FinanzeroBlogImpostos

É possível declarar o Imposto de Renda de anos anteriores?

É possível declarar o Imposto de Renda de anos anteriores?

Compartilhe esse post:

Saiba se é possível declarar o Imposto de Renda atrasado e como é esse processo

No próximo dia 15 de março (quarta-feira) se inicia o prazo para declaração do Imposto de Renda 2023. O período para entrega do documento se estenderá até o fim de março.

Não cumprir com esta obrigação pode acarretar alguns problemas para os contribuintes. Por essa razão, muitas pessoas têm dúvidas sobre o que acontece caso não façam a declaração a tempo.

Uma das principais questões tem relação com o IR atrasado, afinal: existe a possibilidade de declarar Imposto de Renda de anos anteriores?

A resposta para essa pergunta é sim. Os contribuintes podem preencher e enviar a declaração do IR atrasado por meio do programa da Receita Federal. Mas vale ressaltar que essa regra só vale para tributos de até 5 anos.

Para te ajudar, vamos mostrar o que acontece em casos de atraso no envio da declaração e como regularizar a situação de anos passados. Acompanhe:

Quem deve pagar o IPTU do imóvel alugado?

O que acontece se não declarar o Imposto de Renda?

Ter problemas com a Receita Federal é algo que ninguém deseja. Afinal de contas, isso pode trazer diversas dificuldades, como o bloqueio do CPF, por exemplo.

Não declarar o Imposto de Renda pode – inclusive – fazer com que o contribuinte precise pagar multas.

Veja quais são as principais punições para quem não faz a entrega da declaração dentro do prazo estipulado pela RF:

  • Impedimento para participar de concursos públicos;
  • Dificuldades para renovar passaporte;
  • Problemas para abertura de conta bancária;
  • Não poder emitir certidão negativa para vender imóvel;
  • Cair na malha fina;
  • Não conseguir fazer pedidos de empréstimos e financiamentos;
  • Entre outros.

Cheque Especial x Rotativo x Empréstimo: qual escolher?

Qual valor da multa se não declarar o Imposto de Renda?

Como já citamos, não declarar o Imposto de Renda pode fazer com que o cidadão precise pagar uma multa.

De acordo com informações da Receita, a multa é de 1% ao mês, sobre o imposto devido, limitado a 20% do valor do IR. Vale ressaltar que o valor mínimo da multa é de R$ 165,74.

Depois que a guia é gerada, o contribuinte tem até 30 dias para fazer o pagamento da multa.

Tabela Price e SAC: o que são e como funcionam?

Como fazer a declaração dos impostos atrasados?

Vamos falar sobre duas situações distintas: declaração de anos anteriores ou declaração atual atrasada. Veja:

Declaração de Imposto de Renda de anos anteriores

Caso você queira regularizar a situação de até cinco anos atrás, o primeiro passo é ir até o site da Receita Federal. Depois, vá em ‘Meu Imposto de Renda’ e faça o download do programa.

Em seguida, selecione o ano a ser declarado, desde que não tenha ultrapassado cinco anos. Siga os passos mostrados na tela.

Por fim, acesse a notificação e faça a emissão do DARF para o pagamento da multa.

Declaração de Imposto de Renda após o prazo

Se você perder o prazo para declarar o Imposto de Renda atual, saiba que o processo é ainda mais simples.

Acesse o programa da Receita Federal e faça a declaração normalmente. Depois, basta emitir a guia de pagamento da multa e regularizá-la dentro do prazo, que é de 30 dias.

Como fazer o pagamento do imposto de renda atrasado?

Para efetuar o pagamento dos impostos em atraso é preciso gerar o Documento de Arrecadação de Receitas Federais, o DARF. Isso é feito dentro do programa da Receita.

Antes de fazer a emissão da guia é preciso retificar a declaração, conforme mostramos anteriormente. Depois de fazer o envio da declaração de imposto atrasada, basta seguir os seguintes passos:

  • 1º passo: Vá em ‘serviço de pagamento’;
  • 2º passo: Em seguida clique em ‘Consultar Débitos’ e depois em ‘Emitir DARF’;
  • 3º passo: Por fim, vá em ‘Alterar Quotas’. O passo seguinte consiste em imprimir a guia ou gerar PDF, se preferir.

