Apesar da Caixa ter encerrado o pagamento do auxílio emergencial no mês de dezembro, os brasileiros ainda precisam seguir calendário de saque e transferências do benefício; confira datas

Nesta quarta-feira (18), a Caixa Econômica Federal liberou saques e transferências das últimas parcelas do auxílio emergencial para aniversariantes do mês de dezembro, que não são do Bolsa Família.

O dinheiro já havia sido depositado em conta poupança social digital em dezembro. Mas, até hoje, o valor só podia ser movimentado via aplicativo Caixa Tem. Isso porque a Caixa divide o calendário do auxílio emergencial em:

  • 1ª fase – valor do auxílio emergencial é depositado em conta poupança. Isto é, fica disponível para pagamentos e transações pelo Caixa Tem;
  • Por fim, na segunda fase, os brasileiros podem sacar ou transferir o dinheiro.

Além disso, é importante lembrar que esta semana acontece o encerramento do programa do auxílio emergencial. Por isso, confira abaixo o calendário do benefício.

Peça uma cotação grátis e receba ofertas de empréstimo pessoal de até 10 parceiros FinanZero!

Qual o calendário de depósito e saques do auxílio emergencial?

Quem tem direito ao auxílio, mas não é do programa Bolsa Família, recebe o benefício de acordo com os ciclos de pagamento da Caixa. Nesta semana o banco está finalizando o ciclo 5 e 6.

Por isso, as datas estão dividas em:

Mês de aniversárioDepósito – Ciclo 5Depósito – Ciclo 6Por fim, saques e transferências
Janeiro22 de novembro13 de dezembro19 de dezembro
Fevereiro23 de novembro13 de dezembro19 de dezembro
Março25 de novembro14 de dezembro4 de janeiro
Abril27 de novembro16 de dezembro6 de janeiro
Maio29 de novembro17 de dezembro11 de janeiro
Junho30 de novembro18 de dezembro13 de janeiro
Julho2 de dezembro20 de dezembro15 de janeiro
Agosto4 de dezembro20 de dezembro18 de janeiro
Setembro6 de dezembro21 de dezembro20 de janeiro
Outubro9 de dezembro23 de dezembro22 de janeiro
Novembro11 de dezembro28 de dezembro25 de janeiro
Dezembro12 de dezembro29 de dezembro27 de janeiro

Leia também – Empréstimo para quem recebe auxílio emergencial: como funciona?

Por que não recebi as 9 parcelas do auxílio?

Não são todos os brasileiros que receberam 9 parcelas do benefício. Isso porque a quantidade de parcelas que uma pessoa tem direito varia de acordo com o mês que ela começou a receber o benefício.

Por isso:

  • Brasileiros que receberam a 1ª parcela em abril tem direito a 9 parcelas do auxílio;
  • Mas quem recebeu o 1º pagamento em maio tem direito a 8 parcelas;
  • Já brasileiros que receberam pela primeira vez em junho receberam ao todo 7 parcelas;
  • No entanto, quem recebeu a 1ª parcela em julho tem direito a apenas 6 parcelas,
  • Por fim, os brasileiros que receberam o 1º pagamento do benefício a partir do mês de agosto, recebem apenas 5 parcelas.

Veja também – Novos lotes do auxílio emergencial

Além disso, é importante ressaltar que apesar de serem noves parcelas, elas são tem o mesmo valor. Isso porque:

  • Primeiras cinco parcelas foram de R$ 600;
  • Mas as quatro últimas foram de R$ 300.

No entanto, mulheres chefes de família tinham direito a duas cotas. Por isso, receberam:

  • R$ 1200 nas primeiras cinco parcelas, e
  • R$ 600 nas últimas quatro.

Vou receber auxílio emergencial em 2021?

Até o momento a resposta para essa pergunta é: não. Isso porque o governo planejou que os pagamentos do auxílio emergencial terminassem em dezembro de 2020.

No entanto, por conta dos aumentos de casos do coronavírus e da situação financeira dos brasileiros, alguns parlamentares estão se mobilizando para solicitar a prorrogação do auxílio emergencial.

Por isso, na Câmara dos Deputados tramitam projetos de lei que buscam a extensão do benefício durante o ano de 2021.

Por fim, ficou com mais alguma dúvida sobre auxílio emergencial? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.