No Dia do Contador, a homenagem é para esses profissionais que desburocratizam a vida do contribuinte

Se você já teve sua própria empresa ou trabalha como autônomo, sabe como as obrigações contábeis são difíceis!

Mas, felizmente para quem precisa lidar com isso com frequência, os contadores estão sempre por dentro de tudo o que acontece no mundo das tributações e nos dão uma mãozinha!

Faça a cotação e receba ofertas pré-aprovadas com o simulador de empréstimo pessoal!

O que faz um contador?

No dia do Contador, fomos conversar com Moaci de Sousa Jr., contador há 20 anos, para entender o dia a dia desse profissional tão importante para o mercado de trabalho.

Ele nos conta que o papel do contador é desburocratizar processos que envolvem tributação, contratação de pessoas e manutenção de CNPJs.

“O contador cuida de toda a parte burocrática e tenta minimizar, para o contribuinte, o impacto dos custos Brasil, que é como chamamos os processos que ter uma empresa aberta e ativa envolvem no Brasil”, explica Sousa.

“Entendo que nossa função é, então, deixar o empresário mais tranquilo para tocar o negócio dele, com orientações tributárias e tudo o mais que o cliente precisar”.

Fazer esse meio de campo entre o contribuinte e o fisco, em todas as esferas, é trabalhoso! “Faz uma grande parte do nosso trabalho ler todos os dias, a toda hora, atualizações na nossa área. Tudo muda muito rápido no mundo contábil”, garante ele.

Veja mais em: Balança Comercial: 3ª semana de setembro registra superávit. O que isso significa?

Como trabalhar bem no mundo contábil

Justamente por precisar de atualização constante, Sousa enfatiza que ser um aficcionado em tecnologia é uma característica importante para quem escolhe a área.

“Vai além da matemática: a tecnologia otimiza muito nosso tempo enquanto solucionadores de problemas contáveis”, diz. A comunicação, também.

“A melhor parte de ser contador é solucionar problemas – e isso envolve muita conversa. A pior parte, que é levar mudanças tributáveis que podem ser onerosas para o cliente, também exige comunicação”.

Por isso, ele aconselha, pratique seu discurso tanto quanto pratica a sua capacidade analítica.

“Uma forma de praticar é transmitindo os estudos da área para subordinados e colegas. Você aprende a resumir o mercado, o que ajuda a fazer o mesmo com os clientes”, afirma Sousa.

Leia mais: Quando os Correios voltam a funcionar?

Uma história de amor entre contadores

Hoje Sousa não se vê mais em outra profissão, mas nem sempre foi assim.

Na verdade, foi um amor por uma mulher que o trouxe a este mercado de trabalho, 20 anos atrás.

À época, Marinalva Alves transmitiu as próprias experiências para o então namorado. Agora, eles têm, juntos, um escritório de contabilidade.

“Sempre gostei muito de cálculo e de tecnologia, mas o que me fez decidir ser contador foi minha mulher”, brinca Sousa.

E aí, gostou desse conto romântico que embalou o Dia do Contador por aqui? Bata um papo com a gente nos comentários.

Ah, e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.