(atualização em 19/05/2020) Na 2ª parcela do auxílio emergencial, datas divergem quanto aos saques do benefício para beneficiários do Bolsa Família e os demais

O governo federal divulgou o calendário da 2ª parcela do auxílio emergencial que será feito pela Caixa Econômica Federal (CEF) na última sexta-feira (15). Após duas semanas após o calendário inicial prometido pelo governo, o novo calendário diverge quanto a:

  1. Todos os beneficiários têm as mesmas datas de recebimento do depósito da 2ª parcela de R$ 600 pela Poupança Social Digital;
  2. As datas de saques da 2ª parcela seguem um calendário para beneficiários do Bolsa Família;
  3. As datas de saques da 2ª parcela seguem outro calendário para os demais beneficiários;

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Confira abaixo quais são as novas datas de recebimento de cada parcela de R$ 600:

1ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600

Últimos beneficiários inscritos recebem quando?

Após a primeira leva de 50 milhões de brasileiros que receberam a primeira parcela, uma pausa nos pagamentos foi feita por 2 semanas. No entanto, cerca de 5,7 milhões de brasileiros ainda estavam na fila do recebimento.

O calendário para este grupo, que se inscreveu no auxílio emergencial a partir de 23 de abril, segue conforme:

  • 19/05/2020: nascidos em janeiro recebem nesta data;
  • 20/05/2020: nascidos em fevereiro recebem nesta data;
  • 21/05/2020: nascidos em março recebem nesta data;
  • 21/05/2020: nascidos em abril recebem nesta data;
  • 23/05/2020: nascidos em maio, junho e julho recebem nesta data;
  • 25/05/2020: nascidos em agosto recebem nesta data;
  • 26/05/2020: nascidos em setembro recebem nesta data;
  • 27/05/2020: nascidos em outubro recebem nesta data;
  • 28/05/2020: nascidos em novembro recebem nesta data;
  • 29/05/2020: nascidos em dezembro recebem nesta data;

Beneficiários do Bolsa Família recebem quando?

Para os inscritos no CadÚnico e que recebem o Bolsa Família, os depósitos tiveram datas diferentes conforme o último dígito do Número de Identificação Social (NIS):

  • 16/04/2020: último dígito do NIS é igual a 1;
  • 17/04/2020: último dígito do NIS é igual a 2;
  • 20/04/2020: último dígito do NIS é igual a 3;
  • 22/04/2020: último dígito do NIS é igual a 4;
  • 23/04/2020: último dígito do NIS é igual a 5;
  • 24/04/2020: último dígito do NIS é igual a 6;
  • 27/04/2020: último dígito do NIS é igual a 7;
  • 28/04/2020: último dígito do NIS é igual a 8;
  • 29/04/2020: último dígito do NIS é igual a 9;
  • 30/04/2020: último dígito do NIS é igual a 0;

Para os inscritos no CadÚnico que não recebem o Bolsa Família, os depósitos tiveram datas diferentes de acordo com o mês de nascimento.

Correntistas do Banco do Brasil e da Caixa recebem quando?

O valor foi depositado em conta bancária já existente no Banco do Brasil (BB) ou na Caixa Econômica Federal (CEF), ou em uma Poupança Social Digital que foi criado automaticamente para quem não possui conta nos bancos públicos:

  • 14/04/2020: todos os beneficiários com conta no Banco do Brasil, e os nascidos em janeiro que receberam na conta da Caixa existente ou na Poupança Social Digital;
  • 15/04/2020: nascidos em fevereiro, março e abril que receberam na conta da Caixa existente ou na Poupança Social Digital;
  • 16/04/2020: nascidos em maio, junho, julho e agosto que receberam na conta da Caixa existente ou na Poupança Social Digital;
  • 17/04/2020: nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro que receberam na conta da Caixa existente ou na Poupança Social Digital;

O depósito de R$ 600 para o grupo que não estava no CadÚnico até 20 de março de 2020 teve início em 16 de abril do mesmo ano.

