FinanzeroBlogBenefícios do Governo

Como saber se estou no Cadastro Único (CadÚnico) para receber R$ 600?

Como saber se estou no Cadastro Único (CadÚnico) para receber R$ 600?

Compartilhe esse post:

Apesar de estar inscrito no CadÚnico facilitar o recebimento do auxílio, aqueles que não estiverem também poderão receber o auxílio emergencial de R$ 600

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou o auxílio emergencial para autônomos e informais no último dia 1º. Desde então, o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, vem dando entrevistas à Imprensa para explicar como o pagamento de R$ 600 (que pode chegar a R$ 1.200) será feito.

Uma das informações divulgadas por Onyx é que os cidadãos do Cadastro Único (CadÚnico) receberão o valor primeiro que os demais. Por meio de um aplicativo a ser lançado na próxima terça-feira (7), conforme dados do governo, o usuário poderá verificar se está no CadÚnico.

Mas também é possível fazer a consulta neste site, bastando informar os dados requeridos pela plataforma disponível para desktop (site), Android e iOS.

Há também a alternativa de fazer a consulta pelo número de telefone 0800 707 2003 disponibilizada pelo Ministério da Cidadania. O serviço funciona de segunda à sexta-feira, das 7h às 19h. Aos finais, as ligações podem ser feitas das 10h às 16h.

Veja também – Como receber o auxílio de R$ 600 que o governo liberou?

Como fazer o Cadastro Único para receber o auxílio emergencial?

Caso o trabalhador tenha interesse em receber o auxílio emergencial, mas não está cadastrado CadÚnico, haverá um campo no mesmo aplicativo a ser lançado na próxima terça (7) para o profissional declarar a sua renda mensal.

Pois de acordo com a sanção de Bolsonaro, somente poderão receber o benefício com o CadÚnico facilitando a averiguação dos dados, os profissionais autônomos e informais que cumprem os requisitos e ingressaram no CadÚnico até o dia 20 de março de 2020.

Os demais trabalhadores que cumprirem os requisitos também receberão o auxílio emergencial. Entretanto, são os últimos da fila, e devem apresentar comprovantes de renda solicitados no aplicativo a ser lançado pela Caixa.

Não estou no CadÚnico. Posso receber o benefício de R$ 600 mesmo assim?

Sim. Basta cumprir os demais requisitos abaixo, baixar o aplicativo após ser lançado, e fazer o cadastro na plataforma informando a renda e a comprovando. Veja os outros requisitos:

  • ter mais de 18 anos;
  • não ter emprego formal [ou seja, não ter ocupação formalizada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e não ser servidor público];
  • não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família;
  • cumprir requisitos de renda (veja no próximo tópico)
  • exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI);
  • ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS);

Compare ofertas de empréstimo pessoal com taxas de juros a partir de 1,49% ao mês!

O que é considerada baixa renda para receber os R$ 600 do governo?

De acordo com o Projeto de Lei (PL) sancionado pelo presidente da República, que dá direito ao auxílio emergencial em meio ao surto de coronavírus, os requisitos da renda para receber o benefício são:

  • ter renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou ter renda familiar mensal total (de todas as pessoas) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);
  • não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2019, acima de R$ 28.559,70;

Atenção! Estes requisitos devem ter sido cumpridos até o dia 20 de março de 2020.

O que é o Cadastro Único (CadÚnico)?

O Cadastro Único (CadÚnico) Para Programas Sociais do Governo Federal é um instrumento que monitora e auxilia as famílias de baixa renda. Os requisitos para as famílias estarem neste sistema são:

  • Receber até meio salário mínimo por pessoa;
  • Ou receber até 3 salários mínimos de renda mensal ​tota​l;

Por meio do Cadastro Único, as famílias têm acesso a diversas ações governamentais que visam minimizar a desigualdade social, como:

  1. ​​Programa Bolsa Família
  2. Programa Minha Casa, Minha Vida
  3. Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental
  4. Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI​
  5. Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais
  6. Carteira do Idoso;
  7. Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  8. Programa Brasil Carinhoso;
  9. Programa de Cisternas;
  10. Telefone Popular;
  11. Carta Social;
  12. Pro Jovem Adolescente;
  13. Tarifa Social de Energia Elétrica;
  14. Passe Livre para pessoas com deficiência;
  15. Isenção de Taxas em Concursos Públicos.