Fique de olho na data de vencimento, pois é preciso quitar o DARF em até 30 dias corridos.

Como declarar o Imposto de Renda após 5 anos?

Como já informamos, é possível declarar o Imposto de Renda de até cinco anos para trás. Mas o que fazer com os tributos posteriores a este período?

Primeiro é importante ressaltar que este prazo não serve apenas para quem não declarou o imposto. Ele serve também para quem precisa corrigir dados corretos, inserir documentos faltantes ou resolver pendências na malha fina.

Após o prazo de cinco anos, o contribuinte tem apenas a opção de ir pessoalmente à Receita Federal. Por isso é importante fazer o envio da declaração o quanto antes.

Como descobrir se tenho declaração de IR atrasada?

No programa da Receita Federal é possível descobrir você tem impostos ainda não declarados. Para isso é necessário acessar o portal e-CAC.

Na tela inicial digite seu CPF ou CNPJ e complete inserindo sua senha de acesso. Por fim, coloque o código de acesso para completar a ação.

Após essas ações, o programa da Receita gera um relatório mostrando sua situação cadastral. Caso haja alguma pendência, o programa dará acesso às páginas para download das ferramentas necessárias para correção. Para resolver as irregularidades, basta seguir as instruções indicadas.

Além de declarar o Imposto de Renda, o programa da Receita Federal serve para outras ações, como:

  • Consulta de informações fiscais;
  • Emissão do DARF para o pagamento das multas;
  • Relatórios da situação do contribuinte.

Conclusão

Para evitar problemas com a Receita é essencial declarar o Imposto de Renda dentro do prazo. Neste ano, as declarações começam a ser aceitas a partir do dia 15 de março.

O ideal é fazer o envio logo nos primeiros dias, pois assim fica mais fácil evitar o atraso. Além disso, quanto antes o documento for entregue, mais cedo é possível receber a restituição.

Outra dica importante é estar com os documentos em mãos na hora de preencher a declaração. Isso facilita o processo e diminui a chance de erros.

Você tem mais alguma dúvida sobre como declarar o Imposto de Renda de anos anteriores? Caso tenha, deixe aqui o seu comentário que nós lhe ajudamos.

Além disso, siga a FinanZero nas redes sociais para mais dicas e para nos acionar quando quiser: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twiiter.

Perguntas frequentes sobre a FinanZero

A FinanZero cobra algum depósito antecipado?

A FinanZero não cobra nenhum depósito antecipado, seguindo a norma estabelecida pelo Banco Central (BC). De acordo com tal norma, quaisquer taxas cobradas pelos nossos parceiros já estão inclusas no parcelamento do empréstimo solicitado.

A FinanZero atua como correspondente bancário no Brasil, tendo um marketplace que conecta clientes às instituições financeiras. Para os clientes, o nosso serviço é 100% gratuito, não havendo qualquer tipo de cobrança ou pedido de depósito antecipado por qualquer integrante do nosso time em todo o processo de contratação do empréstimo.

Alertamos ainda para que os clientes fiquem atentos a possíveis estelionatários, os “golpistas”, que utilizam termos como estes abaixo para solicitar cobranças indevidas e que caracterizam crime, conforme o artigo 171 do Código Penal:

  1. “Taxa de avalista”;
  2. “Tarifa pelo score baixo”;
  3. “Taxa antecipada de contratação do seguro do crédito”;
  4. “Depósito de liberação”;
  5. “Depósito antecipado”;
  6. “Juros antecipados.

Para mais informações, confira o post do blog “Como identificar golpes do empréstimo?”. Além disso, fique atento às comunicações oficiais da FinanZero:

  1. Selo de verificação nas redes sociais: nossas contas no Instagram e no Facebook são verificadas pelas redes sociais;
  2. E-mails da empresa possuem domínio próprio: a comunicação oficial da FinanZero por e-mail parte de contas com a terminação @finanzero.com.br;

Portanto, caso alguém solicite a você um depósito antecipado para liberação de empréstimo, fique atento! E lembre-se que nós não realizamos esse tipo de cobrança. Uma dica extra que deixamos para os nossos clientes é consultar o CNPJ da empresa na Receita Federal antes de fechar qualquer negociação de cunho financeiro.

