FinanzeroBlogCrédito

Por que eu tenho os meus financiamentos negados?

Por que eu tenho os meus financiamentos negados?

Compartilhe esse post:

Há diversos fatores que podem impactar e resultar em financiamentos negados, como incompatibilidade de renda e score baixo.

De acordo com o Índice FinanZero de Empréstimo (IFE), quatro dos principais objetivos financeiros apontados por entrevistados no final do primeiro semestre de 2023, foram: comprar ou trocar de carro, com 39% das respostas, comprar ou trocar de casa, com 35%, abrir um negócio próprio, com 33% e estudar, que foi mencionado por 26% dos respondentes.

Para todos estes contextos, é possível solicitar o financiamento, uma modalidade de crédito com diversas categorias, em que o dinheiro concedido pelas instituições financeiras é para uso específico. Ou seja, se o consumidor obtém o dinheiro para financiar um imóvel, a quantia deve ser utilizada, especificamente, para esse fim.

Entretanto, há diversas opções de financiamentos, que permitem a aquisição de bens e contratação de serviços, como explicamos a seguir.

O guia completo de financiamento no Brasil

Quais os tipos de financiamentos disponíveis?

Há diversas opções de financiamentos, inclusive, que permitem desde a aquisição de bens até a contratação de serviços, como explicamos a seguir.

Financiamento de veículo: como o próprio nome indica, se trata da concessão de crédito com o intuito de comprar um automóvel, como moto, carro, van, caminhão e afins. De modo geral, as instituições financiam até 70% do valor do bem, mas há casos em que é possível obter o financiamento de até 100%.

Financiamento de imóvel: voltado para a compra de casa, apartamento, terreno ou espaço comercial, permite que consumidor utilize o saldo disponível na conta FGTS para pagar a entrada ou, posteriormente, quitar parte do saldo devedor. Há, atualmente, dois tipos de financiamentos imobiliários: o Sistema Financeiro de Habitação (SFH), que é gerido pelo governo federal, e o Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), gerido por instituições privadas.

Financiamento para reforma: concedido por instituições privadas e, também, através de programas governamentais, neste tipo de financiamento o dinheiro deve ser usado para custear as despesas com material de construção, seja na reforma ou construção do imóvel. Normalmente é possível obter crédito de até 80% do custo total.

Financiamento de equipamentos: voltada aos microempreendedores e empresários, essa opção de crédito permite renovar ou adquirir equipamentos para uso empresarial e/ou industrial, como veículos, imóveis e maquinários.

Financiamento estudantil: nessa modalidade, a instituição financeira arca com as mensalidades da graduação do consumidor, pagando-as diretamente à instituição de ensino. O aluno que solicitou o crédito, por sua vez, devolve o valor à credora de forma parcelada. Existe no mercado o financiamento estudantil oferecido por bancos privados e, também, o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), programa do governo federal oferecido pela Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.

Por que alguns imóveis não aceitam financiamento?

Por que eu tenho os meus financiamentos negados?

Depende, há diversos motivos que podem levar as instituições financeiras a negarem o pedido de financiamento do consumidor. Para facilitar, separamos alguns dos principais fatores que podem impactar negativamente.

Inadimplência

Quando o consumidor solicita qualquer tipo de serviço financeiro, as instituições realizam uma análise de crédito, que avalia o histórico de consumo e pagamento do mesmo, a fim de compreender o risco de inadimplência, bem como um valor médio a ser concedido. Sendo assim, quando o solicitante está inadimplente, ou seja, com o nome sujo, as instituições têm maior pré-disposição a recusarem o pedido, já que o histórico o aponta como um mau pagador.

Idade

A lei brasileira estipula que, qualquer pessoa a partir de 18 anos de idade pode ter acesso aos serviços de crédito. Entretanto, as instituições podem apresentar resistência em aprovar consumidores com idade inferior a 20 anos. Isso acontece porque, antes disso, uma pessoa dificilmente possuirá histórico suficiente para análise, logo, não será possível analisar o risco de inadimplência e outros detalhes sobre o consumidor.

Além disso, há instituições que não aprovam o pedido de financiamento feito por pessoas a partir de 70 anos, pois o mercado compreende que estas podem não conseguir arcar com as parcelas até o final do contrato.

Incompatibilidade de renda

Outro aspecto que pode gerar reprovação no pedido de financiamento é a incompatibilidade de renda do solicitante. Dessa forma, é preciso que o consumidor tenha condições de arcar com o pagamento das parcelas até o final do contrato, que inclusive não devem comprometer mais do que 30% da renda mensal. Seguindo essa lógica, uma pessoa com renda de R$3 mil, não pode arcar com parcelas superiores a R$900, por exemplo.

Portanto, se for constatado na análise de crédito que a renda não é compatível com o valor necessário para o financiamento, a instituição pode recusar o pedido ou apresentar uma proposta de concessão de crédito mais baixa.

Score baixo

O score é uma pontuação que vai de 0 a 1000, e indica o tipo de perfil do consumidor, de acordo com o histórico de consumo e pagamento. Desse modo, quem possui atrasos ou dívidas ativas, tende a possuir pontuação mais baixa, enquanto quem quita os débitos em dia, apresenta pontuação mais alta.

