A fim de evitar valores abusivos, o Banco Central analisa o mercado financeiro em busca de uma média para os juros

As taxas de juros estão presentes no dia a dia dos seres humanos. Seja na hora de pagar um empréstimo, receber o valor de um investimento ou até mesmo sobre itens que estão em nossas rotinas.

Para não sofrer golpes ou fechar negociações prejudiciais é importante ficar de olho na taxa média de juros. Ter conhecimento sobre esses valores, mesmo que básico, pode ajudar principalmente na hora de avaliar e reconhecer quais são as vantagens e desvantagens de cada cenário apresentado.

O que são taxas de juros?

São rendimentos extras obtidos por determinado tempo a partir de um capital inicial. Podem ser considerados uma forma de remuneração ou compensação e são pagos a quem disponibiliza um empréstimo ou realiza um investimento, por exemplo.

São indicados de forma percentual e podem ser cobrados anualmente, mensalmente ou até mesmo diariamente. Estão presentes em grande parte das movimentações financeiras. Entretanto, essa porcentagem não é a mesma para todas as instituições e pode variar por diversos fatores, como:

  • risco de investimento;
  • custos administrativos,
  • inflação.

Por isso, no caso dos empréstimos, é importante pesquisar os diferentes benefícios e cobranças dos bancos, financeiras e fintechs.

Veja também – Aprenda como calcular juros de empréstimo

Quais são os tipos de juros?

Juros Simples

Os juros simples atuam de forma linear, ou seja, eles incidem somente em cima do capital inicial e possuem o mesmo valor, independente do tempo.

Juros Compostos

Já os compostos são aplicados de forma exponencial e estão baseados no período do empréstimo, ou seja, com o passar do tempo os juros são acrescidos sobre eles mesmos. A soma é feita a partir do valor inicial e sobre os juros dos meses anteriores. Por isso que esse tipo é conhecido como “juros sobre juros”.

Juros Moratórios

Os juros moratórios, também conhecido como Mora, são aplicados por conta de atraso no pagamento. São uma espécie de indenização pelo descumprimento do acordo.

Juros Nominais

Os juros nominais são aqueles que consideram as correções monetárias e a inflação em seu cálculo.

Juros Reais

Já os juros reais se apresentam de forma contrária ao anterior, ou seja, não incluem em seu cálculo as correções monetárias e a inflação.

Juros rotativos

Os juros rotativos são basicamente as cobranças realizadas por conta do atraso no pagamento de uma fatura de cartão de crédito ou de um financiamento.

Veja também – Cursos online gratuitos de finanças pessoais e investimentos

Taxa média de juros

A taxa média de juros é um cálculo feito pelo Banco Central (BC) para definir um valor médio das taxas cobradas durante as operações financeiras. A partir dessa média é possível entender se o valor cobrado é justo ou abusivo.

Assim, cada modalidade de crédito, como os financiamentos de veículos ou imóveis, ou os empréstimos, tem sua taxa média de juros no mercado servindo como um parâmetro para analisar se a cobrança está correta ou não.

No final de junho, por exemplo, o Banco Central divulgou as taxas médias do mês de maio. De acordo com eles, a taxa média de juros das operações contratadas em maio alcançou 20,4% a.a. (ao ano). Já no crédito livre, por exemplo, a taxa média de juros das concessões atingiu 29,5% a.a.

Veja também – Faça a cotação e receba ofertas pré-aprovadas com o simulador de empréstimo pessoal!

Como a taxa média de juros é calculada?

A taxa média de juros é calculada pelo Banco Central e define o valor médio de cada taxa cobrada pelas diferentes operações de crédito praticadas no mercado. O cálculo é realizado de forma relativamente simples, o Banco Central soma todas as taxas e divide pelo número de instituições.

Por que preciso conhecer a taxa média de juros?

Entender sobre a taxa média de juros possibilita um conhecimento, mesmo que básico, sobre o que está acontecendo no mercado e se a situação apresentada em um empréstimo ou pagamento de dívidas é justa ou se a negociação é ruim, chegando a ser até mesmo abusiva.

Quando a taxa de juros é considerada abusiva?

Uma taxa pode ser considerada abusiva quando o valor cobrado é extorsivo, ou seja, está acima da porcentagem prevista pelo Banco Central, destoando da média do mercado.

Como evitar juros abusivos?

Quando uma pessoa está procurando um empréstimo ou buscando fazer um investimento é interessante fazer uma pesquisa e comparar as opções existentes. No caso dos empréstimos, existem buscadores de empréstimo online que podem facilitar a pesquisa e ajudar nos momentos de dúvidas.

Além disso, caso a pessoa queira conferir qual é a taxa média de juros daquela época é possível acessar esses valores no site do Banco Central. E antes de fechar qualquer negócio é importante ler com cuidado o contrato e analisar as vantagens e desvantagens apresentadas.

Ficou com mais alguma dúvida sobre a taxa média de juros? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.