Após a aguardada aprovação do auxílio emergencial, muitos beneficiários reclamam no Twitter sobre a dificuldade de sacar os R$ 600

Desde que foi lançado, o auxílio emergencial enfrenta diversas dificuldades de execução. Os empecilhos técnicos fizeram muitos usuários passarem raiva com o benefício, e isso se estende para a falta de comunicação clara da Caixa Econômica Federal (CEF) com a população.

Na rede social Twitter, usuários relatam desapontamento com a impossibilidade de saque dos R$ 600:

Entenda o porquê dos R$ 600 não poderem ser sacados após a aprovação ser anunciada no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial.

Por que não consigo sacar ou transferir a 2ª parcela do auxílio emergencial?

Uma das falhas de comunicação da Caixa em conjunto com o Ministério da Cidadania foi a controvérsia dos saques do auxílio emergencial. Em um primeiro momento, as instituições sinalizaram que haveriam:

  • dois saques gratuitos mensais da Poupança Social Digital;
  • e três transferências gratuitas mensais da mesma poupança;

A Poupança Social Digital é a conta criada automaticamente para os beneficiários do auxílio emergencial que não possuem conta bancária na Caixa ou no Banco do Brasil (BB). Esta conta pode ser acessada pelo aplicativo Caixa TEM.

Um calendário de saques para aqueles que recebem os R$ 600 pelo Caixa TEM foi estipulado. O objetivo era amenizar a quantidade de pessoas nas filas das agências da Caixa, por conta da pandemia do coronavírus.

Apesar das diretrizes iniciais, foi observado que as filas da Caixa não estavam sendo contidas e estavam em desacordo com as recomendações de saúde na quarentena do coronavírus.

Isto ocorreu pois muitas pessoas passaram a transferir os R$ 600 para contas bancárias da Caixa de amigos, familiares e conhecidos. E, assim, burlavam o calendário de saques.

A fim de reduzir o número de pessoas nas filas, o Ministério da Cidadania decidiu definir não somente um calendário de saques, mas também de transferências do auxílio.

Veja também – Simule seu empréstimo e encontre as melhores taxas de juros do mercado!

Calendário de saques e transferências da 2ª parcela

As pessoas que receberam a 2ª parcela de R$ 600 por meio da Poupança Social Digital podem sacar e/ou fazer transferências somente a partir das seguintes datas:

  • 30/05/2020: nascidos em janeiro
  • 01/06/2020: nascidos em fevereiro
  • 02/06/2020: nascidos em março
  • 03/06/2020: nascidos em abril
  • 04/06/2020: nascidos em maio
  • 05/06/2020: nascidos em junho
  • 06/06/2020: nascidos em julho
  • 08/06/2020: nascidos em agosto
  • 09/06/2020: nascidos em setembro
  • 10/06/2020: nascidos em outubro
  • 12/06/2020: nascidos em novembro
  • 13/06/2020: nascidos em dezembro

Em suma, o calendário de saques acima é válido para quem tiver recebido a 1ª parcela até o dia 30 abril e tenha recebido a 2ª parcela até o dia 26 de maio.

Veja também – Como funciona o limite de transferências da Poupança Social da Caixa?

Por que não consigo sacar ou transferir a 1ª parcela do auxílio emergencial?

Para quem faz parte do grupo de “novos aprovados” do auxílio emergencial, ainda não existe um calendário de saques definido.

Quem são os novos aprovados do auxílio emergencial?

Os novos aprovados do auxílio são os cidadãos que não receberam a primeira parcela até 30 de abril. Este mesmo grupo recebeu os R$ 600 até o dia 29 de maio de 2020.

Recebi o auxílio emergencial. Não posso fazer nada com o dinheiro até a data do saque/transferência?

Quem recebeu o auxílio emergencial e possui urgência de utilizar os R$ 600 para atividades básicas, o Caixa TEM disponibilizou algumas funções que permitem a movimentação do dinheiro sem necessidade de saque ou de transferências:

  1. Pagamento com QR Code;
  2. Cartão virtual do Caixa TEM;

Ficou com mais alguma dúvida sobre o saque dos R$ 600? Deixe nos comentários e não se esqueça de seguir a FinanZero nas redes sociais: @finanzero no Instagram, /FinanZero no Facebook e @finanzero no Twitter.