Nesta terça-feira (20), durante uma videoconferência, a Microsoft anunciou três novidades:

  • A instalação de um novo datacenter na América Latina, com sede no Rio de Janeiro;
  • Parceria com o Ministério da Economia para capacitar profissionais;
  • Doação de créditos na nuvem da companhia para o Sistema Nacional de Emprego (SINE).
Glossário: o que é datacenter?
Datacenter é uma edificação com redes de computadores. Este local tem por objetivo armazenar dados das empresas e de pessoas físicas.

Por isso, a iniciativa chamada de “Mais Brasil” deve expandir a infraestrutura da empresa no Brasil. Além disso, o objetivo é promover um crescimento econômico no país, de forma inclusiva e sustentável.

Em anúncio, a presidente da Microsoft Brasil, Tânia Consentino afirmou que:

“Com os investimentos em qualificação, a expansão de nossa infraestrutura de nuvem e o compromisso de apoiar iniciativas sustentável que preservem o ecossistema brasileiro, pretendemos promover mais inovação e crescimento no país.”

Veja também – Faça uma cotação e receba ofertas pré-aprovadas com o simulador de empréstimo pessoal!

Quais cursos a Microsoft vai disponibilizar?

A Microsoft ressaltou que irá oferecer cursos na “Escola do Trabalhador”, plataforma de ensino a distância do governo brasileiro. Por isso, os estudantes vão poder aprender sobre:

  • Alfabetização digital;
  • Computação em nuvem;
  • Inteligência artificial, e
  • Ciência de dados.

Por isso, empresa informou que a plataforma está disponível para brasileiros de todo o país. Além disso, a Microsoft vai disponibilizar 58 instrutores com orientações especializadas para até 315 mil pessoas até 2023.

Créditos em servidores

Como dito anteriormente, uma das ações da Microsoft é a disponibilização de créditos nos seus servidores na nuvem. Esse serviço vai estar disponível para o Sistema Nacional de Emprego.

Isso porque o objetivo do governo é utilizar a inteligência artificial da empresa para conectar pessoas e seus conhecimentos com possíveis oportunidade de trabalho.

“A base de dados do SNE tem muitas informações, mas não estão adequadamente organizadas. Elas precisam ser organizadas em perfis inteligentes, para que possamos ter a combinação entre a vaga e o candidato”, ressaltou Carlos da Costa, da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec).

Por isso, a doação da Microsoft vai facilitar o processo de candidaturas nas empresas. O objetivo é melhorar a empregabilidade no Brasil, atingindo até 25 milhões de brasileiros.

Veja também – O que faz um vereador?

Proteção da Amazônia

Além das ferramentas, a Microsoft também anunciou uma parceria com a mineradora Vale e com a ONG Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia) para viabilizar a proteção da floresta amazônica.

Por isso, o objetivo da colaboração é usar inteligência artificial para proteger a floresta na Amazônia na próxima estação de seca em 2021. Por isso, dentre as ferramentas está os indicadores de predição, como, por exemplo:

  • surgimento de estradas ilegais em regiões florestais,
  • dados de imagens de satélite.

Isso porque o objetivo é conseguir prever quais serão as zonas mais prováveis de ter um desmatamento.

Nova sede da Microsoft no Brasil

Além de trazer novas iniciativas e parcerias para o Brasil, a empresa também anunciou uma nova sede de armazenamento. Isso porque, até o momento, São Paulo era a única cidade com um centro de dados da Microsoft no Brasil.

E, por isso, com o objetivo de expandir a infraestrutura da empresa, o Rio de Janeiro vai ganhar um local próprio.

Além disso, é por conta dessa nova sede que a empresa vai poder oferecer mais facilmente seus serviços em nuvem para o Brasil

Ficou com mais alguma dúvida sobre a parceria do governo federal com a Microsoft? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.