FinanzeroBlogBenefícios do Governo

Como fazer o pedido do benefício acidentário?

Como fazer o pedido do benefício acidentário?

Compartilhe esse post:

Veja o passo a passo para solicitar o benefício acidentário

O auxílio acidente ou benefício acidentário é um direito dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Tem direito ao valor do benefício pessoas que sofreram algum acidente durante o horário de trabalho, o qual poderá acarretar em problemas de saúde e impossibilidade de exercer as atividades trabalhistas.

Dessa forma, o benefício visa atender pessoas que ficaram com alguma sequela após o acidente ou doença devido ao trabalho. Para que haja essa comprovação, é necessário que o trabalhador passe por uma perícia detalhada do INSS.

Para auxiliar no pedido do benefício a redação da FinanZero separou um passo a passo e algumas informações importantes para os trabalhadores.

Veja também – O que fazer se a empresa não depositar o FGTS?

Como funciona e quem tem direito ao benefício acidentário?

Tem direito ao auxílio acidentário pessoas com:

  • doenças provocadas por substâncias químicas usadas na empresa;
  • dores e machucados provocados pelo ambiente da empresa ou pelo trabalho;
  • lesões que afetam a qualidade de vida do colaborador;
  • saúde debilitada devido a algum fator influenciado pela empresa.

Os trabalhadores que recebem esse auxílio não conseguem voltar às suas atividades normais e por isso ficam afastadas do local de trabalho. Contudo, os mesmos podem sim trocar de trabalho e área de atuação, nesse caso o auxílio será revisado para identificar se a pessoa ainda deverá receber o montante mensal.

Contudo, para ter direito a esse benefício é necessário que a pessoa seja um segurado no INSS (contribuinte regular) e passe por uma perícia médica que ofereça o laudo de incapacidade. Sendo assim, se for constatada a redução da capacidade de trabalho do segurado, o benefício será concedido.

Mas se o trabalhador tiver alta do auxílio-doença e só perceber depois que ficou com sequelas, poderá também pedir o benefício à Previdência e alegar que o laudo era inconsistente, mostrando um novo documento que certifique as sequelas.

Tem direito ao benefício os seguintes trabalhadores:

  • Empregado Urbano/Rural (empresa);
  • Empregado Doméstico (para acidentes ocorridos a partir de 01/06/2015);
  • Trabalhador Avulso (empresa);
  • Segurado Especial (trabalhador rural).

Não possui direito ao benefício acidentário:

  • Contribuinte Individual;
  • Contribuinte Facultativo.

Como solicitar o benefício acidentário?

Veja o passo a passo para solicitar o benefício acidentário:

  • Acesse o site ou aplicativo Meu INSS (disponível para Android e iOS);
  • Faça login no sistema, com senha e e-mail;
  • Escolha a opção Agendamentos/Requerimentos;
  • Clique em “novo requerimento” e em “avançar”;
  • Selecione o serviço “auxílio acidente”;
  • Preencha o formulário e agende a perícia médica para uma das datas disponíveis no site ou faça o pedido de atendimento à domicílio se não for possível o deslocamento do trabalhador.

Na data da perícia médica, o segurado irá precisar levar os documentos que comprovem a redução na capacidade para exercer atividades, bem como exames, radiografias e relatórios médicos, para comprovar a incapacidade do trabalho. Sendo assim, o médico do INSS poderá realizar os testes necessários.

Após realizar a perícia médica é preciso acompanhar o andamento da solicitação e o resultado da perícia pelo Meu INSS, na opção Agendamentos/Requerimentos.

Quais os documentos necessários para fazer o pedido do benefício acidentário?

  • Cadastro de Pessoa Física (CPF) do trabalhador;
  • Procuração ou termo de representação legal, documento de identificação com foto e CPF do procurador ou representante, se houver.
  • Laudos médicos que comprovem a redução da capacidade de trabalhar da pessoa.

Qual o valor do auxílio acidente?

