A Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira e impacta todas as taxas de juros praticadas no país. Ela é fundamental para a política monetária utilizada pelo Banco Central (BC) para monitorar a inflação.

O BC, ao aumentar a taxa Selic, tem a intenção de retardar o ritmo da economia, evitando que a inflação fique muito alta e ao baixar, tem o propósito de incentivar o consumo e aquecer a economia, aumentando a inflação, neste caso, quando ela está abaixo da meta esperada, por isso esta é uma taxa muito importante.

Os altos e baixos da Selic impactam diretamente todos os brasileiros, se ela está em baixa, o crédito se torna mais acessível e se ela está em alta, o crédito passa a ser dificultado por maiores taxas de juros, há também uma tendência de que os preços diminuam ou fiquem estáveis, sendo esta uma consequência do controle da inflação, portanto, todos os investimentos são afetados.

A taxa Selic afeta diferentes investimentos, como o Tesouro Selic, Investimentos de Renda Fixa e Caderneta de Poupança.

  • Tesouro Selic – Com a taxa Selic em baixa, este título tem sua rentabilidade reduzida e com ela em alta, este investimento torna-se mais proveitoso;
  • Investimentos de Renda Fixa – A variação da Selic impacta diretamente o CDI, um dos índices mais utilizados por investimentos de renda fixa, tais como, CDBs, LCIs, LCAs e LCs, que usam este como indicador de rentabilidade;
  • Caderneta de poupança – Se a taxa Selic estiver com o índice igual ou abaixo de 8,5% ao ano, o rendimento será de 70% da Selic + Taxa Referencial (TR) e se ela estiver acima de 8,5% o rendimento será de 0,5% ao mês + TR.

O que é taxa Selic

Como é definida a taxa Selic?

A definição da taxa Selic meta é feita pelo Comitê de Política Monetária (COPOM), um órgão do BC, de maneira estratégica para realizar a estabilização da economia brasileira e o controle da inflação. Para defini-la, são considerados alguns fatores, como o perfil dos títulos públicos federais negociados, o nível de emprego e renda da população e as pressões inflacionárias.

A taxa Selic é definida a cada 45 dias e esta definição irá prevalecer no próximo mês e meio. Ela só é definida após diversas e criteriosas análises sobre o cenário econômico brasileiro.

Como a taxa Selic influencia os juros?

A taxa Selic influencia todas as taxas de juros do país, a dos empréstimos, aplicações financeiras, financiamentos e outras. Exemplificando, quando o BC abaixa a taxa, os títulos ligados a ela perdem rentabilidade e assim o custo dos bancos diminui. Com a Selic em baixa, os juros dos empréstimos devem cair também, sendo assim, entende-se que quando ela está em alta, o oposto acontece.

Como tirar o extrato do Banco BMG?

Como a taxa Selic afeta o crédito e o consumo?

A Selic impacta diretamente o crédito, como dito anteriormente, seu aumento faz com que os empréstimos e financiamentos encareçam, com os bancos passando a cobrar juros mais altos para realizar essas operações, o que torna o acesso ao crédito mais complexo.

O crédito está conectado ao consumo e por isso, quando os empréstimos e financiamentos ficam mais caros, o consumo propende a diminuir, por consequência da elevação do custo dos produtos e serviços. Do contrário, quando a taxa está em alta, o consumo tem uma forte tendência de crescimento.

Simule agora seu empréstimo pessoal: Empréstimo Pessoal: Simule e contrate online – FinanZero

Ficou com mais alguma dúvida sobre a taxa Selic? Deixa nos comentários. Além disso, acompanhe a FinanZero nas redes sociais, para ficar por dentro desse e outros assuntos: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.