Veja também – O que fazer em casa na quarentena do coronavírus?

O que é o auxílio emergencial?

Devido ao surto de coronavírus que se instaurou no Brasil e no mundo, o executivo federal em conjunto com o legislativo aprovaram o Projeto de Lei que garante um benefício de R$ 600 para profissionais autônomos e informais que cumprem os requisitos acima listados.

Tendo em vista a quarentena dos estados, e o isolamento social que diminuiu a captação de recursos do varejo, dos serviços, e da economia em geral, o governo decidiu liberar o auxílio emergencial para amenizar os impactos no bolso do cidadão brasileiro.

Nesta segunda-feira (6), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) estendeu o período de quarentena para o comércio do estado, que estava prevista para acabar na terça-feira (7). Mais quinze dias foram adicionados à conta.

Um dos maiores polos econômicos do Brasil, e o estado com o maior número de infectados pelo coronavírus, a decisão de Doria em São Paulo reflete a realidade brasileira: grande parte do País permanece em isolamento para conter os avanços do coronavírus, ao passo que a economia caminha para uma recessão.

Ficou com mais alguma dúvida sobre o CadÚnico e o auxílio emergencial? Deixe nos comentários, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.

Próximo artigo

Qual o melhor aplicativo de mercado para fazer compras?

Veja os melhores aplicativos para fazer suas compras sem precisar sair de casa, ou com a opção de retirada.

Ler artigo completo

0 respostas para “Como saber se estou no Cadastro Único (CadÚnico) para receber R$ 600?”:

  1. Não existe nenhum comentário nesse post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue por:

Benefícios do GovernoCréditoDestaquesFinanças PessoaisImpostosMercadoNegócios
PáginasFlip – Empréstimo para Pessoa JurídicaZippi – Empréstimo para Pessoa JurídicaJuvo – Empréstimo com garantia de celularBanco Inter – Crédito Consignado OnlineMycon – Consórcio OnlineFortBrasil – Cartão de CréditoSeguro de AutomóvelCrefaz – Empréstimo OnlineFinanciamento imobiliário – FinanZeroConsórcio de serviçosWill Bank – Cartão de Crédito OnlineBrasilCard – Cartão de Crédito OnlineQred: Empréstimo Empresarial OnlineCréditoJá – Refinanciamento de Imóvel OnlineNovo Saque: Crédito Pessoal OnlineFinnsaúde – crédito para saúdeConsórcio de imóveisConsórcio de automóveisApê 11 – Financiamento Imobiliário OnlineQindin – serviços onlineSuperdigital – serviços 100% onlineMister Money – Empréstimo onlineFinanZero- uma nova parceria ParcelexZanTomPay – Soluções em pagamentosZanTom – Empréstimo OnlineBLU365 – Empréstimo onlineTopsolus – Soluções financeiras online98 Pay – Soluções para pagamentosAqui Tem Cred – Empréstimo OnlineAmbler Bank – Empréstimo OnlineL&M – Consultoria em meios de pagamentoRodobens – Empréstimo com garantia de imóvelup.p – Antecipe seu FGTSJeitto – Crédito para pagar suas contas do mêsJBcred – Empréstimo Pessoal OnlineCentral da Visão – Procedimentos mais acessíveisQery – Empréstimo Pessoal OnlineVivo Valoriza EmpresasZema – Empréstimo Pessoal OnlineQista – Empréstimo Pessoal OnlineEmpréstimo com garantia de imóvelCapital Empreendedorhome 2022 teste abEmpréstimo com garantia de veículoEmpréstimo com Garantia de CelularEmpréstimo para MEISimulador de Empréstimo OnlineHome EquityEmpréstimo FGTSEmpréstimo para empresas
Solicite seu empréstimo