Caixa Tem

Caixa Econômica Federal bloqueou “centenas de milhares” de poupanças digitais do Caixa Tem com o saldo do auxílio emergencial e do FGTS

O presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, divulgou em uma coletiva que “centenas de milhares” de poupanças digitais no aplicativo Caixa Tem foram bloqueadas, e aparecem agora como suspensas, por suspeita de fraude.

Essas poupanças digitais foram criadas automaticamente pelo banco para depositar:

  • auxílio emergencial de R$ 600;
  • FGTS emergencial;
  • Benefício emergencial (BEm).

Quem teve a conta bloqueada, portanto, não consegue acessar esse dinheiro e nem tem como realizar o desbloqueio pelo próprio aplicativo.

As pessoas que foram prejudicados terão que comparecer a uma agência física da Caixa e apresentar documento de identificação para provarem que realmente são os titulares da poupança digital. Assim que essa apresentação for feita, o desbloqueio deve ocorrer imediatamente por meio do sistema do banco.

Veja também – “Não foi possível solicitar a abertura da sua conta” para acessar o FGTS: o que fazer?

Aplicativo Caixa Tem mostra a conta bloqueada?

Sim. Os trabalhadores que fizeram uma atualização do aplicativo Caixa Tem nos últimos dias, que permite o acesso às poupanças, relataram ter recebido o aviso para procurar uma agência da Caixa devido ao bloqueio da conta poupança.

Centenas de milhares de contas foram suspensas, e grande parte foi usada por hackers. Entretanto algumas pessoas foram penalizadas e, por isso devem ir até a unidade da Caixa mais próxima.

Como comprovar identidade para liberar acesso a conta do Caixa Tem?

Pra liberar o acesso o usuário precisa ir até a Caixa portando o documento de identidade com foto. Apesar de ser aconselhado que ninguém saia de nesse momento de isolamento social, essa foi a única forma encontrada pelo banco de comprovar que o usuário é o beneficiário certo.

A Caixa está fazendo pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600, do FGTS emergencial e do BEm (Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e Renda) em poupanças sociais digitais. Essas contas precisam ser movimentadas pelo aplicativo Caixa Tem e devem ter a comprovação de identidade. Para que as fraudes sejam detidas.

Veja também – Atletas podem pedir auxílio emergencial de R$600?

Problemas no Caixa Tem:

Desde o início do auxílio emergencial, a Caixa tem sofrido com o Caixa Tem. Além das constantes indisponibilidades do sistema, o sistema tem sido alvo de ataques e se tornou isca para enganar usuários.

Autoridades perceberam, por exemplo, uma campanha que mobilizou bots para executar disparos de mensagens em massa com conteúdo enganoso de que o aplicativo apresentava problemas para a visualização do saldo do benefício.

Em junho, foi identificado um esquema criminoso que disparava e-mails falsos com a informação de que a Caixa estaria mudando o aplicativo de pagamento do auxílio.

O golpe imitava elementos visuais de mensagens institucionais do banco para solicitar o recadastramento de usuários em uma plataforma falsamente associada ao programa.

Dessa forma, os e-mails eram elaborados para despertar a sensação de urgência com ameaças de que, se o procedimento não fosse realizado, o internet banking e o aplicativo do usuário seriam bloqueados.

Veja também – Faça a cotação e receba ofertas pré-aprovadas com o simulador de empréstimo pessoal!

Como acessar o aplicativo Caixa Tem?

O aplicativo pode ser instalado em qualquer smartphone do sistema operacional android ou IOS, disponível pela Google Play ou pela App Store. Após realizar o dowload o usuário poderá abri-lo e selecionar a opção “sou beneficiário”.

Após a seleção correta das informações, o aplicativo solicita as seguintes informações:

  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Código enviada por mensagem SMS, que valida o número de telefone do usuário;
  • É possível solicitar o código quantas vezes forem necessárias.

Após a digitação completa do código uma tela com a mensagem: “Estamos quase prontos”. Dessa forma, o usuário precisa clicar em continuar para verificar os próximos passos.

Calendário de desbloqueio da conta poupança digital:

Para evitar aglomeração, a Caixa Econômica decidiu elaborar um calendário, conforme a data de nascimento. Assim os beneficiários devem dirigir-se até Caixa apenas no dia que corresponde a sua data de nascimento. Veja:

  • Janeiro, fevereiro e março: até 24 de julho;
  • Abril e maio: entre 27 e 31 de julho;
  • Junho e julho: entre 3 a 7 de agosto;
  • Agosto, setembro e outubro: entre 10 a 14 de agosto;
  • Novembro e dezembro: entre 17 a 21 de agosto.

Ficou com mais alguma dúvida sobre conta poupança digital do Caixa Tem bloqueada: o que fazer? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.