Capital de giro: o que é, como funciona, quanto deve ser guardado, como calcular e demais informações sobre o investimento

O capital de giro pode ser caracterizado como um investimento e de acordo com os dados do Serasa Experian, de janeiro a junho de 2021 foram registrados cerca de 2.070.817 novos negócios, sendo MEIs que se interessariam nessa quantia. O Microempreendedor Individual pode utilizar o capital de giro para garantir o seu funcionamento em momentos de crise.

Portanto, esse produto pode beneficiar muitos empreendedores. A seguir estarão listadas as principais características sobre esse investimento, levando em consideração as dúvidas que podem surgir em quem possui o próprio negócio.

Acesse e compare as melhores opções de empréstimo para autônomo na FinanZero!

O que é e como funciona o capital de giro?

O capital é valor destinado a manutenção de uma empresa, ou seja, ele é guardado com o intuito de ser usado em momentos de escassez de dinheiro. Dessa forma, em momentos de crise econômica ou baixas buscas por uma empresa, esse valor pode ainda manter o seu funcionamento mesmo com as vendas em menor quantidade.

Esse investimento pode ser usado para algumas funções necessárias para a continuidade operacional de uma empresa, como:

  • Aluguel do espaço;
  • Manter o estoque;
  • Pagar Impostos;
  • Pagamento de salário dos funcionários;

O funcionamento do capital de giro se dá como uma reserva de emergência, ou seja, um determinado valor que pode manter uma empresa por um determinado período de tempo. A importância desse investimento está na possibilidade de ainda seguir com um negócio, mesmo em momentos difíceis financeiramente.

Quanto deve ser o capital de giro de uma empresa?

O valor que deve ser guardado para a manutenção de uma empresa depende de vários fatores, alguns deles são:

  • Quanto a empresa gasta por mês;
  • Considerar gastos imprevisíveis;
  • Quais são as dificuldades que a empresa pode enfrentar e por quanto tempo;
  • Quanto dinheiro poderá ser guardado;

A principal questão que deve ser considerada são os gastos mensais da empresa, neles são inclusos os fornecedores, aluguel do espaço físico, salário dos funcionários, manutenção de equipamentos e entre outros gastos fixos. Além disso, os gastos que não podem ser planejados também devem ser pensados, já que uma pequena parcela do valor deve ser guardado para isso.

Então, a quantia que deve ser guardada depende de cada empresa e para tomar essa decisão é preciso avaliar todos os gastos financeiros que envolvem o seu funcionamento. Vale mencionar que o capital de giro é uma reserva que deve ser usada apenas em casos de emergência e por isso o seu e cálculo deve ser feito.

Como conseguir capital de giro para empresa MEI?

Como é feito o cálculo do capital de giro?

Como mencionado acima, cada empresa precisará de um determinado valor de capital de giro. Contudo, existe uma fórmula que pode ser usada como base para fazer o cálculo das despesas e valores gastos no mês:

  • Valor que receberá no mês de lucro + Valor guardado + Contas fixas + Impostos e taxas que devem ser pagas;

Como conseguir capital de giro para empresa?

O capital de giro pode ser adquirido por meio de valores armazenados para isso. O MEI pode separar todos os meses uma determinada quantia e assim ir adquirindo o valor que precisa. Uma outra maneira é guardar o lucro da empresa por alguns meses até que o capital de giro esteja finalizado.

Existem muitas instituições financeiras que podem auxiliar o MEI a conseguir o capital de giro necessário para a sua empresa. Basta seguir os passos abaixo e ter acesso a mais de 10 ofertas de empréstimo para empresas:

  1. Entre no site da FinanZero;
  2. Escolha o valor que deseja emprestado no simulador encontrado ao abrir o site, o valor pode ser escolhido ao movimentar a linha ou nos botões de (-) para diminuir ou no (+) para aumentar o valor;
  3. Após a escolha do valor clique em “Avançar”;
  4. Informe os dados pessoais que serão solicitados e aguarde as propostas serem enviadas;

Empréstimo para MEI negativado é possível? Descubra

E então, restou mais alguma dúvida sobre como o funcionamento do capital de giro para empresas? Se sim, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.