FinanzeroBlogFinanças Pessoais

Desemprego bate recorde diante da pandemia

Desemprego bate recorde diante da pandemia

Compartilhe esse post:

Segundo o IBGE, a taxa de desemprego aumento em mais de 1 milhão em uma semana.

Diante do cenário da pandemia do novo coronavírus, o desemprego voltou a crescer na quarta semana de agosto, quando comparado a anterior. Por conta disso, a taxa de desemprego atingiu o maior patamar desde maio. As informações são da edição semanal da PNAD COVID, divulgada nesta sexta-feira (18) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Glossário: O que é PNAD COVID?
A PNAD COVID é uma versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios feita pelo IBGE. A pesquisa é feita semanalmente e a ideia é ver os impactos da pandemia do novo coronavírus na vida dos brasileiros

De acordo com a pesquisa, a taxa de desocupação atingiu 14,3%, aumentando em mais de 1 milhão o número de pessoas desempregadas no pais. Com isso, o Brasil atingiu a taxa de cerca de 13,7 milhões de trabalhadores que estão procurando por um emprego no mercado de trabalho.

Encontre agora as condições ideais de taxas de juros e parcelamento para o seu empréstimo pessoal online!

Aumento da procura de oportunidades

A flexibilização do isolamento social foi uma das causas do aumento no número de trabalhadores desocupados procurando oportunidades no mercado de trabalho.

“No início de maio, todo o mundo estava afastado, em distanciamento social, e não tinha uma forte procura [por emprego]. O mercado de trabalho estava em ritmo de espera para ver como as coisas iam se desenrolar. As empresas estavam fechadas e não tinha local onde essas pessoas pudessem trabalhar. Então, à medida que o distanciamento social vai sendo afrouxado, elas vão retornando ao mercado de trabalho em busca de atividades”, ressalta Maria Lucia Vieira, coordenadora da pesquisa, em nota divulgada pelo IBGE.

Leia também – Renda Emergencial: governo inicia cadastramento de profissionais da cultura

Desemprego e maior flexibilização

Para Maria Lucia, existe uma relação entre o aumento das pessoas em busca de uma oportunidade de trabalho e a flexibilização do isolamento.

“A gente está vendo uma maior flexibilidade das pessoas, uma maior locomoção em relação ao mercado de trabalho, pressionando o mercado de trabalho, buscando emprego. E esses indicadores ficam refletidos no modo como eles estão se comportando em relação ao distanciamento social”, ressalta.

De acordo com o levantamento da pesquisa, o número de pessoas em isolamento social rígido diminuiu de 41,6 milhões para 38,9 milhões na quarta semana de agosto, totalizando uma queda de 6,5%.

No entanto, a parcela da população que fura o isolamento social apenas por necessidade continua estável, com 88,6 milhões de pessoas, representando 41,9% da população do país.

Além disso, o número de pessoas que não estão em isolamento social também permanece estável, chegando a 5 milhões de pessoas. Assim como os que reduziram contato, mas continuam saindo de casa ou recebendo visitas, totalizando 77 milhões de brasileiros.

Veja mais – Brasil e Paraguai reabrem parcialmente suas fronteiras para comércio

Informalidade na pandemia

Ainda de acordo com o IBGE, a taxa de pessoas trabalhando na informalidade aumentou cerca de 300 mil quando comparada com a semana anterior. Totalizando cerca de 27,9 milhões de pessoas trabalhando na informalidade e atingindo uma taxa de 34%

Apesar de o número estar relativamente alto, o IBGE considera como uma estabilidade do indicador.

Para contabilizar esse número, o Instituto considera trabalhadores empregados no setor privado sem carteira assinada, trabalhadores domésticos sem carteira, trabalhadores por conta própria sem CNPJ e empregadores sem CNPJ.

De acordo com o Instituto, a informalidade é uma via mais fácil de acesso ao mercado, e por conta disso, acaba sofrendo mais oscilações do que a população ocupada ou do que as taxas de desemprego.

Ficou com mais alguma dúvida sobre o taxa de desemprego ou sobre a pesquisa do IBGE? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.

Próximo artigo

A Caixa Econômica Federal abre aos sábados?

O horário de funcionamento mudou durante a pandemia, por conta dos benefícios, as agências agora abrem aos sábados.

Ler artigo completo

0 respostas para “Desemprego bate recorde diante da pandemia”:

  1. Não existe nenhum comentário nesse post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue por:

Benefícios do GovernoCréditoDestaquesFinanças PessoaisImpostosMercadoNegócios
PáginasFlip – Empréstimo para Pessoa JurídicaZippi – Empréstimo para Pessoa JurídicaJuvo – Empréstimo com garantia de celularBanco Inter – Crédito Consignado OnlineMycon – Consórcio OnlineFortBrasil – Cartão de CréditoSeguro de AutomóvelCrefaz – Empréstimo OnlineFinanciamento imobiliário – FinanZeroConsórcio de serviçosWill Bank – Cartão de Crédito OnlineBrasilCard – Cartão de Crédito OnlineQred: Empréstimo Empresarial OnlineCréditoJá – Refinanciamento de Imóvel OnlineNovo Saque: Crédito Pessoal OnlineFinnsaúde – crédito para saúdeConsórcio de imóveisConsórcio de automóveisApê 11 – Financiamento Imobiliário OnlineQindin – serviços onlineSuperdigital – serviços 100% onlineMister Money – Empréstimo onlineFinanZero- uma nova parceria ParcelexZanTomPay – Soluções em pagamentosZanTom – Empréstimo OnlineBLU365 – Empréstimo onlineTopsolus – Soluções financeiras online98 Pay – Soluções para pagamentosAqui Tem Cred – Empréstimo OnlineAmbler Bank – Empréstimo OnlineL&M – Consultoria em meios de pagamentoRodobens – Empréstimo com garantia de imóvelup.p – Antecipe seu FGTSJeitto – Crédito para pagar suas contas do mêsJBcred – Empréstimo Pessoal OnlineCentral da Visão – Procedimentos mais acessíveisQery – Empréstimo Pessoal OnlineVivo Valoriza EmpresasZema – Empréstimo Pessoal OnlineQista – Empréstimo Pessoal OnlineEmpréstimo com garantia de imóvelCapital Empreendedorhome 2022 teste abEmpréstimo com garantia de veículoEmpréstimo com Garantia de CelularEmpréstimo para MEISimulador de Empréstimo OnlineHome EquityEmpréstimo FGTSEmpréstimo para empresas
Solicite seu empréstimo