Último lote de restituições do Imposto de Renda. Saiba mais

A Receita Federal abre nesta quarta-feira (23) as consultas ao quinto e último lote de restituições do Imposto de Renda (IR) 2020. O pagamento será creditado em 30 de setembro, em conta bancária de preferência do contribuinte, indicada no momento da declaração.

No último lote, serão creditados ao todo R$ 4,3 bilhões para 3.199.567 brasileiros contribuintes. Fazem parte deste lote os contribuintes que entregaram a declaração até o dia 16 de setembro. Quem enviou e não teve a restituição liberada pode ter caído na malha fina.

Glossário: o que é malha fina?
A malha fina é utilizada pela Receita Federal como um processo de checagem, ou seja, como uma maneira de verificar se nas declarações dos contribuintes existe alguma inconsistência ou erros. Caso você caia nesse processo existe a possibilidade de fazer uma correção do que for necessário, por meio de uma declaração retificadora.

Veja mais – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Como consultar a restituição do Imposto de Renda?

Para contribuintes que receberão neste e em lotes anteriores, a consulta pode ser realizada em alguns canais disponibilizados pela Receita Federal, como:

  • Aplicativo da Receita – disponibilizado para smartphones e tablets;
  • Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC);
  • Número de telefone 146,
  • Página da Receita Federal na internet.

Consultas no site

  1. Entre no site da Receita Federal;
  2. Coloque o seu CPF (Cadastro de Pessoa Física);
  3. Adicione a data de nascimento para que o sistema possa verificar os dados;
  4. Por fim, o site carregará uma página com várias opções, clique em “verificação do lote de pagamento”.

Consultas do Imposto de Renda no e-CAC

  1. Informe seu CPF, código de aceso e senha;
  2. Acesse o menu “meu imposto de renda”, localizado na lateral esquerda da tela;
  3. Procure pelo menu “processamento”;
  4. Clique em “extrato do processamento”,
  5. Por fim, selecione o ano que deseja receber a informação.

Importante lembrar que em casos que o contribuinte não tenha um código de acesso é possível gerar um em sua primeira consulta do Imposto de Renda. Para isso, basta clicar em “primeiro acesso” e ter em mãos o número do recebo de entrega da declaração.

Saiba mais em: Receita Federal abre programa de renegociação de dívidas

Calendário de restituição do Imposto de Renda

Em 2020, a Receita Federal diminuiu o número de lotes de restituição do Imposto de Renda, passando a contar somente com 5 lotes, o que significa que o atual é o último. Os pagamentos são realizados uma vez por mês, confira calendário abaixo:

Número do loteData de pagamento
1º lote29 de maio
2º lote30 de junho
3º lote31 de julho
4º lote31 de agosto
5º lote 30 de setembro

Situação do contribuinte

O contribuinte do Imposto de Renda 2020 pode estar em uma das situações abaixo:

  • status indicando que foi contemplado e receberá os valores na semana que vem;
  • status indicando que a declaração está na “fila de restituição” – significa que não encontraram inconsistências na declaração, mas estão aguardando a liberação dos valores nos próximos meses;
  • “em processamento” pode significar que existe alguma inconsistência e a Receita está verificando, mas não há uma certeza sobre isso, é necessário aguardar.

Como saber se estou na malha fina?

Os contribuintes podem consultar a situação do Imposto de Renda e saber se estão ou não na malha fina por meio do extrato do IR no site da Receita Federal, no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC).

Caso tenha caído na malha fina, você pode enviar uma declaração retificadora. A partir desse momento, a Receita vai analisar e quando for considerada correto os dados, o contribuinte sai da malha fina e poderá ser incluído nos lotes residuais do IR.

Ficou com mais alguma dúvida sobre a restituição do Imposto de Renda? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.