As academias fecharam, mas isso não é motivo para ficar sem exercícios durante o período da quarentena

O cenário atual do Brasil pode ser preocupante para quem estabeleceu uma rotina de treinos e exercícios frequentes. Isso porque as academias estão fechadas devido ao isolamento social. Dessa forma, vários comportamentos que quebram completamente a rotina que as pessoas já estão habituadas pode levar a ociosidade, o que acarreta ansiedade, perda ou ganho de peso, desestabilidade emocional e física.

Com o estresse acumulado, a primeira coisa que muitas pessoas acabam fazendo é se alimentar compulsivamente de alimentos com alto teor calórico e com excesso de açúcares, como por exemplo:

  • chocolates;
  • refrigerantes;
  • doces em geral;
  • entre outros.

E, essa prática de consumo excessivo pode ser o estopim de um espiral de hábitos pouco saudáveis para o corpo.

Veja também – Sou mãe chefe de família, como receber R$ 1.200?

Porque é preciso manter os hábitos durante a quarentena?

Deixar a rotina semelhante com a rotina comum do dia a dia, principalmente para quem está estudando e trabalhando de casa, é essencial para a saúde mental. Isso porque, pela questão de todos estarem confinados em casa, é comum que as pessoas tenham vontade de passar o dia inteiro na cama.

Por isso é interessante deixar o despertador alinhado para continuar tocando no mesmo horário, se arrumar como se fosse para a escola ou para o ambiente de trabalho. Mas, principalmente, é fundamental continuar com a rotina de exercícios, parar de se exercitar de forma repentina poderá levar a problemas de saúde e interferir no bem estar.

Como se exercitar em casa durante a quarentena?

Antes de começar a se planejar, é importante separar um tempo do dia destinado apenas para os exercícios físicos. Pense em um lugar dentre de casa que traga conforto e paz, e que tenha espaço para se movimentar de forma livre.

A aplicação desse tempo para cuidar do corpo é ainda mais importante para os idosos. Pois, eles estão no grupo de risco do coronavírus, mas também possuem mais chances de ter doenças doenças cardíacas, circulatórias e mentais. Com isso, essas dicas são válidas para todas as pessoas que estão em casa.

Treinos por aplicativos

Uma alternativa para quem busca um treino equilibrado e rápido que possa se encaixar facilmente na rotina e sem o acompanhamento de um profissional é usar um aplicativo de celular dedicado para esse tipo de tarefa. Hoje, é possível acessar centenas de apps disponíveis nessa linha, seja no sistema android ou IOS.

Ao acessar o programa de treino pelo celular, aparecerá uma lista de possibilidades, basta colocar o objetivo:

  • condicionamento físico;
  • perda de peso;
  • ganho de massa muscular;
  • tonificar o corpo.

Após escolher o treino ideal, todos os dias uma nova rotina de exercícios irá aparecer no celular, sem precisar pagar nada por isso. A maioria dos aplicativos funcionam com planos gratuitos, e alguns fazem o controle de peso e resistência física de acordo com as informações cedidas pelo usuário.

Vale lembrar que, apesar de o aplicativo não contar com um profissional de treino que acompanhe os resultados, é preciso saber o ritmo do corpo para não acabar prejudicando a saúde.

No caso de a pessoa já frequentar a academia, a opção de exercícios intermediários pode ser a mais adequada. Contudo, para quem não realiza nenhum tipo de atividade física, o correto é iniciar com treinos simples e com pouco esforço.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Treinos por vídeos

Centenas de canais do Youtube disponibilizam vídeo aulas de exercícios de diversos segmentos, são eles:

  • ginástica aeróbica;
  • condicionamento físico;
  • lutas;
  • execícios guiados para partes do corpo;
  • alongamento;
  • entre outros.

Grande parte desses canais possuem vídeos feitos por educadores físicos licenciados, que ensinam de forma adequada como se exercitar sem se machucar. Assim como os aplicativos, não precisa pagar nada por isso, basta acessar e começar as aulas.

Faça o seu próprio treino sem gastar dinheiro

Como visto nas opções anteriores, os treinos podem ser acessados gratuitamente, o que acaba sendo uma vantagem se comparado com a academia que requer uma mensalidade para a utilização dos aparelhos.

Mas, se o problema for não ter os halteres em casa, é fácil substituir:

  • Para exercícios que requer peso nas mãos, dá para utilizar um saco de feijão ou de arroz (depende da intensidade);
  • Se for peso para as pernas, passe uma fita no saco de alimentos;
  • Um capete fofinho pode ser o colchonete ideal.

Ficou com mais alguma dúvida sobre como se exercitar em casa durante a quarentena? Deixe nos comentários, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.