Saiba mais – Auxílio emergencial para autônomos: quais são as regras?

2ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600

Na 2ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600, o pagamento será feito na Poupança Social Digital nas datas:

  • 20/05/2020: nascidos em janeiros e fevereiro
  • 21/05/2020: nascidos em março e abril
  • 22/05/2020: nascidos em maio e junho
  • 23/05/2020: nascidos em julho e agosto
  • 25/05/2020: nascidos em setembro e outubro
  • 26/05/2020: nascidos em novembro e dezembro

Contudo, os saques para os beneficiários do Bolsa Família ficarão disponíveis nas datas:

  • 18/05/2020: número do NIS terminado em 1
  • 19/05/2020: número do NIS terminado em 2
  • 20/05/2020: número do NIS terminado em 3
  • 21/05/2020: número do NIS terminado em 4
  • 22/05/2020: número do NIS terminado em 5
  • 25/05/2020: número do NIS terminado em 6
  • 26/05/2020: número do NIS terminado em 7
  • 27/05/2020: número do NIS terminado em 8
  • 28/05/2020: número do NIS terminado em 9
  • 29/05/2020: número do NIS terminado em 0

E os correntistas, que não são beneficiários do Bolsa Família e não recebem diretamente na conta da Caixa ou do Banco do Brasil, poderão realizar os saques da 2ª parcela conforme as datas:

  • 30/05/2020: nascidos em janeiro
  • 01/06/2020: nascidos em fevereiro
  • 02/06/2020: nascidos em março
  • 03/06/2020: nascidos em abril
  • 04/06/2020: nascidos em maio
  • 05/06/2020: nascidos em junho
  • 06/06/2020: nascidos em julho
  • 08/06/2020: nascidos em agosto
  • 09/06/2020: nascidos em setembro
  • 10/06/2020: nascidos em outubro
  • 12/06/2020: nascidos em novembro
  • 13/06/2020: nascidos em dezembro

3ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600

O cronograma de pagamento previsto para quem estava e também não estava no CadÚnico, com ou sem conta em banco público, e que não recebe o Bolsa Família está previsto para ser lançado em maio.

Veja também – Como saber se estou no Cadastro Único (CadÚnico) para receber R$ 600?

Qual o site da Caixa para fazer o cadastro?

Para fazer o cadastro e receber o auxílio emergencial é necessário preencher os dados pessoais no site da Caixa ou no aplicativo da mesma. Veja abaixo os links:

  • Site para fazer o cadastro e obter o auxílio emergencial para autônomos e informais;
  • Aplicativo para Android para fazer o cadastro e obter o auxílio para autônomos e informais;
  • Aplicativo para iOS para fazer o cadastro e obter o auxílio para autônomos e informais;
  • Em caso de dúvidas, o cidadão pode ligar para 111;

Como vou receber o auxílio emergencial?

No ato do cadastramento por meio do aplicativo ou do site da Caixa, o beneficiário poderá escolher receber o pagamento em:

  • conta bancária já existente em banco estatal (Banco do Brasil ou Caixa);
  • conta poupança social digital na Caixa;

Caso o cidadão escolha a segunda opção, a mesma será criada automaticamente, sem demandar preenchimento de dados ou apresentação de documentos. Esta criação automática foi prevista no Projeto de Lei sancionado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Veja também – Não consigo me cadastrar no aplicativo da Caixa, o que fazer?

Veja outras condições que o Projeto de Lei estabeleceu:

  • a conta a ser criada na Caixa, denominada Poupança Social Digital, permite 3 transferências gratuitas para outra conta (mesmo que seja de outra instituição financeira);
  • a Poupança Social Digital a ser criada na Caixa não disponibilizará cartão físico ou talão de cheque;
  • as instituições financeiras não poderão cobrar tarifas de manutenção sobre o auxílio emergencial;

Ficou com mais alguma dúvida sobre o calendário de recebimento do auxílio emergencial de R$ 600? Deixe nos comentários, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.