A FinanZero cobra pelo serviço de busca de empréstimos?

O serviço da FinanZero é 100% gratuito a todos os clientes de todo o Brasil.

A FinanZero é um banco?

Não. A FinanZero é autorizada pelo Banco Central a atuar como correspondente bancário. De acordo com o BC, a nomenclatura “correspondente bancário” ou “banco correspondente” deve ser utilizada apenas para as instituições financeiras que estabeleceram convênios com outros bancos para a prestação de serviços financeiros, conforme previsto na Resolução 1.865, do Conselho Monetário Nacional, de 05 de setembro de 1991.

Os serviços que são oferecidos pelo correspondente bancário foram regulamentados pelas Resoluções do Banco Central (BC) de Nº3110 e 3156, que foram escritas no ano de 2003. Nessas, foi declarado que todo Correspondente Bancário pode prestar diversos serviços acessórios para instituições bancárias e entidades financeiras autorizadas a funcionar pelo BC.

No caso da FinanZero, que é um buscador de empréstimos online, o serviço oferecido é o intermédio entre o cliente e a instituição financeira que concede empréstimos. O serviço da FinanZero é 100% gratuito para o consumidor e 100% online.

Para mais informações, confira o post do blog “O que é correspondente bancário?“.

Próximo artigo

Quem deve pagar o IPTU do imóvel alugado?

Entenda quem é responsável pelo pagamento do IPTU em caso de imóvel alugado e o que fazer se um dos lados não pagá-lo.

Ler artigo completo

0 respostas para “É possível declarar o Imposto de Renda de anos anteriores?”:

  1. Não existe nenhum comentário nesse post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue por:

Benefícios do GovernoCréditoDestaquesFinanças PessoaisImpostosMercadoNegócios
PáginasZiliCred – Refinanciamento Imobiliário OnlineBlipay: Empréstimo Pessoal – Antecipação SalarialÁgil- Empréstimo OnlineConsórcio para intercâmbioConsórcio para festasConsórcio para cirurgias plásticasConsórcio de cursosFlip – Empréstimo para Pessoa JurídicaZippi – Empréstimo para Pessoa JurídicaJuvo – Empréstimo com garantia de celularBanco Inter – Crédito Consignado OnlineMycon – Consórcio OnlineFortBrasil – Cartão de CréditoSeguro de AutomóvelCrefaz – Empréstimo OnlineFinanciamento imobiliário – FinanZeroConsórcio de serviçosWill Bank – Cartão de Crédito OnlineBrasilCard – Cartão de Crédito OnlineQred: Empréstimo Empresarial OnlineCréditoJá – Refinanciamento de Imóvel OnlineNovo Saque: Crédito Pessoal OnlineFinnsaúde – crédito para saúdeConsórcio de imóveisConsórcio de automóveisApê 11 – Financiamento Imobiliário OnlineQindin – serviços onlineSuperdigital – serviços 100% onlineMister Money – Empréstimo onlineFinanZero- uma nova parceria ParcelexZanTomPay – Soluções em pagamentosZanTom – Empréstimo OnlineBLU365 – Empréstimo onlineTopsolus – Soluções financeiras online98 Pay – Soluções para pagamentosAqui Tem Cred – Empréstimo OnlineAmbler Bank – Empréstimo OnlineRodobens – Empréstimo com garantia de imóvelup.p – Antecipe seu FGTSJeitto – Crédito para pagar suas contas do mêsJBcred – Empréstimo Pessoal OnlineCentral da Visão – Procedimentos mais acessíveisQery – Empréstimo Pessoal OnlineVivo Valoriza EmpresasZema – Empréstimo Pessoal OnlineQista – Empréstimo Pessoal OnlineEmpréstimo com garantia de imóvelCapital Empreendedorhome 2022 teste abEmpréstimo com garantia de veículo
Solicite seu empréstimo