O Índice de Preços ao Consumidor Amplo é o principal indicador de inflação (e deflação) no país

Quando você compra arroz num dia e, no outro, o preço aumentou, está sendo impactado pelo IPCA. E isso vale para qualquer produto.

O IPCA é a abreviação para Índice de Preços ao Consumidor Amplo. Ele mede a variação dos preços que a gente encara quando vai às compras.

Do já mencionado arroz às roupas e até aos eletrodomésticos, todos os produtos disponíveis no mercado estão sujeitos ao IPCA.

E, por isso, ele é o principal indicador de inflação (e da tão distante deflação) no país: tanto governo federal quanto o Banco Central usam o IPCA como referência tanto para as metas de inflação quanto para as alterações na taxa de juros.

Simule seu empréstimo sem sair de casa e sem pagar nada!

Como é calculado o IPCA?

O índica é calculado mensalmente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Além de seu cálculo mensal, o consolidado dessa porcentagem é medido também trimestralmente e anualmente.

Medindo a variação dos preços em todos os Estados, chega-se ao percentual médio que representa o IPCA do país.

Leia mais: Não passei na USP, consigo financiamento estudantil?

A quem o índice se destina?

O IPCA reflete o custo real de vida de famílias com renda mental entre um e 40 salários mínimos – ou seja, entre R$ 1045 e R$ 41800.

Não importa se você é pessoa jurídica ou física, tendo este rendimento, sentirá o reflexo do índice.

Se ele estiver em alta, ou seja, positivo, ele indica aumento no custo de vida – inflação. Se estiver em baixa, significa deflação.

Saiba também: O que fazer com as dívidas do cartão de crédito?

Como o IPCA afeta a inflação?

Que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo é o mais importante para calcular a inflação você já sabe. Mas sabe como?

Resumidamente, o indicador é usado como referência para verificar se a meta estabelecida para a inflação está sendo cumprida.

Note que ele não é, de fato, a inflação em si, já que outros fatores interferem no cálculo da inflação. Mas ele é o indicador de que produtos básicos estão aumentando de preço – o que significa custo de vida mais alto e, portanto, menor poder aquisitivo.

Não perca: Nota Fiscal Paulista abre consultas para sorteio de setembro

E aí, entendeu tudo sobre o Índice de Preços ao Consumidor Amplo? Qualquer dúvida é só comentar 😉

Ah, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.