Consequentemente, o solicitante que possuir pontuação considerada menor, como abaixo de 700, já pode lidar com dificuldade de aprovação no pedido de financiamento.

Falta de comprovação de renda

Além de possuir rendimento suficiente para arcar com as parcelas até o final do contrato de financiamento, o consumidor deve, ainda, apresentar os documentos corretos para comprovar que possui esse dinheiro. Inclusive, é importante ressaltar que é através desses documentos, junto à análise de crédito, que a instituição avalia os recursos disponíveis do solicitante e, então, define o valor de crédito que será concedido.

Como saber quando a fatura do meu cartão fecha?

3 dicas para solicitar um financiamento

Após considerar os fatores que podem impactar e fazer com que os pedidos de financiamentos sejam negados, separamos três dicas que podem contribuir positivamente para a aprovação.

1. Se organize financeiramente

Após avaliar a real necessidade de solicitar um financiamento, é o momento de se organizar financeiramente. Portanto, a recomendação é somar as despesas fixas e variáveis, além de separar uma parte para a reserva de emergência. A partir daí, avalie o valor médio que poderá ser utilizado no pagamento das parcelas. O intuito é compreender quanto é possível arcar mensalmente, de forma que não prejudique o orçamento.

2. Comprove renda corretamente

Conforme já mencionado, a não comprovação de renda é um dos principais fatores que levam as instituições financeiras a reprovarem pedidos de financiamento e outras modalidades de crédito. Sendo assim, trabalhadores em regime CLT podem apresentar o holerite, enquanto os profissionais autônomos e liberais têm a opção de usar extratos bancários, Recibo de Pagamento Autônomo (RPA), Decore e Imposto de Renda Pessoa Física.

Quem recebe quantias oriundas de aluguéis, aposentadorias e pensões também deve informá-los, e para comprovar esses valores é possível utilizar informes de rendimentos e contratos de locação.

3. Pague um percentual de entrada

Por fim, a última dica é oferecer um percentual de entrada, que pode variar entre 10% e 30% do valor do crédito. Desse modo, além de diminuir o valor da dívida e o tempo de contrato, o consumidor demonstra que se organizou financeiramente e aumenta a confiança por parte da instituição. Junto a isso, também vale ressaltar que as credoras tendem a aprovar mais facilmente quando há o pagamento de uma entrada.

Tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Deixa nos comentários que a gente te ajuda. Acompanhe a FinanZero também nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.

Próximo artigo

Como saber quando a fatura do meu cartão fecha?

Entenda como funciona o fechamento da fatura do cartão de crédito, qual é a melhor data para compra e outros detalhes sobre o assunto.

Ler artigo completo

0 respostas para “Por que eu tenho os meus financiamentos negados?”:

  1. Não existe nenhum comentário nesse post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue por:

Benefícios do GovernoCréditoDestaquesFinanças PessoaisImpostosMercadoNegócios
PáginasConsórcio para intercâmbioConsórcio para festasConsórcio para cirurgias plásticasConsórcio de cursosFlip – Empréstimo para Pessoa JurídicaZippi – Empréstimo para Pessoa JurídicaJuvo – Empréstimo com garantia de celularBanco Inter – Crédito Consignado OnlineMycon – Consórcio OnlineFortBrasil – Cartão de CréditoSeguro de AutomóvelCrefaz – Empréstimo OnlineFinanciamento imobiliário – FinanZeroConsórcio de serviçosWill Bank – Cartão de Crédito OnlineBrasilCard – Cartão de Crédito OnlineQred: Empréstimo Empresarial OnlineCréditoJá – Refinanciamento de Imóvel OnlineNovo Saque: Crédito Pessoal OnlineFinnsaúde – crédito para saúdeConsórcio de imóveisConsórcio de automóveisApê 11 – Financiamento Imobiliário OnlineQindin – serviços onlineSuperdigital – serviços 100% onlineMister Money – Empréstimo onlineFinanZero- uma nova parceria ParcelexZanTomPay – Soluções em pagamentosZanTom – Empréstimo OnlineBLU365 – Empréstimo onlineTopsolus – Soluções financeiras online98 Pay – Soluções para pagamentosAqui Tem Cred – Empréstimo OnlineAmbler Bank – Empréstimo OnlineL&M – Consultoria em meios de pagamentoRodobens – Empréstimo com garantia de imóvelup.p – Antecipe seu FGTSJeitto – Crédito para pagar suas contas do mêsJBcred – Empréstimo Pessoal OnlineCentral da Visão – Procedimentos mais acessíveisQery – Empréstimo Pessoal OnlineVivo Valoriza EmpresasZema – Empréstimo Pessoal OnlineQista – Empréstimo Pessoal OnlineEmpréstimo com garantia de imóvelCapital Empreendedorhome 2022 teste abEmpréstimo com garantia de veículoEmpréstimo com Garantia de CelularEmpréstimo para MEI
Solicite seu empréstimo