O pagamento em débito, geralmente por meio de um cartão, significa que o dinheiro integral do valor cobrado pelo recebedor será debitado naquele momento. Isto é, o valor determinado sairá da conta corrente do comprador assim que a senha for digitada e entrará na conta do recebedor.

O que é débito?

O débito é um sinônimo da palavra dívida. Assim, quando uma pessoa diz que “está em débito” com alguém, ela quer dizer que está devendo para esse mesmo alguém.

O que significa origem do débito?

A conta corrente que fez o pagamento e/ou transação.

O que significa a palavra debitado?

Quando algo foi debitado, significa que foi cobrado, descontado da conta corrente.

O que é débito em conta?

Também conhecido como débito automático, é quando o usuário cadastra uma conta para ser cobrada automaticamente em determinada data do mês, ou quando o salário cair. Assim, o valor já sai da conta do pagador sem este precisar executar ou mesmo se lembrar da ação.

Quando aumenta o ativo debita ou credita?

O ativo, quando aumenta, debita e quando diminui, credita. O passivo, quando aumenta, credita e quando diminui, debita. Veja também:

  1. O que é ativo? É a parte positiva da posição patrimonial (bens e direitos da organização);
  2. O que é passivo? É a parte negativa da posição patrimonial (dívidas);
  3. O que é patrimônio líquido? É a diferença entre o valor dos ativos e dos passivos.

Veja também – Como conseguir um cartão de crédito para negativado?

Como pagar boleto com cartão de débito?

Apesar desta função existir, ela não é muito comum. É possível que o consumidor, dependendo do banco ou fintech que mantém sua conta corrente, vá até um caixa eletrônico e realize o pagamento do boleto com o cartão de débito.

Contudo, o mais usual para pagar boletos caso a pessoa possua o dinheiro em conta é fazer o pagamento do boleto pela leitura do código de barras diretamente de sua conta bancária, sem precisar do cartão. Esta função está disponível para a grande maioria das instituições financeiras, tanto em:

  • agências bancárias;
  • caixas eletrônicos 24 horas;
  • aplicativo da instituição (celular);
  • internet banking (computador);

Como comprar com cartão de débito pela internet?

Embora muitos e-commerces e market places do varejo já estejam se adequando a novos meios de pagamento, a vasta maioria dos pagamentos online são feitos com cartão de crédito.

Dependendo da instituição financeira na qual a pessoa é cadastrada, é possível pedir a função crédito no mesmo cartão do débito. Também dependendo da financeira, não há custo adicional.

Débito x Crédito

O cartão de débito têm suas vantagens, dentre as quais se destacam:

  • Controle financeiro: evita o endividamento, pois os valores gastos estavam disponíveis na conta corrente.
  • Segurança ante o porte de dinheiro físico: andar com grandes quantias de dinheiro pode ser perigoso, o porte de um cartão é mais seguro neste aspecto.
  • Isenção de taxas de juros: com o pagamento no débito não há cobrança de taxa de juros posteriores. Pode haver somente a cobrança de ativação do cartão, dependendo da instituição financeira.

Ao passo que o cartão de crédito também têm suas vantagens:

  • Parcelamento: o cartão de crédito permite que o comprador não pague integralmente pelo valor do produto. O número de parcelas disponíveis, com ou sem juros, dependerá das condições disponibilizadas pelo vendedor.
  • Programa de milhas: dependendo do cartão de crédito, é possível acumular milhas com as compras, para posteriormente poder trocar por passagens aéreas.
  • Compras internacionais: diversos cartões do mercado financeiro nacional permitem que o cliente realize compras internacionais. Depende do banco ou fintech credora do cartão.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Cartão de crédito e o endividamento das famílias brasileiras

Ambos possuem vantagens singulares, mas um ponto negativo do cartão de crédito é a alta possibilidade de endividamento com o uso descontrolado desta ferramenta.

De acordo com uma pesquisa feita pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), cerca de 66,2% das famílias estavam endividadas em março de 2020. O aumento foi de 1,1 ponto percentual ante fevereiro do mesmo ano (65,1%).

Dentro deste percentual de famílias endividadas, 78,4% apontaram que dentre as dívidas existiam aquelas com cartões de crédito. O potencial de descontrole financeiro com o uso demasiado desta modalidade de crédito é alto.

Portanto, a conclusão a que se chega é que tanto o crédito quanto o débito têm vantagens que podem ser usufruídas sem culpa: contanto que o planejamento financeiro esteja hierarquicamente acima destes cartões.

Ficou com mais alguma dúvida sobre débito? Deixe nos comentários, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.