Com IOF zerado, o cliente tem menor custo na contratação de empréstimos

No início de outubro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prorrogou a suspensão do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nas operações de crédito.

A isenção do imposto nas operações de empréstimos teve início em abril e, agora, se estenderá até 31 de dezembro.

Desse modo, as operações de crédito ficam com IOF zerado até o fim do ano.

Mas o que exatamente isso significa? Akira Ninomiya, nosso BI e Analista de Parcerias, explica:

Qual o impacto do IOF zerado?

“Primeiro, vamos explicar o que significa. Em resumo, quem contratou, desde abril, ou vai precisar contratar crédito ainda esse ano fica com o IOF zerado.

Antes dessa suspensão, cobrava-se IOF sobre todas as operações financeiras, inclusive empréstimos. Refinanciamentos, crédito pessoal, crédito consignado… Enfim, todas tinham essa cobrança.

A lei estabelecia, até abril, que fosse cobrado 0.38% de IOF sobre o total do empréstimo, mais 0,0082% por dia de prazo para pagamento. Ou seja, dentro dessa lógica, se você pegasse um empréstimo com menos parcelas, pagaria menos IOF.

Por isso, também, o IOF em geral era mais caro sobre Refinanciamento de Imóvel. Afinal, esta modalidade tem prazos maiores para pagamento do valor contratado.

Agora, com o IOF zerado, já não há mais diferença de custo em relação ao tempo de pagamento do empréstimo.

“Essa pode ser a melhor hora
para pedir um empréstimo”

Logo, de forma simples, dá para dizer que essa é a melhor hora pra pedir um empréstimo. Em resumo, isso acontece porque o custo final é menor para você, com o IOF zerado.

E, para as financeiras, é o melhor momento para dar empréstimos. Isso porque, como o IOF é um imposto federal, ele não gera nenhum lucro para quem concede o crédito.

Afinal, ele vai direto para a União.

Quer entender melhor o impacto de fato dessa medida? Vamos ao cálculo:

  • um empréstimo de R$ 5 mil
  • com prazo de pagamento em 18 meses
  • além de outras taxas e tributos, teria cerca de R$ 163 só de IOF.

Portanto, se você contratar um empréstimo de R$ 5 mil, em 18 meses, hoje, economizaria esses R$ 163.

Consequentemente, digo que a suspensão do IOF vai favorecer a todos.

Então, resumindo tudo isso:

  • IOF zerado significa menor custo para você“.

Ficou com a alguma dúvida sobre a isenção do IOF? Comente! Além disso, quer aproveitar o momento e garantir menor custo? Simule seu empréstimo pessoal!

Por fim, siga a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.