Empréstimo consignado: o que é, o que preciso para fazer, quantos posso solicitar e as mudanças previstas para a modalidade no ano de 2022

De acordo com um levantamento realizado pela fintech Ahfin, 4 a cada 10 pessoas já solicitaram um empréstimo consignado. A pesquisa foi realizada com cerca de 1.430 pessoas e ocorreu entre outubro de 2020 e julho de 2021. O dado mostra como as mudanças para a modalidade no ano de 2022 podem ser de interesse de parte da população.

O consignado é uma modalidade destinada aos cidadãos que se encaixam nas condições solicitadas e possui a sua forma de pagamento diferente das demais opções de crédito. Uma mudança prevista para o próximo ano pode ser relevante para os indivíduos que desejam adquirir essa modalidade. Confira abaixo as mudanças previstas para o empréstimo consignado.

Como será o reajuste do INSS em 2022?

O que é consignado do INSS?

O empréstimo consignado é uma modalidade de crédito e seu funcionamento, assim como nas demais existentes, consiste na liberação de determinado valor para o solicitante. O diferencial do consignado se encontra na forma de pagamento do crédito adquirido, pois as parcelas são descontadas de forma automática.

Dessa forma, o indivíduo que aderir a opção de empréstimo terá o valor da operação descontado mensalmente da folha de pagamento ou benefício INSS. Por isso, os cidadãos só podem aderir ao consignado por meio de instituições que possuam vínculo com a empresa em que trabalham ou com o INSS. Então o termo “Consignado do INSS” se refere ao empréstimo consignado realizado no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O que é preciso para fazer um empréstimo consignado?

A modalidade do consignado exige que os solicitantes se encaixem em determinadas categorias e por isso os seguintes cidadãos possuem direito de solicitá-lo:

  • Trabalhadores com carteira assinada;
  • Funcionários públicos;
  • Militares;
  • Aposentados ou pensionistas do INSS;

Ao entrar em contato com a instituição financeira que concede essa opção de empréstimo o solicitante passa por uma série de análises. As condições do crédito são definidas a partir das informações solicitadas pelo banco e das análises realizadas.

Simule o seu empréstimo consignado e receba as melhores ofertas

Quantos empréstimos consignados o aposentado pode fazer?

Segundo o INSS, os aposentados podem contratar até 9 empréstimos consignados, desde que o anterior tenha sido pago totalmente. Isso significa que um indivíduo só pode ter uma opção de empréstimo por vez em seu nome, seja consignado ou outra modalidade.

Essa condição se dá pois o indivíduo não pode comprometer a sua renda essencial, que de forma geral corresponde a 30% do total recebido mensalmente. Dessa maneira, os bancos analisam o valor solicitado e o que pode ser liberado.

Como vai ficar à margem do consignado em 2022?

Em março de 2021 a margem do empréstimo consignado sofreu uma alteração que será válida até o mês de dezembro. O novo valor tem como objetivo contribuir para os indivíduos que precisam de mais valores no período pandêmico iniciado no ano de 2020 e que ainda segue durante esse ano. Dessa maneira o valor estabelecido para a margem consignável foi:

  • 35% para o empréstimo;
  • 5% para o cartão de crédito consignável;

O valor corresponde a 40% de margem consignável, o que significa que até o mês de dezembro de 2021 os indivíduos que contratarem um empréstimo consignado poderão comprometer até 40% da sua renda total. Conforme comentado, o aumento da margem implica em um aumento no valor emprestado pelo banco.

Contudo, para o ano de 2022 a margem voltará ao valor encontrado anteriormente, de 35%, visto que de acordo com o INSS não será possível manter a margem de 40%.

Como fica o empréstimo consignado quando a pessoa é demitida?

O que mudou no empréstimo consignado?

Basicamente, a mudança no empréstimo consignado para o ano de 2022 consiste na margem consignável que voltará a ser da seguinte forma:

  • 30% para o empréstimo;
  • 5% para o cartão de crédito consignável;

No total o valor da margem volta a ser de 35%, correspondendo ao valor máximo que pode ser comprometido da renda do solicitante. Dessa maneira podemos indicar três mudanças no consignado, são elas:

  • As condições especiais estabelecidas no período pandêmico deixam de valer a partir de janeiro de 2022;
  • Margem consignável volta a ser 35% para os solicitantes do empréstimo;
  • Suspensão das parcelas passa a ser opcional;

No ano de 2022, as parcelas do empréstimo consignado podem ser suspendidas por questões financeiras do solicitante de forma opcional pelos bancos. Dessa forma, as instituições que oferecem o consignado podem optar por entrar em acordos com os clientes e suspender as parcelas do empréstimo por um determinado período. Porém, conforme comentado, essa ação é opcional e cabe a instituição ter ou não essa ação.

Negativados podem fazer empréstimo consignado?

E então, restou mais alguma dúvida sobre qual o melhor investimento para quem tem pouco dinheiro? Se sim, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.