Cidadãos em busca do auxílio emergencial de R$ 600 pelo aplicativo da Caixa relatam problemas nas redes sociais; veja 3 soluções

A Caixa Econômica Federal (CEF) lançou na última terça-feira (7) o aplicativo para os profissionais autônomos e informais terem acesso ao cadastro para obtenção do auxílio emergencial de R$ 600.

Contudo, nesta quinta-feira (9) diversos usuários vêm alegando dificuldades para concluir o cadastro.

Errei no cadastro do auxílio emergencial, o que fazer?

A Caixa disse que aqueles que cometerem algum erro durante o cadastro no aplicativo Auxílio Emergencial Caixa poderão retificar seus dados.

Contudo, será necessário aguardar o período da primeira análise para conseguir fazer novamente o cadastro no aplicativo. Isto significa receber a negativa da aprovação pela Caixa, para então colocar os dados novamente.

Veja também – Como receber o auxílio de R$ 600 que o governo liberou?

3 soluções para conseguir se cadastrar no aplicativo da Caixa

Verificar a conexão com a internet

Devido ao grande número de pessoas fazendo o cadastro simultaneamente, o sistema da instituição bancária está sobrecarregado. Por isso, é importante ter uma boa conexão com a internet para assegurar maiores possibilidades de conseguir terminar o cadastro para obtenção do auxílio emergencial de R$ 600.

Trocar a internet móvel (3g ou 4g) para a conexão com a rede do wi-fi solucionou o problema para algumas pessoas. Mas se mesmo assim não conseguir seguir adiante no preenchimento do formulário devido ao carregamento da página, tente mais tarde ou bem mais cedo. Nos horários após às 20h, e antes das 8h, os fluxos tendem a ser menores.

Trocar o número de telefone no aplicativo da Caixa

Nas redes sociais, beneficiários comentaram que a troca do número de telefone resolveu o problema. Tente fazer o mesmo, colocando o número do celular ou um número de algum parente próximo.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

“CPF em situação inválida” no aplicativo da Caixa

Esta mensagem indica que o número Cadastro de Pessoa Física (CPF) informado está com alguma pendência ou irregularidade. Um dos critérios para finalizar o preenchimento do cadastro é estar com o CPF regular.

Isto significa que o CPF se enquadra em alguma das condições abaixo, definidas pela Receita Federal:

  • Pendente de regularização: o contribuinte deixou de enviar a declaração do Imposto Renda ou falta regularização da mesma (malha fina);
  • Suspensa: o contribuinte têm cadastro incorreto (devido aos dados) ou incompleto (possui pendências com a Justiça Eleitoral);

Outra opção que pode levar a esta mensagem no aplicativo da Caixa é o CPF já ter sido utilizado na plataforma, por meio de fraude.

Veja abaixo o que fazer se receber esta mensagem no cadastro do auxílio emergencial de R$ 600:

  1. Verificar se de fato o CPF está em situação irregular ou se trata-se de uma fraude: clique aqui.
  2. Corrigir dados pessoais caso este seja o problema: clique aqui.
  3. Corrigir suspensão do CPF caso este seja o problema: clique aqui.
  4. Verificar se o erro é com a declaração do Imposto de Renda: clique aqui.
  5. Tirar dúvidas com a Receita Federal: clique aqui.

Como regularizar o CPF inválido?

Atenção! Veja abaixo a mensagem do site da Receita Federal referente à regularização do CPF no atendimento online:

“A regularização do CPF na Internet será realizada nos casos de complementação de dados cadastrais que não constem na base de dados e quando não houver pendência na entrega de declarações de pessoa física”.

Ainda de acordo com a Receita, além dos modos já mencionados no tópico anterior, é possível regularizar o CPF presencialmente mediante pagamento de taxa de R$ 7 nas agências:

  • do Banco do Brasil (BB);
  • da Caixa Econômica Federal (CEF);
  • dos Correios;

Veja quais são os documentos necessários para levar às agências e fazer o requerimento:

  • documento de identificação do contribuinte, que comprove naturalidade, filiação e data de nascimento (ex: carteira de identidade);
  • número de inscrição no CPF;
  • título de eleitor;
  • protocolo de inscrição ou qualquer outro documento que comprove o alistamento eleitoral ou certidão da Justiça Eleitoral atestando a inexistência da obrigatoriedade do alistamento eleitoral;

Veja também – Imposto de renda 2020: novo prazo, restituição e lote residual

Quanto tempo demora para a regularização do CPF?

O prazo dependerá de qual a irregularidade. Em alguns casos, o cidadão deverá comparecer a uma unidade de atendimento da Receita Federal para finalizar a regularização. O contribuinte será informado no momento da solicitação, e terá 90 dias para o comparecimento. Além disso:

  • se o problema for com os dados cadastrais, e o CPF estiver suspenso, a regularização será feita após a correção destes dados e confirmação pela Receita;
  • se o problema for com a declaração do Imposto de Renda, e o CPF estiver pendente de regularização, a mesma será feita após enviada e aprovada a declaração;

Ficou com mais alguma dúvida sobre como solucionar problemas no cadastro do aplicativo da Caixa e receber o auxílio emergencial de R$ 600? Deixe nos comentários, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.