O auxílio-acidente, desde 1995, corresponde a 50% do salário do trabalhador que está realizando o pedido. Por exemplo: se a remuneração mensal da pessoa é de R$ 1600 o valor do auxílio será de R$800. Dessa forma, é comum que o benefício acidentário seja menor que um salário mínimo.

Isso ocorre, pois o benefício corresponde a uma indenização pela redução parcial e definitiva da capacidade de uma pessoa de exercer o seu trabalho e não pela incapacidade de trabalhar em outros lugares ou com outras funções.

Vale dizer que se o segurado não estiver contribuindo com a Previdência Social, como segurado facultativo, ou seja, que não exerce atividade remunerada, terá o benefício concedido sobre o salário de contribuição oferecida mensalmente.

Compare ofertas de empréstimo pessoal com taxas de juros a partir de 1,49% ao mês!

O benefício acidentário pode ser acumulado com outros benefícios?

Como esse benefício é oferecido para trabalhadores em condições excepcionais, ele pode ser acumulado com outros serviços de ajudas do Governo, como por exemplo:

  • bolsa família;
  • pensão por morte;
  • auxílio emergencial;
  • benefícios de incentivo municipais e estaduais.

Isso porque de acordo com o INSS, o auxílio acidente, por ter caráter de indenização, pode ser acumulado com outros benefícios, pois os demais não são referentes a condição de saúde da pessoa e sia a posição social. Com exceção do auxílio-doença decorrente da mesma lesão e a aposentadoria por doença, nesses dois casos o benefício acidentário é suspenso.

Ficou com mais alguma dúvida sobre como fazer o pedido do benefício acidentário? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.

Próximo artigo

Como proceder em caso de golpe pela internet?

Saiba como identificar um e como denunciar uma fraude por meio de ação judical ou Boletim de Ocorrência.

Ler artigo completo

0 respostas para “Como fazer o pedido do benefício acidentário?”:

  1. Não existe nenhum comentário nesse post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue por:

Benefícios do GovernoCréditoDestaquesFinanças PessoaisImpostosMercadoNegócios
PáginasFlip – Empréstimo para Pessoa JurídicaZippi – Empréstimo para Pessoa JurídicaJuvo – Empréstimo com garantia de celularBanco Inter – Crédito Consignado OnlineMycon – Consórcio OnlineFortBrasil – Cartão de CréditoSeguro de AutomóvelCrefaz – Empréstimo OnlineFinanciamento imobiliário – FinanZeroConsórcio de serviçosWill Bank – Cartão de Crédito OnlineBrasilCard – Cartão de Crédito OnlineQred: Empréstimo Empresarial OnlineCréditoJá – Refinanciamento de Imóvel OnlineNovo Saque: Crédito Pessoal OnlineFinnsaúde – crédito para saúdeConsórcio de imóveisConsórcio de automóveisApê 11 – Financiamento Imobiliário OnlineQindin – serviços onlineSuperdigital – serviços 100% onlineMister Money – Empréstimo onlineFinanZero- uma nova parceria ParcelexZanTomPay – Soluções em pagamentosZanTom – Empréstimo OnlineBLU365 – Empréstimo onlineTopsolus – Soluções financeiras online98 Pay – Soluções para pagamentosAqui Tem Cred – Empréstimo OnlineAmbler Bank – Empréstimo OnlineL&M – Consultoria em meios de pagamentoRodobens – Empréstimo com garantia de imóvelup.p – Antecipe seu FGTSJeitto – Crédito para pagar suas contas do mêsJBcred – Empréstimo Pessoal OnlineCentral da Visão – Procedimentos mais acessíveisQery – Empréstimo Pessoal OnlineVivo Valoriza EmpresasZema – Empréstimo Pessoal OnlineQista – Empréstimo Pessoal OnlineEmpréstimo com garantia de imóvelCapital Empreendedorhome 2022 teste abEmpréstimo com garantia de veículoEmpréstimo com Garantia de CelularEmpréstimo para MEISimulador de Empréstimo OnlineHome EquityEmpréstimo FGTSEmpréstimo para empresas
Solicite seu empréstimo