Casar com pouco é possível, mesmo se esse for seu sonho; veja dicas da FinanZero

Celebrar uma união com a família e amigos vai um pouco além quando pensamos em planejamento. Assim que eles começam, surgem muitos detalhes.

Mas não é porque você quer casar que precisa gastar uma fortuna. E hoje a Mayra Sartorato, nossa Gerente de Comunicação, vai falar um pouco sobre a experiência dela.

Não se esqueça de conferir os empréstimos no site da FinanZero, para ter a melhor opção de juros! 

“Eu e meu namorado, Daniel, decidimos casar no começo do ano. A ideia era ser em janeiro de 2021, mas, por causa da pandemia, adiamos.

Então, resolvemos celebrar no dia 15 de maio, quando meus avós fariam 60 anos de casados se meu avô ainda estivesse vivo.

No entanto, nunca foi meu sonho casar de véu, vestido de noiva, na igreja, com 200 pessoas. E até por isso foi fácil para mim casar com pouco gasto em uma festa, porque o que me importa é que seja com o meu namorado.

Inclusive, por mim, a gente nem faria recepção. Mas meu namorado entende que isso é importante. Logo, virou um evento para nossas famílias: 25 pessoas.

Uma coisa que fiz para casar com pouco foi achar um brechó, onde comprei meu vestido por R$ 47. Espero que ainda me sirva no ano que vem :p

“Comprei meu vestido em um brechó”

Escolhi um vestido branco, que não estava marcado como “de noiva”. Afinal, se você já casou ou está para casar, sabe: tudo relacionado a casamento é mais caro.

Então, como eu também quero casar de branco, optei por um vestido comum que achei minha cara.

Além disso, também não tenho nenhuma pretensão de fazer maquiagem e penteado fora, porque para mim é um dia muito simples.

O que levamos em consideração sobre a data do casamento foi a pandemia. Quando mudamos o dia, vimos que ficou mais barato. Portanto, adiamos.

A única dificuldade foi negociar uma nova possível mudança de data, se for necessário por causa do isolamento.

Afinal, imagina se uma semana antes do casamento a crise do corona piora? Não posso perder meu dinheiro, quero casar com pouco!

“Não posso perder meu dinheiro”

Em seguida, começamos a pesquisar lugares com base no que nos disseram sobre o custo de um casamento: dificilmente sairia por menos de R$ 10 mil. Esse, portanto, era nosso limite inicial.

No entanto, vou ser sincera: queria gastar bem menos do que isso. Por isso antes de escolher, mandei e-mail para três opções pedindo orçamento. Por sorte, o que mais gostei foi também o mais barato.

Nesse lugar fechamos tudo, de decoração e buffet, a garçom e bolo. Inclusive, só gastei R$ 2.500 com a festa. Mais fotógrafa, banda, nossas roupas e o casamento civil, tudo ficou na casa dos R$ 3.500.

A foto era uma das únicas coisas que eu queria. Ainda assim, escolhi uma fotógrafa intimista, o que também barateou um pouco o orçamento. Enfim, quero retratar o que a gente viveu naquele dia, que é nossa intimidade mais a de nossos poucos convidados.

No entanto, não fechamos vídeo: combinamos de deixar celulares com nossa família. Era uma coisa a mais com a qual não queria gastar.

Eu e o Daniel dividimos os gastos em tudo – e com o casamento não foi diferente. Além disso, como não gastamos tanto, esse dinheiro não saiu dos investimentos: só adiantamos o que deixamos para os gastos supérfluos de alguns meses.

Mas, como eu já disse, a festa de casamento não era meu sonho. Por isso, foi fácil me conter. Imagino que para quem sonha com isso e vai finalmente concretizar, é muito mais difícil gastar só R$ 50 num vestido de noiva, por exemplo.

“É fácil se conter
quando não é seu sonho”

No entanto, se o seu sonho é casar com pouco ou não, diria para guardar dinheiro para isso. Inclusive, compartilho uma dica que aprendi com a Ana Mukoyama, minha colega aqui na FinanZero: guarde 10% do seu salário todo mês para os sonhos!

Para quem sonha em casar, a partir desse dinheiro guardado, você planeja como será seu casamento.

Para nós, a lua de mel é o mais importante. Por causa da pandemia, o sonho em si, de ir para o Vietnã, ficou irreal. Só os voos estão custando R$ 15 mil! Está fora de questão.

Então, estamos pensando em um plano diferente. Já fomos para o Chile de carro e, agora, pensamos em ir até Salvador.

“A melhor forma de priorizar é entender o que faz seu coração palpitar mais.”

Essa é a minha prioridade em relação ao casamento: a viagem! É isso que faz me faz mais feliz e por isso casar com pouco não me incomoda.

Por isso, esse é outro conselho que dou: com o que é sonho, acho que a melhor forma de priorizar é entender o que faz seu coração palpitar mais.

Então, faça suas listas e entenda suas prioridades de acordo com suas palpitações. A partir daí, se organize paras seu dia a dia e seus sonhos caberem na sua realidade.

Eu sei, não é pra todo mundo que sobra dinheiro no final do mês. Mas, se não sobra, não meta os pés pelas mãos”.

Veja também – Como organizar as finanças para reformar a casa? FinanZero responde

E você, por fim, é casado ou sonha em casar? Bem, então, é só comentar!

Além disso, veja mais dicas lá nas nossas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.