O que você faz para reduzir a conta de luz? Neste artigo, trazemos algumas dicas e explicamos como a energia solar ajuda

Quando você precisa organizar suas finanças, é necessário repensar seus hábitos. Efetivar um consumo consciente é uma etapa fundamental — e reduzir a conta de luz é um dos passos para alcançar esse objetivo.

O motivo para essa afirmação é simples. Segundo pesquisa do Dieese, cerca de 20% do salário-mínimo do brasileiro é gasto com o pagamento da conta de luz. Isso significa que, dos atuais R$1.039,00, R$207,80 são destinados a essa categoria. Além disso, 64% dos consumidores tentam economizar e 87% consideram o valor da energia elétrica bastante alto.

Para reduzir essa despesa e sobrar mais dinheiro no final do mês, uma boa ideia é usar a energia solar. Ela substitui a elétrica e garante o mesmo nível de conforto. Duvida? Veja neste artigo como ela funciona e dicas para economizar na conta de luz.

Veja também – 5 dicas para economizar seu dinheiro

O funcionamento da energia solar

A energia solar é aquela derivada do calor e da luz do sol. Por isso, é renovável, sustentável e alternativa. Ela pode ser aproveitada por meio de várias tecnologias, como a solar fotovoltaica, o aquecimento solar e a
heliotérmica.

Geralmente, são utilizados painéis solares, que captam a luz do sol. Em seguida, a energia é transformada em corrente elétrica e passa a ser utilizada em comércios, residências e indústrias.

A energia elétrica é utilizada por ser uma fonte limpa. Além disso, tem a maior reserva energética, já que, enquanto houver sol, essa transformação pode ser realizada. Por isso, considera-se que 2020 é o ano da energia
solar no Brasil.

A expectativa é que sejam investidos mais de R$19,7 bilhões no âmbito privado. Por isso, pode haver um crescimento no setor equivalente a 170%. Em janeiro de 2020, o uso da energia solar era maior em relação aos
consumidores residenciais, que representavam 72,60%.

Em seguida, aparecem empresas de comércio e serviços (17,99%). Outros índices são:

  • consumidores rurais: 6,25%;
  • indústrias: 2,68%;
  • poder público: 0,43%;
  • serviços públicos: 0,04%;
  • iluminação pública: 0,01%.

Por que todos esses setores buscam a energia solar? Um motivo é que R$1 investido em sistemas fotovoltaicos de pequeno e médio portes gera R$3 em ganhos econômicos, sociais, elétricos e ambientais. Ou seja, há vários benefícios, inclusive a possibilidade de reduzir a conta de luz.

Veja também – Conheça os benefícios da energia sustentável

5 dicas para reduzir a conta de luz

A energia sustentável é a melhor para quem deseja economizar dinheiro. Ainda tem outras ações que ajudam a diminuir seus gastos. O que fazer? Veja algumas dicas a seguir:

Evite banhos demorados

O chuveiro é um dos itens que mais consome energia elétrica, sabia? Para ter uma ideia, usar todos os dias um aparelho de 5.400 W por 20 minutos gera um consumo de 54 kWh, que pode ultrapassar R$40 na conta de luz. Por isso, é preciso fazer um consumo consciente.

Para diminuir a conta de energia elétrica, adote algumas boas práticas. Entre elas estão desligar o chuveiro no verão e reduzir o tempo do banho quente no inverno. Além disso, vale a pena desligar a água enquanto se ensaboa. Ajuda a economizar energia também.

Coloque luzes econômicas na casa

As lâmpadas, quando somadas, podem ter um gasto significativo em casa. As normais são as incandescentes, com cor mais amarelada. No entanto, elas só funcionam de modo normal com, pelo menos, 75 W.

Ao trocar por uma fluorescente, você tem uma iluminação branca. Além de ser mais confortável, reduz o gasto para aproximadamente 15 W. Ainda assim, as lâmpadas de LED são melhores, porque diminuem para 9 W.
De toda forma, aproveite a iluminação natural o máximo possível. Abra as janelas e as cortinas e use estratégias de decoração que deixem o ambiente mais claro. Uma dica é usar tintas de cor clara.

Veja também – Consumo consciente: 4 dicas para economizar seu dinheiro

Tire da tomada os aparelhos que não estão em uso

Os equipamentos que estão sem uso precisam ser desligados da tomada. O chamado stand-by pode consumir até 12% de todo o gasto elétrico. Por isso, é uma forma de diminuir a conta de luz. Essa regra vale para, entre outros
aparelhos:

  • cafeteira;
  • máquina de lavar;
  • televisão;
  • carregadores de celular, notebook e tablet.

Aproveite e deixe de usar os benjamins, também chamados de T. Eles podem sobrecarregar a fiação elétrica e ajudam a aumentar o gasto na conta de luz.

Use eletrodomésticos de forma consciente

O maior gasto costuma ser no verão, com o uso do ar-condicionado. Ele pode levar a um aumento de 50% no consumo de uma residência. Por outro lado, também é importante cuidar com a geladeira e com a máquina de lavar.

A dica geral é comprar eletrodomésticos com o Selo Procel de Economia de Energia. Em alguns estados, há programas que você recebe desconto na aquisição de um aparelho novo, caso oferte o antigo. Veja se onde você
mora existe essa opção.

No caso do ar-condicionado, compre um aparelho com tamanho adequado ao ambiente e evite esfriar demais o ambiente. Ainda mantenha os filtros limpos e desligue sempre que o local estiver vazio.

Já no caso da geladeira, cuide com a borracha da porta. Se ela fica entreaberta, a energia é desperdiçada e o armazenamento dos alimentos fica comprometido. Também evite abrir várias vezes. Pegue tudo que precisa junto.

Com a máquina de lavar, acumule o máximo de peças e lave todas juntas para aproveitar a capacidade máxima. Sempre limpe o filtro e evite exagerar no sabão e no amaciante para não ter que usar o enxágue extra.

Veja também – Como ter conta de luz grátis durante o surto de coronavírus?

Use energia solar

A instalação de um sistema de energia sustentável é o melhor caminho para gerar sua própria luz e deixar de usar — pelo menos, em partes — a elétrica. Os equipamentos duram até 25 anos. Portanto, o custo-benefício é
excelente.

De quebra, a redução na conta de luz chega a 95% com o passar do tempo. Afinal, além de diminuir os gastos, você deixa de sofrer reajustes devido à inflação.

No período em que usa a energia solar, o custo é com a manutenção do sistema, ou seja, a limpeza periódica dos painéis. O que for produzido de modo excedente ainda pode ser comercializado no mercado livre de energia. Assim, você pode ganhar um dinheiro extra.

Com todas essas dicas, já ficou claro o que você precisa fazer para reduzir a conta de luz e como a energia solar ajuda nesse processo. Aproveite as dicas que passamos e aplique na sua casa. Você vai ver que o cuidado e o
consumo consciente valem a pena!

Se você achou interessante as alternativas renováveis, entenda como funciona o financiamento para energia solar e veja como comprar o kit necessário para gerar na sua casa.

Ficou interessado em utilizar energia solar? Faça um orçamento de financiamento para utilizar energia solar em sua casa com a BV!