Hoje em dia é possível realizar viagens de forma mais barata do que nas rodoviárias, isso porque aplicativos e sites como Buser oferecem viagens em grupos; saiba como funciona

O Buser é um aplicativo com serviço de compra de passagens de ônibus para viagens intermunicipais. Por isso, está disponível para os usuários baixarem em sistema Android ou iOS.

Além disso, a tarifa cobrada pela passagem costuma ser menor do que a dos guichês e sites de rodoviárias. Isso porque a promessa da empresa é oferecer uma economia de até 60%.

No entanto, esse custo mais baixo só possível por conta do que a Buser chama de “fretamento coletivo”. Isto é, os clientes se cadastram no serviço, entram em um grupo de viagem para o destino selecionado. A partir desse grupo, garantem um ônibus fretado para a viagem

Por isso, o valor da passagem não é fixo. Já que pode ser alterado com base na quantidade de pessoas que estarão na viagem.

Confira – Peça uma cotação grátis e receba ofertas de empréstimo pessoal de até 10 parceiros FinanZero!

Como funciona?

Como dito anteriormente, a Buser funciona por meio do que a empresa chama de “fretamento coletivo”. Isto é, um sistema em que os passageiros de uma determinada viagem dividem o custo total da contratação do fretado.

Por isso, uma viagem só pode ser feita se um grupo atingir uma quantidade mínima de passeiros pagantes. Além disso, o aplicativo oferece um sistema em que o usuário pode conferir as chances de um grupo confirmar uma viagem.

Basicamente, a Buser analisa alguns dados para que essa estimativa possa acontecer:

  • Volume de buscas para quela viagem;
  • Número de reservas em relação aos dias restantes;
  • Quantidade de interessados na volta;
  • Disponibilidade da empresa de fretado.

Confira – Cartão PicPay: o que é e como funciona?

Como agendar uma viagem na Buser?

Para agendar uma viagem pela Buser é necessário ter o aplicativo da empresa, disponível na Google Play e na App Store.

Por fim, o usuário precisa fazer um cadastro – com e-mail, celular ou conta do Facebook. Depois disso, basta fornecer dados como nome completo, e-mail, telefone e criar uma senha.

Após cadastro, basta buscar na tela inicial do aplicativo as informações da viagem, como local de origem, destino e data para realizar o trajeto. Por isso, apenas com esses dados, é possível encontrar:

  • se já existem grupos de viagem para o destino, ou criar um;
  • quantas reservas já foram feitas;
  • quais viagens já estão confirmadas para aquele destino.

No entanto, é importante lembrar que não é possível escolher o assento no ônibus. Isso porque a empresa define isso apenas no momento do embarque.

Além disso, como uma bonificação pelo cadastro, o cliente ganha R$ 10 em moedas do aplicativo para usar em viagens.

Mas e se a viagem não for confirmada?

Caso a viagem seja cancelada pela Buser, por poucas pessoas terem fechado ou por outro imprevisto, o usuário que já efetuou o pagamento recebe reembolso integralmente.

No entanto, em caso de desistência do próprio passageiro, o reembolso só será concedido para viagens canceladas com até 1 hora de antecedência ao horário de embarque.

Além disso, é importante ressaltar que a Buser não cobra multas ou taxas. Contudo, os créditos do reembolso ficam disponíveis no aplicativo e o usuário pode escolher usá-los para fazer uma nova reserva ou transferir o valor para uma conta bancária.

Leia também – Conheça diferentes tipos de aplicativos de mensagem instantânea

Quanto vou pagar pela viagem?

Como dito anteriormente, essa resposta depende. Isso porque o valor da passagem pode variar de acordo com o número de passeiros que vão fazer essa viagem.

No entanto, a Buser fornece um valor mínimo e um valor máximo de rateio. E, provavelmente, o preço que o cliente vai pagar pela passagem é um desses dois.

Mas caso o usuário pague a mais, a Buser realiza o estorno da diferença.

Ficou com mais alguma dúvida sobre a Buser? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.