Para consultar a concessão do Auxílio Brasil, é possível acessar o aplicativo Auxílio Brasil Caixa ou entrar em contato através do Atendimento Caixa ao Cidadão.

O Auxílio Brasil é um programa de transferência de renda, implementado através da Medida Provisória 1.061/2021, direcionado às famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza.

Com valor mensal médio de R$217,18, o programa é constituído por nove benefícios, sendo que três compõem o núcleo básico, são eles: Primeira Infância, Composição Familiar e Superação da Extrema Pobreza. Em seguida, há outras seis modalidades que podem ser somadas ao valor recebido, desde que os beneficiários se encaixem nos critérios de elegibilidade, são elas:

  • Auxílio Esporte Escolar;
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior;
  • Auxílio Criança Cidadã;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural;
  • Benefício Compensatório de Transição.

Gerido pelo Ministério da Cidadania, o programa surge com o intuito de substituir o Bolsa Família, criado em 2003, e o Auxílio Emergencial, instituído em 2020 para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19.

Qual é o calendário de pagamento do Auxílio Brasil?

Quem tem direito ao Auxílio Brasil?

O Auxílio Brasil será pago às famílias em extrema pobreza, que são aquelas com renda mensal de até R$100 por pessoa. Além disso, famílias em situação de pobreza, que possuem renda entre R$100 e R$200 por pessoa também terão direito ao benefício, desde que em sua composição familiar haja, pelo menos, uma pessoa gestante, nutriz ou com até 21 anos de idade incompletos.

É importante destacar que o Auxílio Brasil também conta com a manutenção da família como beneficiária, ou seja, para continuar participando do programa, é necessário cumprir os seguintes critérios:

  • manter as informações do Cadastro Único atualizadas;
  • realizar o pré-natal, quando gestante;
  • manter o calendário nacional de vacinação em dia;
  • realizar o acompanhamento do estado nutricional;
  • manter a frequência escolar mínima definida em regulamento;
  • matricular em estabelecimento de ensino regular os jovens entre 18 e 21 anos de idade.

Quem recebia o Auxílio Emergencial, vai receber o Auxílio Brasil?

Enquanto os beneficiários do Bolsa Família são transferidos automaticamente para o Auxílio Brasil, parte de quem recebeu as parcelas do Auxílio Emergencial não receberão o Auxílio Brasil. Inclusive, a estimativa do Ministério da Cidadania é que ao menos 20 milhões de pessoas ficarão sem renda oriunda do governo em novembro.

Isso acontece porque nem todos os beneficiários do Auxílio Emergencial estavam inscritos no Bolsa Família. Logo, para ter acesso ao novo programa, o Auxílio Brasil, esse grupo deve se encaixar nos critérios de elegibilidade, manter as informações atualizadas no CadÚnico e aguardar na lista de reserva.

Tem como reduzir os juros de um empréstimo?

Quem tem Bolsa Família, precisa se cadastrar no Auxílio Brasil?

As famílias que recebiam o Bolsa Família foram automaticamente migradas para o Auxílio Brasil e o pagamento será realizado da mesma forma. Isso significa que será levado em consideração o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) e o valor será pago nos últimos dez dias úteis do mês.

Além disso, os cartões e senhas utilizados para saque do Bolsa Família continuarão valendo nos terminais de autoatendimento, casas lotéricas e agências do banco. Quem recebia através do aplicativo Caixa Tem, por sua vez, também receberão o valor na mesma modalidade de pagamento.

Como saber se vou receber o Auxílio Brasil?

Como já mencionado, as famílias inscritas no Bolsa Família e que se encaixam nos critérios de elegibilidade do Auxílio Brasil terão migração automática para o programa, portanto, não será necessário realizar inscrição.

Nos casos de famílias que ainda não são beneficiárias, conforme a Caixa Econômica Federal explica, quando o benefício for concedido, será enviada uma correspondência para a residência, comunicando a seleção para o programa. Caso ainda haja dúvidas, é possível consultar a concessão do benefício através do Atendimento Caixa ao Cidadão ou pelo aplicativo Auxílio Brasil Caixa.

Atendimento Caixa ao Cidadão

Quem optar por consultar o benefício através do telefone, deve ter em mãos o número do CPF ou NIS e entrar em contato no número 0800 426 0207. Em seguida, basta seguir o seguinte procedimento:

  • digite a opção 3 – Auxílio Brasil e demais programas;
  • digite a opção 4;
  • digite o número do CPF ou do NIS.

Aplicativo Auxílio Brasil Caixa

O Aplicativo Auxílio Brasil, na verdade, é o antigo Bolsa Família Caixa, mas que está sendo atualizado. Dessa forma, é possível baixá-lo para os sistemas Android e iOS e, em seguida, seguir o seguinte passo a passo:

  • na tela inicial, clique em “acessar”;
  • informe o número do CPF;
  • então, informe a senha utilizada no aplicativo Bolsa Família. Caso ainda não possua, clique em “cadastre-se”;
  • por fim, é só clicar no botão “consultar benefício”.

Como consultar o saldo do Cartão Cidadão?

Como se cadastrar no Auxílio Brasil

Para se inscrever no Auxílio Brasil, o primeiro passo é realizar o cadastramento no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal. Para isso, o responsável pela família deve procurar a prefeitura de seu município, munido de CPF e título de eleitor, junto ao documento de identificação dos demais membros da família.

Então, é necessário aguardar, pois o Ministério da Cidadania realiza, mensalmente, uma seleção automatizada, que leva em consideração as informações contidas no CadÚnico. Inclusive, é de suma importância que esse cadastro seja atualizado sempre que necessário ou, pelo menos, a cada dois anos.

Tem mais alguma dúvida sobre o Auxílio Brasil? Deixa nos comentários! Ah, e não deixe de acompanhar a FinanZero por aqui e nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.