Cadastro único

É possível fazer o cadastro do CadÚnico na internet ou por telefone, dependendo de cada região

O Governo liberou recentemente as novas formas para inscrever-se no Cadastro Único (CadÚnico):

  • online;
  • por telefone.

Os estados e municípios que decretaram a situação de emergência ou calamidade pública em função da pandemia provocada pelo Covid-19 podem iniciar o processo de inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal ou atualização cadastral via telefone ou outro meio eletrônico.

A decisão que altera o regulamento das inscrições do Cadastro Único foi publicada no Diário Oficial da União, por meio da Portaria nº 368/2020. A ação tem como principal objetivo aumentar o acesso das famílias ao Cadastro Único em tempos de quarentena e proteger os trabalhadores da exposição ao coronavírus, fazendo os não sair de casa.

A Portaria em questão responde à necessidade por atendimento remoto, permitindo que os municípios possam organizar a gestão do cadastro e melhor atender as pessoas que precisam:

  • colocar os dados de novos integrantes da família;
  • fazer o CadÚnico do zero;
  • atualizar os documentos;
  • demais mudanças dentro do grupo familiar.

Veja também – Como saber se estou no Cadastro Único (CadÚnico) para receber R$ 600?

Como funciona o Cadastro Único durante a quarentena?

Não há um sistema universal que abrange todos os locais do País. Isso porque essa nova norma aplica-se para estados e municípios que decretaram a situação de emergência ou calamidade pública em função da pandemia provocada pelo Covid-19.

Contudo, cada município ou estado que instalar o sistema do CadÚnico por telefone ou site precisa criar o canal de atendimento em sua própria região.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Quais as regras do Cadastro Único online?

Algumas regras devem ser seguidas pelos municípios que desejam começar a fazer cadastros online. Tais regras preveem que o município é o responsável:

  • pela organização das entrevistas, sejam elas de atualização ou de inscrição;
  • sistema online e telefônico de comunicação entre a população e o Governo que estiver propondo a inscrição para o atendimento de possíveis benefícios.

A família fica dispensada de apresentar a documentação de seus componentes, podendo somente declarar os dados dos documentos por telefone, ou via o sistema online implementado.

Assim como todas as demais informações necessárias para preenchimento dos formulários do Cadastro Único.

Posso fazer o Cadastro Único presencialmente na quarentena?

Caso o estado, ou município em que a pessoas reside não decretaram a situação de emergência ou calamidade pública, é possível sim conseguir atendimento presencial na Prefeitura ou o CRAS mais próximo. Mas, é importante que a região atenda as seguintes recomendações para atender corretamente a população:

  • atendimento apenas em casos de possíveis emergências ou necessidades;
  • priorizar o atendimento agendado para diminuir filas de espera.

Além disso, atendimento presencial deve seguir as recomendações do Ministério da Saúde, com medidas de prevenção como:

  • evitar o acúmulo de pessoas no local;
  • manter as salas de atendimento arejadas;
  • distanciar guichês de atendimento;
  • cadeiras de usuários;
  • entre outros.

Como consultar o Cadastro Único?

Para saber se você está inscrito no CadÚnico a consulta pode ser feita pelo site do Ministério do Desenvolvimento Social em “Consulta Cidadão Cadastro Único” , para isso preciso colocar:

  • nome completo;
  • data de nascimento;
  • nome completo da mãe.

A consulta pode ser feita também pelos seguintes canais:

  • Aplicativo Meu CadÚnico (disponível para iOS e Android);
  • Por telefone no número 0800 707 2003.

A ligação pode ser feita de qualquer aparelho, pois é gratuita e deve ser das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira, e das 10h às 16h durante os finais de semana e feriados.

Como funciona o Meu CadÚnico?

O Meu CadÚnico é um app que pode ajudar auxiliar o grupo familiar a identificar qual o benefício que melhor se encaixa com a situação da família. Além que facilita a verificação de documentos e mudanças de possíveis erros cadastrais.

O download do aplicativo é gratuito nas plataformas Google Play e também para iOS na App Store e por ele é possível consultar:

  • Número de Identificação Social (NIS);
  • informações sobre a família;
  • emitir um comprovante de cadastramento.

Como emitir o comprovante do Cadastro Único?

Todos os indivíduos são obrigados a emitir o comprovante de cadastramento no CadÚnico. Para isso, basta escolher a melhor opção:

Quem pode se inscrever no Cadastro Único?

Podem se inscrever no cadastro do Governo, quem comprovar:

  • Ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50);
  • Possuir renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo (municipal, estadual ou Federal);
  • Ter renda mensal familiar total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);

Ficou com mais alguma dúvida sobre como fazer a inscrição do Cadastro Único durante a quarentena? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.