Empresa poderá recolher FGTS pelo Pix, novo sistema de transferência

O Banco Central (BC), instituição responsável pelos meios de veículos financeiros do País, divulgou uma novidade na última sexta-feira (13). Sendo assim, o recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) entre os serviços que poderão ser feitos pelo Pix.

Esse novo sistema brasileiro de pagamentos instantâneos começa a funcionar nesta segunda-feira (16).

Entretanto, a previsão é que a funcionalidade esteja disponível em janeiro do próximo ano, junto com o lançamento do FGTS Digital. Que é uma plataforma a qual permite cobrança e cálculo do benefício por meio digital.

Veja mais – Saque-aniversário FGTS: 257 mil trabalhadores recebem o valor disponível

O BC aumentou as possibilidades de uso do Pix para incluir contas até então não abrangidas pelas regras do pagamento instantâneo. A partir de agora, algumas novas contas de varejo poderão receber Pix“, disse assim a autoridade monetária em nota.

O recolhimento FGTS está previsto no Pix?

Não, as contas de recolhimento do FGTS não estão no regulamento do Pix.

Sua integração ao Pix trará diversos benefícios ao Fundo, que ganha em agilidade no recebimento dos recursos, maior facilidade de conciliação e maior número de instituições aptas a receber esses recolhimentos“, afirmou o BC em nota à imprensa. Contudo, alterações são sempre comuns em serviços financeiros experimentais.

A expectativa da autarquia é que o serviço reduza custos para o governo, que paga pela emissão das guias de recolhimento. Pois, ao ter maior número de instituições aptas a recolher os recursos. Há uma diminuição das taxas que o FGTS paga pelo serviço de recolhimento.

Com isso, em suma, o recolhimento do FGTS com Pix diminuirá custos para o FGTS, o que se reverterá em mais recursos nas contas dos cotistas. Pelo menos, é o que espera-se com esse novo sistema.

FGTS recolhido pelo Pix é bom para quem é CLT?

A inclusão no Pix também beneficia os empregadores, tornando mais fácil o cumprimento de suas obrigações pelas facilidades ofertadas pelo Pix.

Como é feito o recolhimento do Fundo de Garantia?

Atualmente, o recolhimento só pode ser feito por boleto bancário, pago pelo emissor, que é o FGTS. Assim, a medida não deve trazer benefícios financeiros para o empresário.

O BC também incluiu as instituições financeiras como usuárias finais do Pix. Com isso, os bancos poderão realizar e receber pagamentos e transferências pelo Pix.

Sendo assim, a autoridade monetária espera que a inclusão facilite a liberação de operações de crédito em contas de outros bancos.

O que pode ser feito no Pix?

Em seu início será disponibilizado os seguintes serviços aos usuários:

  • Pagamentos;
  • Compras por QR Code no comércio;
  • Transferências para contas de bancos cadastrados;
  • Contas de luz, água e telefone (depende da concessionária ou operadora);
  • Pagamentos com vencimento futuro (tipo um boleto).

Veja mais – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

O que pode ser feito no Pix em 2021?

  • Recolhimento de FGTS (ainda em janeiro).

Primeiro semestre de 2021:

  • Saque no comércio.

Segundo semestre de 2021:

  • Pix Garantido (que simula o parcelado sem juros);
  • E, também, o pagamento por aproximação.

Primeiro semestre de 2022:

  • Pagamento offline.

Segundo semestre de 2022:

  • Débito direto.

Como recolho o Fundo dos funcionários da minha empresa?

O recolhimento atual pode ser feito por meio de guias específicas. Dessa forma. dá para pagar nas:

  • agências;
  • lotéricas;
  • correspondentes bancários ou pelo Internet Banking Caixa.

Além disso, quer saber mais? Ficou com alguma dúvida? Se precisar, é só deixar aqui.

Por fim, não esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram; FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.