FinanzeroBlogCrédito

7 dicas para usar o cartão de crédito de forma consciente

7 dicas para usar o cartão de crédito de forma consciente

Compartilhe esse post:

Adotar hábitos conscientes de gastos é essencial para evitar entrar em dívidas com a fatura do cartão de crédito.

O cartão de crédito é um produto bancário muito útil para o consumidor, mas também pode ser a fonte de problemas se não for usado de maneira consciente. Isso porque muitas pessoas acabam entrando no endividamento pelo uso irresponsável.

Entretanto, é possível desfrutar dos benefícios desse recurso sem comprometer suas finanças. Por isso, neste artigo, exploraremos sete dicas essenciais para usar o cartão de crédito de forma consciente e evitar armadilhas financeiras. Para saber mais, continue a leitura!

Posso parcelar o IPTU no cartão?

Conheça as taxas de juros

A falta de compreensão sobre as taxas de juros associadas aos cartões de crédito pode levar muitas pessoas a contraírem dívidas inadvertidamente. Afinal, essas taxas representam o custo do empréstimo de dinheiro por meio do crédito, especialmente em casos de atraso no pagamento, parcelamento do saldo da fatura ou quitação de um valor inferior ao total devido.

Vale destacar que o principal desafio é lidar com as taxas, que costumam ser as mais altas do mercado de crédito. Caso o consumidor não efetue o pagamento integral da fatura, pode haver um aumento por conta das multas e juros. Por isso, para de programar, o ideal é conhecê-las bem.

Quebra de acordo: não consegui pagar as parcelas da minha dívida renegociada, e agora?

Tenha um limite definido

Estabelecer um limite para controlar os gastos é fundamental. Dessa forma, analise seus ganhos e defina o valor máximo que você conseguirá pagar mensalmente. É aconselhável que esse limite não ultrapasse, no máximo, 50% de sua receita líquida.

Essa é uma forma de não ultrapassar os gastos. A ideia é ajudar esse limite com a operadora do cartão, para evitar não o cumprir. Vale ressaltar também que esse processo é completamente reversível, podendo retornar ao limite anterior em casos emergenciais.

O que é dívida ativa do IPTU?

Acompanhe os gastos do cartão de crédito

Uma prática que faz toda diferença é manter os gastos anotados, isso é importante para monitorar seus gastos e prazos, ambos requerendo sua atenção constante. Registre essas informações em um caderno, em uma planilha ou no aplicativo financeiro de sua escolha.

O ideal é detalhar o que foi comprado, a data e o local da compra, se foi uma transação à vista ou parcelada, com ou sem juros, os prazos envolvidos, e o saldo disponível no cartão, entre outros detalhes.

IPVA 2024: tudo que você precisa saber

Cuidado com as compras por impulso

É imprescindível controlar os impulsos ao entrar em uma loja e se deparar com uma oferta. Muitas pessoas acabam comprando quando vêm a palavra promoção. Mas é preciso evitar se envolver em gastos impulsivos, pensando na real necessidade de adquirir um determinado produto ou serviço.

O mesmo acontece no e-commerce, por isso, ao considerar fazer uma compra, é importante deixar os itens no carrinho e só finalizar a compra depois. Isso porque esse período vai ajudar na avaliação se essa aquisição é realmente necessária.

Tenha um fundo de reserva

Se possível, inicie uma reserva de emergência, pois ela é essencial para com os imprevistos que podem surgir ao longo da vida. A sugestão é economizar o bastante para sustentar-se por um período que varie de 6 meses a 1 ano. Dessa forma, você terá uma rede de segurança já estabelecida para momentos em que o cartão de crédito possa gerar juros rotativos ou não tenha limite disponível para atender a uma situação emergencial.

Evite os parcelamentos

É muito comum que as pessoas saiam fazendo compras e parcelando para gastar menos mensalmente. Mas a verdade é quem todas as aquisições devem ter seu valor dividido. Sempre que for possível, tente pagar à vista.

