As chaves Pix são utilizadas para identificar uma conta bancária e substituem o uso de informações como agência, conta e CPF.

Funcionando desde novembro de 2020, o Pix é um sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, que permite realizar transferências e outras transações a qualquer hora do dia e qualquer dia da semana. Ou seja, ao utilizar o Pix, os usuários podem:

  • realizar transações entre pessoas físicas, como transferências e pagamentos;
  • efetuar pagamentos a estabelecimentos comerciais, incluindo o comércio eletrônico;
  • efetuar pagamentos entre pessoas jurídicas;
  • realizar o pagamento a órgãos governamentais, como recolhimentos de impostos e taxas, por exemplo.

Vale destacar que não é necessário baixar um aplicativo específico para utilizar o Pix, basta possuir uma conta poupança ou corrente em qualquer banco tradicional ou fintech. Além disso, quem possui conta em plataformas de pagamento, como PicPay, também podem utilizar o serviço.

Na prática, o único processo que o usuário deve realizar, caso queira, é cadastrar uma ou mais chaves Pix, um tipo de identificação da conta.

Como colocar limite de transferência no Pix.

Como cadastrar chaves Pix

Chave Pix é o nome dado para o identificador da conta de uma pessoa, ou seja, durante as transações, ao invés de solicitar ou enviar o número da agência, conta bancária e CPF, basta ter em mãos a chave Pix.

Dessa forma, os usuários podem cadastrar uma ou mais chaves Pix, utilizando o CPF/CNPJ, e-mail, número de celular e chave aleatória. Essa última, a chave aleatória, se trata de uma sequência de números e letras gerada automaticamente pelo sistema.

Portanto, para cadastrar as chaves Pix, é necessário acessar o aplicativo do banco onde possui conta e acessar a opção “Pix”. Então, clique em “Minhas chaves” e, em seguida, no botão “Cadastrar chave”. Por fim, selecione se deseja informar um número de celular, CPF/CNPJ, e-mail ou se prefere uma chave aleatória e conclua o processo de acordo com a escolha.

Em algumas instituições financeiras, o cadastramento das chaves Pix estará disponível na opção “Registrar ou trazer chaves”, como acontece no Nubank, por exemplo, mas em todas elas as opções são as mesmas, isso é: e-mail, número de celular, CPF/CNPJ ou chave aleatória.

Para quem preferir, contudo, o Pix pode ser usado através do número da conta e agência, já que não é obrigatório cadastrar uma chave Pix para utilizar o serviço. No entanto, conforme alerta o Banco Central, o não cadastramento das chaves pode ocasionar em demora nas transações.

Quantas chaves Pix posso ter?

O número de chaves Pix varia de acordo com o tipo de conta, ou seja, quem é pessoa física pode cadastrar até cinco chaves por conta. Já uma pessoa jurídica pode ter até vinte chaves Pix.

É válido lembrar que não é permitido usar a mesma chave em contas diferentes, por exemplo, ao cadastrar o número de celular em uma conta, não será possível cadastrá-lo em outras contas.

PIS é o número da Carteira de Trabalho?

Como consultar as chaves Pix?

Para consultar quais são as chaves Pix ativas que o usuário tem, é possível realizar dois procedimentos: acessar o Relatório de Chaves Pix, disponível pelo Banco Central, ou verificar diretamente no aplicativo da instituição financeira em que realizou o cadastro da chave e possui conta ativa.

Consultar chaves Pix pelo Banco Central

Conforme o Banco Central explica em seu site, o Relatório de Chaves Pix traz a lista dos bancos, cooperativas de crédito e demais instituições financeiras e de pagamento em que o usuário possui uma ou mais chaves Pix cadastradas. Para acessá-lo, é preciso seguir o seguinte passo a passo:

  • acesse a página inicial do registrato e realize o login com a conta gov.br ou pelo login Sisbacen ou Registrato;
  • em alguns casos, será necessário realizar o cadastro no Registrato, em outros, não. Se for o caso, basta seguir as orientações da instituição financeira, já que o processo é feito pelo aplicativo do banco ou no Internet Banking.

Na tela inicial do sistema do Banco Central, clique em “Relatórios”, disponível no canto esquerdo da tela, e depois clique na opção “Pix”. Então, serão apresentadas as chaves Pix ativas, bem como de qual instituição financeira faz parte.

Consultar chaves Pix pelo aplicativo do banco

A consulta às chaves Pix pelo aplicativo do banco é considerada mais prática, já que não exige a realização de cadastros, basta fazer o seguinte:

  • na tela inicial do aplicativo, clique na seção “Pix”, assim como é feito para realizar qualquer transação;
  • depois, clique em “Ver todas as minhas chaves Pix” ou na opção “Configurar Pix”, a depender do banco.

Pronto, será possível consultar todas as chaves Pix cadastradas, bem como excluir ou adicionar outras. Além disso, também é nessa área que o usuário define qual é a chave Pix principal.

Quais informações aparecem no Pix

Ao concluir uma transação, seja de pagamento ou transferência, é gerado um comprovante para o pagador. Nele, haverá as seguintes informações:

  • número da ID/transação, como se fosse um protocolo gerado automaticamente, referente à identificação da operação;
  • valor da operação;
  • data e hora;
  • informações do destinatário, como chave Pix e nome completo;
  • descrição da transação, caso o pagador tenha inserido algo.

Como emitir comprovante do Pix

Como dito acima, o comprovante do Pix é gerado automaticamente, logo após a conclusão da operação. Contudo, quem quiser emitir o comprovante de uma transação mais antiga, deve acessar a área Pix no aplicativo da instituição financeira e clicar na opção “Extrato”. Então, é só informar o período ou data específica que deseja emitir o comprovante Pix.

Em alguns casos, é comum que as transações realizadas através do Pix estejam disponíveis para consulta junto às demais operações da instituição financeira. Ou seja, ao invés do usuário acessar a área Pix para emitir o comprovante, basta solicitar o extrato geral da conta, pois neste documento haverá especificado as operações via Pix.

Como salvar comprovante do Pix

Cada banco tem sua forma de disponibilizar essa opção, contudo, de modo geral, normalmente há a opção “Compartilhar” ou “Salvar”, logo abaixo do extrato. Ao clicar neste botão, o usuário pode optar por enviar o documento para alguém, através de plataformas como e-mail e WhatsApp, ou salvá-lo no celular.

Tem mais alguma dúvida sobre as chaves Pix e o sistema de pagamentos do Banco Central? Deixa nos comentários. Ah, e acompanhe a FinanZero nas redes sociais, também: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.