O rendimento do CDB varia de acordo com o tipo de rentabilidade escolhida, que pode ser pré-fixada, pós-fixada ou híbrida.

De acordo com relatório emitido pela B3, houve aumento de 11% de pessoas físicas com CDB na carteira em 2021, quando comparado ao ano anterior. Ainda conforme a publicação, atualmente quase 71% das pessoas que investem em produtos de renda fixa, têm pelo menos um CDB, o que significa 6,8 milhões de pessoas físicas com esse tipo de investimento.

Vale ressaltar que o CDB é considerado um dos títulos mais conhecidos e acessíveis dentre os investimentos em renda fixa, por isso, é comum que haja uma quantidade expressiva de pessoas que possuem esses títulos.

Quanto rende a renda fixa?

O que é CDB e como funciona?

A sigla CDB se refere a Certificado de Depósito Bancário, um produto financeiro que faz parte do grupo de renda fixa. Dessa forma, quando uma pessoa aplica dinheiro em produtos dessa modalidade, ela já fica sabendo o prazo e a taxa de rendimento ou índice que será aplicado. Isso acontece porque as regras de rendimento são estabelecidas no momento da aplicação, logo, é possível saber quais taxas ou índices de rendimento serão praticados.

Na prática, quem compra CDBs está emprestando dinheiro para os bancos, que por sua vez, utilizarão os recursos para financiar suas atividades de crédito e pagamento de dívidas. Em troca desse “empréstimo”, as instituições oferecem uma taxa de rentabilidade aos investidores, que pode variar de acordo com o tipo de CDB escolhido.

Ou seja, o valor emprestado é devolvido após um determinado período, chamado de vencimento, e conta com acréscimo de juros, que possui percentuais que variam a partir do modelo escolhido. Portanto, ao término do período de aplicação, a quantia é devolvida ao investidor.

Esse prazo de vencimento, contudo, pode ser de curto prazo, com resgate a partir de seis meses ou um ano, e também a longo prazo, com vencimentos que iniciam em dois anos e podem chegar a cinco anos ou mais.

Qual a melhor plataforma de investimentos para iniciantes?

Quanto rende um CDB por mês?

Como dito anteriormente, a rentabilidade do CDB varia de acordo com o tipo adquirido, que pode ser: pré-fixado, pós-fixado e híbrido.

CDB pré-fixado

O CDB pré-fixado possui taxa de juros definida no momento da aplicação, logo, é possível calcular qual será o rendimento da quantia aplicada. Portanto, um CDB pré-fixado com taxa de 7% ao ano, por exemplo, renderá esse percentual, exatamente.

CDB pós-fixado

Enquanto o pré-fixado utiliza uma taxa fixa, o pós-fixado possui rentabilidade determinada através de um índice. Portanto, o investidor sabe qual indicador servirá de referência, no entanto, não é possível ter certeza de quanto haverá de retorno, pois o índice está à mercê de variações.

Dessa forma, o indicador utilizado, normalmente, para os CDBs pós-fixados é a taxa do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), um percentual calculado a partir da média de juros dos empréstimos realizados entre as instituições financeiras a curto prazo. Sendo assim, se a taxa CDI está em 9%, por exemplo, e o investimento é de um CDB com 100% do CDI, o título vai render 9% até o prazo de vencimento.

Ou seja, a rentabilidade do CDB, neste caso, gira em torno do percentual pré-estabelecido do índice de referência utilizado, logo, se o indexador sobe, os rendimentos também aumentam.

CDB híbrido

O CBD híbrido une o pré-fixado com o pós-fixado, portanto, uma parte da rentabilidade é definida no momento da aplicação, através de um percentual fixo. A outra parte, contudo, é atrelada a um índice econômico, como o IPCA, logo, o percentual passa por oscilações.

Como investir em renda fixa?

Quanto de imposto paga no CDB?

Quem investe em CDB, assim como em outros títulos, terá cobrança de imposto sobre os rendimentos. A incidência, por sua vez, é feita de forma regressiva, conforme mostrado a abaixo:

Prazo de investimento

até 180 dias

de 181 até 360 dias

entre 361 até 720 dias

acima de 721 dias

Alíquota de IR

22,5%

20%

17,5%

15%

Portanto, quanto maior o tempo de investimento, menor será a alíquota recolhida de IR. Além disso, a cobrança do imposto é feita de forma automática no momento do resgate, pois o CDB conta imposto retido na fonte.

Ficou mais alguma dúvida sobre investimento em CDB? Deixa nos comentários que a gente te ajuda. Acompanhe a FinanZero também nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.