PIS: como saber se tenho algum valor para receber, como sacar, como consultar e demais informações sobre o benefício esquecido

O Programa de Integração Social (PIS) é um benefício trabalhista pago pelo Governo Federal. Dessa maneira, ter a carteira de trabalho assinada é um dos pré-requisitos para ter direito ao valor que corresponde ao tempo de contribuição dos indivíduos.

O benefício é pago para os trabalhadores da rede privada e em conjunto o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASSEP) é destinado aos funcionários da rede pública. Os amparos são pagos pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil, reespectivamente.

É comum que alguns trabalhadores tenham valores que não foram sacados por esquecimento ou outra motivação. Por isso, a Caixa liberou o saque para os cidadãos que possuem ainda o benefício para receber nos anos de 1970 a 1988. Abaixo estão as principais questões sobre o tema.

Precisando de dinheiro rápido? Peça o seu empréstimo pessoal com a FinanZero!

Como saber se tenho direito ao PIS/Pasep 1970 a 1988?

O PIS esquecido dos anos de 1970 a 1988 podem ser sacados pelos trabalhadores ou herdeiros em casos de falecimento do beneficiário. Possuem o direito de saque apenas os cidadãos que possuiam o direito de receber o PIS nos período mencionados e que não sacaram o valor.

Então, tiveram o direito de receber o PIS os indivíduo que se encaixavam nas seguintes categorias:

  • Estarem cadastrados no PIS/PASEP há pelo menos 5 anos;
  • Terem exercido atividade remunerada para pessoa jurídica por 30 dias consecutivos ou não, no ano base para o recebimento do benefício;
  • Terem recebido até 2 salários mínimos mensais;
  • Estarem com os dados corretos e atualizados no eSocial;

Além disso, para saber se existe algum valor no CPF do benefício basta acessar o aplicativo da carteira de trabalho digital. O documento pode ser encontrado em Android ou IOS e ainda por meio do site do ministério da cidadania.

Como consultar Fundo PIS/Pasep pelo CPF?

Conforme mencionado, a consulta de benefícios do PIS pode ser feita por meio da carteira de trabalho digital, utilizando o CPF. Para isso, basta seguir os passos abaixo:

  1. Baixe o aplicativo pela Play Store (Android) ou App Store (IOS) buscando por “Carteira de trabalho digital”;
  2. Ao baixar, abra o aplicativo e clique em “Entrar”;
  3. Coloque o seu CPF e a senha cadastrada no site do Gov br;
  4. E por fim informe alguns dados pessoais que serão solicitados;

Após entrar no aplicativo, será possível encontrar o PIS a receber na aba “Abono salarial”. Além disso, é válido contatar a Caixa Econômica ou o Banco do Brasil para obter mais informações sobre a forma de saque e o valor a ser recebido.

A caixa econômica liberou em 2022 os saques do PIS do ano de 1970 a 1988 e o benefício desses períodos podem ser consultados por meio do aplicativo do FGTS. Então, é também possível fazer consultar o PIS seguindo os passos abaixo:

  1. Acesse o aplicativo FGTS, disponível para Android ou IOS;
  2. Insira o CPF e senha cadastrados;
  3. Na tela inicial do app, vá até “saldos”;

Após seguir os passos será possível verificar a disponibilidade do valor referente às cotas do PIS.

FGTS libera saque calamidade. Entenda

Como sacar o PIS de quem trabalhou de 1970 a 1988?

Para sacar o valor das cotas do PIS/PASEP o indivíduo pode acessar o aplicativo FGTS, conforme os passos citados acima, e enviar o valor para uma nova conta, assim como comentado abaixo:

  1. Acesse o aplicativo FGTS, disponível para Android ou IOS;
  2. Insira o CPF e senha cadastrados;
  3. Na tela inicial do app, vá até “saldos”;
  4. Clique em “transferir valor” e insira os dados da conta como número, agência e nome e CPF do destinatário;

O valor será depositado em até 2 dias úteis na conta indicada. Uma outra opção é o saque em agências da Caixa, contudo para sacar em dinheiro mais que R$3mil será necessário apresentar documento oficial com foto e certidão de óbito em casos de falecimento do beneficiário.

Como receber PIS de anos anteriores?

Se o indivíduo possui algum valor não sacado do PIS, é possível consultá-lo por meio das instituições que pagam pelo benefício, sendo então a Caixa Econômica e o Banco do Brasil. Ao contatá-las o indivíduo recebe as instruções do que pode ser feito.

Além do saque dos anos de 1970 a 1988, a Caixa também liberou que os inidvíduos que possuem o PIS dos anos de 2019 e 2020 não sacados possam recebê-los. Então, basta que o cidadão solicite o saque por meio do telefone 159 ou via e-mail para o contato trabalho.uf@economia.gov.br, alterando a silha “uf” pelo estado em que reside.

Quem tem direito ao saque triplo do PIS?

E então, restou mais alguma dúvida sobre o saque do PIS esquecido de 1970 a 1988? Se sim, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.