma segurança de cumprimento de contrato. Já o segundo, é só uma forma de receber um novo valor de crédito sem assumir outro contrato de empréstimo consignado.

Ou seja, é uma opção para quem tem um contrato de empréstimo consignado já aberto e precisa de mais dinheiro. Além disso, contudo, é necessário que o primeiro contrato esteja em dia e com ao menos 50% das parcelas pagas.

Como é um refinanciamento de empréstimo consignado?

A partir do momento que você já quitou uma parte das parcelas do seu empréstimo consignado, fica disponível para você a opção de um Refinanciamento de Empréstimo Consignado. Enfim, você tem a opção de mudar este contrato, recebendo mais dinheiro sem aumentar o valor das parcelas.

Por exemplo:

Você pediu um empréstimo consignado de R$ 5 mil em 48 parcelas de R$ 200 a 3% de juros a.m.

Quando estava na 25ª parcela, precisou de mais dinheiro. Então, você pediu um Refinanciamento de Empréstimo Consignado deste contrato em vigor. A partir daí, o prazo do contrato muda para 72 parcelas de R$ 200 a 3% de juros a.m.

Você, por consequência, recebe a diferença em dinheiro na hora que assinar esse refinanciamento. Neste caso, o valor seria de R$ 2500.

Em resumo:

  • Manteve a mesma taxa de juros;
  • Recebeu mais dinheiro; e, por fim,
  • Teve mais prazo para pagar o empréstimo;

Quero Refinanciamento de Empréstimo Consignado. Como faço?

É claro que, por se tratar de um empréstimo, você precisa ser aprovado para se tornar elegível para um Refinanciamento de Empréstimo Consignado. Portanto, esse é o primeiro passo: passar pela análise.

Para isso, entre em contato com o RH da sua empresa ou com o banco que opera o seu empréstimo. Peça pelo Refinanciamento. A partir daí, saberá o prazo e o valor disponível para você.

Em geral, os operadores pedem que ao menos 50% do valor do empréstimo original esteja pago para que você se torne apto a conseguir um Refinanciamento. No entanto, há bancos que liberam o valor a partir de 15%.

Quando o refinanciamento pode ser feito?

Em resumo, o Refinanciamento de Empréstimo Consignado está disponível para qualquer pessoa que possa pedir um crédito consignado. Ou seja,

  • Aposentados;
  • Pensionistas;
  • Servidores Públicos;
  • Militares das Forças Armadas;
  • Trabalhadores de empresas privadas.

O prazo máximo do Refinanciamento é o mesmo de um contrato comum de empréstimo consignado. Enfim:

  • 72 meses para quem é pede empréstimo via INSS;
  • 96 meses para Servidores;
  • e 60 meses para Militares.

Como é cobrado o Refinanciamento de Empréstimo Consignado?

Em primeiro lugar, vale dizer que você deve pedir o Refinanciamento de Empréstimo Consignado no mesmo banco ou fintech onde fez o primeiro contrato. Além disso, a proposta deve ser avaliada e averbada pelo credor.

No mais, nada muda. Como crédito consignado é debitado de forma automática do contracheque do funcionário ou benefício INSS, o Refinanciamento será cobrado da mesma maneira.

Na maior parte das vezes, o valor da parcela é o mesmo do primeiro contrato. E, portanto, o desconto não muda. Mas, em caso de alteração, você estará ciente.

Quando cai o dinheiro do meu Refinanciamento de Empréstimo Consignado?

Em geral, o processo de Refinanciamento de Empréstimo Consignado leva em média entre três e cinco dias úteis para ser concluído. Isso inclui, claro, o valor na sua conta.

Saiba mais em – Empréstimo com garantia de celular: o que é e como pedir?

Quando fazer um Refinanciamento de Empréstimo Consignado?

O Refinanciamento de Empréstimo Consignado é indicado para quem está com o orçamento comprometido, mas não quer pagar mais uma parcela ou já tem a sua margem consignável utilizada. Além disso, é bom para aqueles que têm um primeiro empréstimo com juros baixos.

Por fim, é também positivo para quem está negativado, já que mantém juros e não há uma nova leitura completa da análise de perfil, o que pode aumentar as taxas.

Ficou com mais dúvidas?

Por fim, ficou com mais dúvidas sobre Refinanciamento de Empréstimo Consignado? Então, comente.

Pois bem, estamos sempre à disposição para tudo o que você precisar 😉

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.