Número de vendas no Dia das Crianças indica recuperação lenta do varejo em relação ao Dia das Mães e dos Namorados

Dados da Confederação Nacional do Comércio (CNC) apontam queda de 4,8% nas vendas de Dia das Crianças. O comparativo é em relação a 2019.

Em relação a outras datas comemorativas, contudo, este foi o menor recuo em faturamento do ano: o Dia das Mães teve queda de 40%, enquanto Dia dos Namorados registraram diminuição em 13%.

As quedas são, em resumo, resultado da crise econômica gerada pelo coronavírus. Nem o auxílio emergencial foi capaz de aplacar a queda no rendimento dos brasileiros, apontam os dados.

Além disso, o fechamento dos comércios também por causa da covid-19 impactou nas vendas, especialmente em maio, mês considerado pico da pandemia.

Por outro lado, a partir de junho, as vendas online cresceram 110,52%, amenizando parcialmente os resultados negativos. Afinal, trata-se de um meio seguro de consumo, sem contato direto.

Veja também: Quem recebe BPC pode fazer empréstimo?

Tendência de queda deve melhorar

Apesar do recuo no Dia das Crianças, varejistas têm expectativa positiva para a Black Friday. Segundo a CNC, ainda que o ano esteja marcado pela crise, a sexta feira de descontos deve alcançar o mesmo patamar de 2019.

A menos que haja uma grande virada, a expectativa tem motivo: as buscas pelo termo “Black Friday” já superam o ano passado.

Na edição anterior, o varejo online faturou cerca de R$ 3,2 bilhões. Resta acompanhar para entender se o aumento nas buscas também significarão crescimento do faturamento.

Simule seu empréstimo pessoal e receba ofertas pré-aprovadas em até 5 minutos!

Dia das Crianças com mais vendas online

Ainda a ser fechado, a CNC indica que o Dia das Crianças registrou faturamento de R$ 6,2 milhões. Dados da OLX Brasil apontam, como resultado, um aumento de 46% nas vendas online de artigos infantis.

Os números finais em relação a vendas presenciais e online ainda não foram consolidados; no entanto, devem confirmar essa expectativa. P

Leia mais: Como economizar na Black Friday? Veja 5 passos

E você, está sentindo algum reflexo por causa da pandemia de coronavírus? Comente!

Siga a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.