Dúvida frequente entre os beneficiários do BPC sobre empréstimo consignado próprio para eles geram confusões entre os financeiras e clientes

Nem todos os benefícios concedidos pelo INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) são consignáveis. O que quer dizer que podem entrar como habilitados para garantia de empréstimo consignado.

Esse é o caso do Benefício da Prestação Continuada (BPC) da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS). Dessa forma, quem recebe BPC/LOAS não pode contratar empréstimo consignado.

Um novo Projeto de Lei está ainda em votação pela Comissão de Finanças e Tributação (CFT), na Câmara dos Deputados. Se aprovado, os segurados que recebem até um salário mínimo mensal poderão ter acesso a esse tipo de crédito.

Veja também – Simule seu empréstimo pessoal e receba ofertas pré-aprovadas em até 5 minutos!

O desconto deve ocorrer na folha de pagamento. Que no caso dos Aposentados ou Pensionistas é o Extrato de Pagamento do Benefício e o prazo máximo será de no máximo seis meses.

Os Benefícios BPC/LOAS precisam de renovação?

Sim, a cada dois anos! Pois o crédito estará sujeito à confirmação da margem consignável e a liberação do crédito só pode ocorrer na conta em nome do mesmo titular.

Por isso, nossa recomendação para quem precisa de dinheiro, e enquanto essa opção ainda não está disponível, é consultar outras opções de crédito pessoal. As taxas de juros que constam são maiores que as do consignado, mas ainda assim pode ser uma alternativa.

O que é e como funciona o empréstimo consignado?

Independente da modalidade, contratar um empréstimo é assumir o compromisso de pagar as parcelas sempre em dia. Por isso, especialistas recomendam que as parcelas do empréstimo sejam pagas assim que o seu salário cair na conta.

Mas, a gente sabe que, normalmente, não é assim que acontece na prática, não é mesmo? E, por isso, o número de inadimplentes acaba crescendo. Afinal, nada garante que vai sobrar dinheiro até o fim do mês!

No caso do empréstimo consignado, é diferente. Ele é feito por meio de parcerias entre instituições financeiras e órgãos públicos ou empresas do setor privado. Assim, o valor das parcelas é descontado diretamente da folha de pagamento, seja ela referente ao salário ou a um benefício, como INSS.

Veja também – INSS prorroga pagamentos de antecipação do BPC e do auxílio-doença

Assim, uma vez que o risco de inadimplência do cliente é menor, as empresas costumam oferecer juros mais baixos. No entanto, existem algumas regras para fazer o empréstimo consignado que podem dificultar o acesso a ele, começando pelos pré-requisitos!

Como fazer um empréstimo pessoal?

Para fazer um empréstimo pessoal é necessário estar de acordo aos seguintes passos:

  • Escolha a financeira com a qual você deseja fazer um empréstimo;
  • Buscadores de empréstimos te auxiliam a comparar as ofertas de mais de uma financeira com um único cadastro. Caso contrário, você deverá realizar o cadastro em cada site de cada banco ou fintech.
  • Selecione o valor desejado e a quantidade de parcelas do empréstimo. Atualmente, a grande maioria das financeiras permite ao usuário escolher estes critérios ao fazer o pedido online. Geralmente as empresas contam com simuladores de crédito pessoal em seus sites.
  • Faça seu cadastro e insira seus dados pessoais. Este é o momento de colocar os seus dados pessoais no formulário para que a análise de crédito do seu perfil seja feita.
  • Avalie diferentes propostas de crédito pessoal.
  • Envie os seus documentos para a financeira escolhida e feche o contrato. Com isso, após realizar a escolha online. A empresa credora irá solicitar uma série de documentos.

Ficou com mais alguma dúvida sobre se quem recebe BPC pode fazer empréstimo? Deixe nos comentários, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.