Dessa forma, é aconselhável agir com moderação, visto que os parcelamentos podem obscurecer a percepção do montante total gasto em um produto. Além disso, é importante lembrar que, mesmo quando dividido em parcelas, cada compra representa um valor integral específico.

Com o fim de cada mês, essas parcelas se acumularão com outras despesas, o que pode complicar o pagamento da fatura em meses mais desafiadores financeiramente. Portanto, é fundamental avaliar cuidadosamente a necessidade do parcelamento e evitar comprometer-se com um excesso de mensalidades.

Compre em sites seguros

Por fim, outra dica importante para evitar o endividamento do cartão é ter cuidado com os sites em que as compras serão feitas. Por isso, verifique se o link é realmente seguro, já que páginas não confiáveis podem roubar dados dos clientes, sendo utilizados posteriormente para golpes.

Por meio desses registros, criminosos cibernéticos conseguem realizar compras utilizando os dados do seu cartão. Embora seja possível recuperar o valor após ser vítima desse golpe online, o processo de reembolso é burocrático e pode gerar considerável estresse.

O que fazer em caso de endividamento com o cartão de crédito?

Caso você já esteja com uma dívida em aberto, o primeiro passo é tentar renegociá-la. Isso vai permitir que você evite que seu nome seja inscrito nos órgãos de proteção ao crédito, como o SPC e o Serasa.

O ideal é entrar em contato com o credor para buscar uma boa oferta de quitação dos valores com inadimplência.

Você tem mais alguma dúvida sobre como evitar o endividamento com o cartão de crédito? Caso tenha, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero

Próximo artigo

Seguro de carro: tudo que você precisa saber

Quer saber o que é e como funciona um seguro de carro? Clique aqui e descubra o que é coberto e como contratar um.

Ler artigo completo

0 respostas para “7 dicas para usar o cartão de crédito de forma consciente”:

  1. Não existe nenhum comentário nesse post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue por:

Benefícios do GovernoCréditoDestaquesFinanças PessoaisImpostosMercadoNegócios
PáginasZiliCred – Refinanciamento Imobiliário OnlineBlipay: Empréstimo Pessoal – Antecipação SalarialÁgil- Empréstimo OnlineConsórcio para intercâmbioConsórcio para festasConsórcio para cirurgias plásticasConsórcio de cursosFlip – Empréstimo para Pessoa JurídicaZippi – Empréstimo para Pessoa JurídicaJuvo – Empréstimo com garantia de celularBanco Inter – Crédito Consignado OnlineMycon – Consórcio OnlineFortBrasil – Cartão de CréditoSeguro de AutomóvelCrefaz – Empréstimo OnlineFinanciamento imobiliário – FinanZeroConsórcio de serviçosWill Bank – Cartão de Crédito OnlineBrasilCard – Cartão de Crédito OnlineQred: Empréstimo Empresarial OnlineCréditoJá – Refinanciamento de Imóvel OnlineNovo Saque: Crédito Pessoal OnlineFinnsaúde – crédito para saúdeConsórcio de imóveisConsórcio de automóveisApê 11 – Financiamento Imobiliário OnlineQindin – serviços onlineSuperdigital – serviços 100% onlineMister Money – Empréstimo onlineFinanZero- uma nova parceria ParcelexZanTomPay – Soluções em pagamentosZanTom – Empréstimo OnlineBLU365 – Empréstimo onlineTopsolus – Soluções financeiras online98 Pay – Soluções para pagamentosAqui Tem Cred – Empréstimo OnlineAmbler Bank – Empréstimo OnlineRodobens – Empréstimo com garantia de imóvelup.p – Antecipe seu FGTSJeitto – Crédito para pagar suas contas do mêsJBcred – Empréstimo Pessoal OnlineCentral da Visão – Procedimentos mais acessíveisQery – Empréstimo Pessoal OnlineVivo Valoriza EmpresasZema – Empréstimo Pessoal OnlineQista – Empréstimo Pessoal OnlineEmpréstimo com garantia de imóvelCapital Empreendedorhome 2022 teste abEmpréstimo com garantia de veículo
Solicite seu empréstimo